Correio de Carajás

Repórter Correio

Perigo no rio

Nem a presença de uma equipe da Capitania dos Portos em Marabá no final de semana inibiu a irresponsabilidade de muitos condutores de lanchas e motos aquáticas. Prova disso é que na noite de sábado, uma lancha de grande porte literalmente passou por cima de uma canoa (rabeta) de transporte de banhistas. Por sorte apenas o condutor ocupava o barco menor e este não se feriu. Em um vídeo nas redes sociais ele narrou o perigo que viveu, o susto e o prejuízo.

Perigo no rio

Leia mais:

Não é demais destacar que muitas das rabeta também trafegam perigosamente sem a iluminação obrigatória para barcos e faroletes. O mesmo a se dizer das motos aquáticas, a quais não são veículos noturnos, tanto que não possuem, de origem, iluminação e sinalização. Portanto, todos que possuem esses equipamentos devem focar seu período útil no rio durante o dia, recolhendo-os durante a noite.

Ponto para a PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou em uma das noites da operação Expoama, em Marabá, um veículo pertencente à locadora Unidas e que tinha registro de apropriação indébita em Rio Maria, no sul do Pará. Foi no Km 340 da BR-155. A priori, o condutor foi apresentado por receptação culposa. O carro é um T-Cross, 2020/21 avaliado em R$ 120 mil.

Eleições

O Brasil terá 39,21% a mais de brasileiros aptos a votar no exterior nas eleições de outubro. De acordo com dados do cadastro eleitoral, 697 mil eleitores poderão votar para presidente da República e vice, única modalidade de votação para quem está fora do país. Em 2018, o país tinha 500 mil eleitores nessa situação. Os números foram divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia 15 de julho. Conforme o TSE, o cadastro aponta ainda que número de eleitores no exterior aumentou 96,81% em relação às eleições de 2014, quando 354.184 eleitores estavam aptos.

Imóveis da União

Imóveis que a União não conseguiu vender em licitações serão ofertados ao público de uma nova maneira. A Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União do Ministério da Economia (SPU) passou a oferecer a venda direta pelo site VendasGov. Em alguns casos, haverá desconto de 25% em relação ao valor inicial.

Imóveis da União II

O mecanismo foi regulamentado pela Portaria 5.343 da SPU, editada em 10 de junho. As novas regras determinam que, na primeira tentativa de licitação sem sucesso, o imóvel poderá ser ofertado na modalidade venda direta, por 100% do valor de avaliação. No caso de dois certames sem sucesso, o imóvel será ofertado novamente, com 25% de desconto.

Censo

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicou nesta segunda-feira (25) o edital para preencher vagas adicionais de agentes censitários temporários que atuarão no Censo 2022. A previsão do certame é que os agentes cumpram as demandas pelo período de 5 meses, que poderão ser prorrogados de acordo com as atividades e com os recursos disponíveis pelo IBGE.

Censo II

As inscrições para a seleção são gratuitas e podem ser efetuadas pelo site do instituto. Para agente censitário municipal, 119 vagas serão preenchidas. Para supervisor, 279 funcionários serão contratados. O IBGE exige, entre outras documentações, comprovante de conclusão do ensino médio e habilidades com planilhas digitais. Os salários vão de R$ 1,7 mil a R$ 2,1 mil, com auxílio transporte e auxílio alimentação. A Carga horária é de 8 horas diárias.

Morcego vampiro

A raiva humana é uma doença viral que compromete o sistema nervoso central e pode levar à morte, em 5 a 7 dias, se não diagnosticada e tratada a tempo. A transmissão se dá por animais, como morcegos, que se alimentam de sangue de outros mamíferos, sendo vetores da doença. Possíveis ataques desses morcegos hematófagos, também chamados de “morcegos-vampiros”, contra humanos e animais foram registrados no município de Rurópolis, no oeste do Pará, e já está sendo investigados pela Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (SESPA).

Varíola dos Macacos

Um novo alerta feito pela Organização Mundial da Saúde (OMS) trouxe preocupação para o mundo e, dessa vez, não estamos falando do novo coronavírus. A “Varíola dos Macacos”, ou Monkeypox, tornou-se o centro de discussão entre as autoridades sanitárias da agência que classificaram a doença como “emergência pública de preocupação global”.

Varíola dos Macacos II

Com o comunicado, foi preciso intensificar também quaisquer alertas por parte das secretarias de saúde. No Pará, a Secretaria de Saúde Pública (Sespa) emitiu uma nota tranquilizando a população paraense e afirmando que, até o momento, não há qualquer registro da doença no território paraense.

Comentários