Correio de Carajás

Reunião com prefeito aponta para nova reunião para discutir destino de uber e 99

Rogério Soares, presidente da Associação de Táxis-lotação, resume o que foi decidido na reunião com o prefeito / Foto: Evangelista Rocha

DIÁLOGO

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Queda de braço entre plataformas legalizadas e “clandestinas” vai perdurar. Tião espera discutir assunto com vereadores

Mais um capítulo vem aí. Após uma longa conversa entre os representantes dos mototaxistas e dos táxi-lotação com o prefeito Tião Miranda, ficou decidido que haverá uma nova reunião com os vereadores e o gestor municipal para discutir o destino das empresas Uber e 99, que ainda não estão cadastradas junto ao município.

O presidente da Associação de Táxi-lotação de Marabá, Rogério Soares, reforça que a categoria não aceita que a lei – que regulamenta o serviço de transporte por app – seja alterada, fornecendo um novo prazo para que as plataformas ainda não cadastradas tenham oportunidade.

“Não podemos aceitar que a lei seja modificada apenas para beneficiar duas empresas que estão ‘cagando e andando’ para a cidade. Foi dado um prazo de um ano para o cadastro e nada”, queixa-se Rogério.

Leia mais:

Sobre a fiscalização do DMTU (Departamento Municipal de Trânsito e Transporte Urbano), Rogério afirma que ela precisa existir. “Semana passada foram dois táxi-lotação ‘clandestinos’ presos e nem por isso tentamos derrubar a lei. Isso é normal. Precisamos da fiscalização”, enfatiza.

Soares finalizou a entrevista informando que uma nova reunião ocorrerá, porém, não há uma data definida para que seja realizada. Ele também informou que o prefeito não concorda com a alteração da lei municipal, porém, há a possibilidade de os vereadores elaborarem um novo Projeto de Lei que apoie os motoristas das plataformas Uber e 99.

O Correio de Carajás solicitou nota às plataformas Uber e 99 e segue aguardando o seu posicionamento. (Zeus Bandeira – Colaboração de Chagas Filho e Evangelista Rocha)

ATUALIZAÇÃO

Ás 13h06, a 99 enviou o seguinte posicionamento:

99 segue aberta ao diálogo com a administração de Marabá (PA) para construir uma solução que seja benéfica para a mobilidade na cidade, tanto para motoristas parceiros ou passageiros. A empresa lembra que desde 2019 o STF considera que restringir o uso de aplicativos de mobilidade é inconstitucional e fere princípios como a livre iniciativa e a concorrência. A 99, portanto, acredita em uma solução breve para continuar a garantir aos motoristas parceiros o direito de gerar renda e das pessoas escolherem como desejam se locomover pela cidade.

Matéria atualizada às 14h12.

Às 15h06, a Uber enviou sua nota de posicionamento. Confira:

Os motoristas parceiros da Uber prestam o serviço de transporte remunerado privado individual de passageiros, que tem respaldo na Constituição, é previsto na Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei Federal 12.587/2012) e foi regulamentado em âmbito nacional pela Lei Federal 13.640/2018, sancionada após amplo debate na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.

Regras em desacordo com a regulamentação nacional do transporte individual privado (Lei Federal 13.640/18) também esbarram na decisão do Supremo Tribunal Federal, que tem repercussão geral e estabeleceu que os municípios que optarem por regulamentar a atividade não podem impor requisitos que excedam os limites da legislação federal.

De modo geral, regulamentações municipais modernas favorecem ambientes de inovação e garantem aos cidadãos o direito de escolha sobre como se movimentar ou como gerar renda. A Uber está disposta a cumprir os itens da Lei Federal que regulamenta o transporte remunerado privado individual de passageiros.

Matéria atualizada às 15h20.

Mais

Tião agenda reunião com professores de Marabá para negociar dívida

Tião agenda reunião com professores de Marabá para negociar dívida

Os professores da rede municipal podem, finalmente, ter um encontro cara a cara com o prefeito Tião Miranda, de Marabá.…
Centenas ignoram vírus e aglomeram na Orla de Marabá

Centenas ignoram vírus e aglomeram na Orla de Marabá

Aglomeração, falta de uso de máscara, som alto, consumo de bebidas alcoólicas e desrespeito às medidas de segurança. Foi isso…
Autoescolas reivindicam centro de treinamento em protesto

Autoescolas reivindicam centro de treinamento em protesto

Uma manifestação pacífica tomou conta da entrada da sede da Prefeitura de Parauapebas, promovida pela Associação das Autoescolas de Parauapebas…
Já entregou o IRPF? Prazo acaba dia 31

Já entregou o IRPF? Prazo acaba dia 31

Se você ainda não entregou sua declaração do Imposto de Renda 2021 (IRPF) é melhor se apressar, o prazo acaba…
Cadastro para regularização fundiária do Bairro Liberdade continua

Cadastro para regularização fundiária do Bairro Liberdade continua

As equipes da Companhia de Habitação do Estado do Pará (Cohab) e do Instituto de Terras do Pará (Iterpa) retornaram,…
Webinário debate os impactos da pandemia no setor cultural

Webinário debate os impactos da pandemia no setor cultural

Shows cancelados, cinemas fechados e visitação suspensa a museus e espaços culturais. Eis o cenário que o setor cultural vive…