Correio de Carajás

Repórter Correio 10/09/2020

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Sem doadores

O ano de 2020 viu o número de transplantes de órgãos no Pará cair em 71%, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa). A ocorrência estaria ligada ao período de pandemia. A regulação e a captação de órgãos despencou. A doação de córneas caiu em 83% e a de rins em 63% de janeiro a julho. Só no Pará, 1.397 pessoa estão na fila para receber transplantes: sendo 308 aguardando um rim e 920 esperando córneas. Um único doador pode beneficiar até 10 outras pessoas.

Cavalgada

Leia mais:

Como decorrência de um trabalho que vem sendo realizado desde de 2019, o Ministério Público do Pará (MPPA), em conjunto com diversos órgãos municipais e de fiscalização, firmaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para garantir a melhoria e adequação da tradicional ”Cavalgada Ruralista da Feira Agropecuária de Xinguara”. O TAC vale para os próximos anos. Em função da pandemia, a festividade anual, que reúne milhares de pessoas no primeiro final de semana do mês de setembro, foi cancelada em 2020.

Cavalgada II

O MPPA, por meio do 2º promotor de justiça de Xinguara, Alexandre Azevedo de Mattos Costa, disse que busca garantir melhorias na realização da cavalgada, incluindo adequações do evento às normas ambientais, melhoria na fiscalização de vendas e consumo de bebidas alcoólicas e uma série de mudanças na logística do evento. A cavalgada conta, anualmente, com ampla participação popular em vias públicas, venda e consumo de bebida alcoólica, desfile de comitivas, utilização de carros de som, dentre outras circunstâncias que necessitam de fiscalização e regulamentação.

IFPA

E o Campus Marabá Industrial do IFPA segue com sua programação prévia à retornada das atividades no dia 14 de setembro. Ontem realizava uma live com o Setor Pedagógico e a Assistência Estudantil para o primeiro dia da programação de acolhida à comunidade acadêmica do CMI.

FGTS

O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) aprovou, em reunião extraordinária, redução de juros no crédito imobiliário popular no Norte e Nordeste. Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional, que apresentou o voto no conselho, o objetivo é promover o acesso de mais famílias ao financiamento habitacional nessas duas regiões, que têm, historicamente, baixos índices de contratação de financiamento habitacional.

FGTS II

Nos últimos cinco anos, dos recursos disponibilizados para o Nordeste, 23% não foram utilizados por falta de demanda. No caso do Norte, o percentual chega a 78%. Segundo o ministério, as mudanças na sistemática de financiamentos na área de habitação popular vão possibilitar que o FGTS tenha mais recursos disponíveis para novas contratações. Haverá redução da parcela de spread bancário (diferença entre o valor pago pelo banco aos correntistas e o cobrado nas operações de crédito) pago pelo fundo aos agentes financeiros operadores do programa.

Comentários

Repórter Correio

Chuva, ventania e caos Moradores do Bairro Novo Horizonte entraram em contato com o Jornal Correio para falar sobre o…

REPÓRTER CORREIO

Abarrotados de vacina Na região sudeste do Pará, apenas Marabá e Parauapebas estão conseguindo dar vazão às vacinas contra covid-19.…

REPÓRTER CORREIO

PASSEIO CICLÍSTICO Este sábado, 11, amanheceu com centenas de ciclistas ocupando a rodovia BR-230, a Transamazônica, no trecho que vai…

REPÓRTER CORREIO

Inteligência artificial O Serviço de Videomonitoramento tem sido vital para identificação de crimes e ajudar no combate à criminalidade no…

REPÓRTER CORREIO

Nova frota de ônibus O secretário de Segurança Institucional de Marabá, Jair Guimarães, confirmou a chegada de oito novos ônibus…

REPÓRTER CORREIO

Licença prévia Com a realização da obra da Ferrovia do Pará, alguns municípios do interior deverão receber terminais multimodais para…