Ads

Rally da Pecuária

Ads

O Rally da Pecuária 2019, maior expedição técnica privada sobre a pecuária bovina de corte no Brasil, chegou ao Pará no último dia 12 de agosto, após avaliar áreas no Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Rondônia. Técnicos da Equipe 5 visitaram propriedades nas regiões de Marabá, Xinguara e Redenção.  Nesta sexta-feira (15/08) ocorrerá o evento técnico gratuito para produtores e profissionais do setor em Araguaína (TO) com o tema “É tempo de colheita! A pecuária em fase de alta”.

Rally da Pecuária II

Os técnicos estiveram no Pará para coletar informações qualitativas por meio do contato direto com produtores e técnicos, e quantitativas, por meio de amostragem de pastos, índices zootécnicos, composição do rebanho, estimativa de confinamento, sistema de gestão e produção, permitindo uma avaliação das produções e realidades regionais.

Pará bovino

O Pará tem hoje cerca de 20 milhões de cabeça de gado e, com 9% do rebanho total, figura na quinta posição no ranking de rebanho. O estado responde por 8,4% do abate formal total e por 4,6% das exportações brasileiras de carne bovina. O estado é destaque nas exportações de bovinos vivos, com 54% do total exportado pelo país. Em 2018, saíram 425 mil cabeças pelo porto de Vila do Conde, no Pará, com destino à Turquia (50%), Egito (24%) e Líbano (13,7%).

Exportações

Em 2019, as exportações de bovinos vivos estão em queda. Entre janeiro e julho foram exportadas quase 327 mil cabeças, 26% a menos do que o registrado no mesmo período de 2018. Pelo Pará, no entanto, embarcaram 200 mil cabeças, sendo 30 mil a menos (14,5%) do que o registrado no mesmo período de 2018. Com isso, a participação do estado nas exportações e gado em pé subiu para 62% do total exportado pelo Brasil, no acumulado de 2019.

Feriado

Shopping Pátio Marabá vai funcionar em horário alternativo neste feriado estadual de 15 e agosto. As lojas abrem das 14 às 20 horas. A praça de alimentação de 12 às 22 horas, academia de 8 às 14 horas e cinemas conforme a programação.

Rodoviários

Os filiados do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Sul e Sudeste do Pará (Sintrasul) tiveram assembleia geral na manhã de ontem em Marabá. A pauta foi a de sempre nos últimos tempos: atrasos de salários e benefícios dos funcionários das empresas de coletivo da cidade. Segundo a entidade, a TCA e a Nasson, mesmo após o último acordo, de recolhimento diário de 50% do apurado para pagamentos de salários, não vem cumprindo. O assunto foi denunciado à Progem da Prefeitura, que ficou de acompanhar.

Rodoviários II

Ainda segundo a entidade, há trabalhadores sem receber os salários de julho e o adiantamento de agosto, fora os cinco meses atrasados de auxílio alimentação. Mesmo assim, a categoria rejeitou nova greve, por enquanto.

Ads