Correio de Carajás

Repórter Correio

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Promoção na PM

O atual comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar, em Marabá, oficial Dayvid Sarah Lima, acaba de ser promovido à patente de coronel, mais alto grau hierárquico da corporação. A promoção foi referendada pelo governador Helder Barbalho no último dia 21.

PIX no Simples

Leia mais:

Desde o dia 22, mais de 16 milhões de micro e pequenas empresas e de microempreendedores individuais (MEI) já podem usar o Pix, plataforma de pagamentos instantâneos do Banco Central (BC), para recolher os tributos do Simples Nacional, regime especial para os negócios de menor porte que unifica o pagamento de tributos federais, estaduais e municipais. Com a nova tecnologia, o Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) terá um código QR (versão avançada do código de barras). Basta o contribuinte abrir o aplicativo da instituição financeira, escolher a função Pix e fotografar o código com a câmera do celular para fazer o pagamento.

Fake News e cadeia

O disparo em massa de fake news em aplicativos de mensagens como o WhatsApp poderá levar a até cinco anos de prisão, além de multa. É o que prevê o relatório de um projeto de lei que define crimes contra o Estado Democrático de Direito e a Humanidade. O texto foi protocolado na quinta-feira (22) na Câmara dos Deputados e tem regime de urgência.

5 anos de cadeia

O texto da relatora, deputada Margarete Coelho (PP-PI), prevê a revogação da Lei de Segurança Nacional e a tipificação de outros crimes contra o Estado. No parecer, a relatora sugere tipificar como crime a comunicação enganosa em massa. A prática, que poderá levar à pena de um a cinco anos de reclusão mais multa, envolve o ato de promover ou financiar o envio de fake news em aplicativos como no WhatsApp por meio de ferramentas não autorizadas pelos serviços. Esta é a definição do crime, segundo o relatório:

Leitos 100% ocupados

O panorama segue preocupante em Marabá, onde o número de pacientes em situação grave de covid-19 não regride e, ontem (23), ainda estava em 100% o número de leitos de UTI ocupados, ou seja, os 50 existentes em Marabá. Dos 20 leitos de UCE, apenas um estava disponível; já na enfermaria eram 33 ocupados, em 47. Os casos confirmados são 17.267 desde o início da pandemia, com 355 óbitos. Nas 24 horas anteriores foram quatro mortes: de pacientes de 41, 58, 64 e 70 anos, respectivamente, três deles com comorbidades.

Enchente

O ritmo de recuo do Rio Tocantins continua lento e ontem, ao final do dia o nível em Marabá era de 8,52 metros acima do normal, quando muitos já projetavam que iria a 7 metros no final de semana. Segundo o Boletim de Vazões e Níveis da Eletronorte, as variações nos próximos três dias será para cima, com 8,68 hoje e 8,71 metros no domingo.

Covid em Marabá

Após vários dias sem vagas de UTI em Marabá, ontem a situação passou a dar mostras de esperança: era de…

Repórter Correio

Covid no Pará Até esta sexta-feira, dia 7, de acordo com a Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa), eram…

Covid em Marabá

Covid em Marabá Os leitos de UTI seguem com 100% de ocupação em Marabá, ou seja, 50 em 50 existentes.…

Repórter Correio

Enchente Embora lentamente, o nível do Rio Tocantins voltou a apresentar baixa e ontem estava em 8,34 metros acima do…

Repórter Correio

Covid no Pará O balanço da Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa) divulgado nesta sexta-feira (30/4), sobre a covid-19…

Repórter Correio

Alok no Pará Tido como o DJ mais importante, conhecido e requisitado do mundo, o brasileiro Alok está no Pará.…