Correio de Carajás

Repórter Correio 06/08/2020

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

ICMS

A receita do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do Pará bateu recorde histórico em julho 2020. De acordo com os dados da Diretoria de Arrecadação e Informações Fazendárias, da Secretaria da Fazenda, a arrecadação atingiu R$ 1,189 bilhão, o maior valor arrecadado em um único mês. O crescimento nominal foi de 15,3% e real de 12,9% em relação a julho do ano passado, cuja receita foi de R$1,031 bilhão.

ICMS II

Leia mais:

No acumulado de sete meses o ICMS somou R$ 7,142 bilhões, crescimento nominal de 6,4% e real de 3,2% em relação ao mesmo período do ano passado. Somando os três impostos estaduais – ICMS, IPVA (Imposto sobre Veículos Automotores) e ITCD (Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos) – a receita de sete meses somou R$ 7,549 bilhões, crescimento nominal de 6% e real de 2,7%, em relação a 2019.

No ano anterior

Em 2019 o ICMS fechou o ano com crescimento de 11,7% nominal e real de 7,8%, em relação a 2018. Em janeiro de 2020 a tendência de crescimento se manteve, e o ICMS arrecadou R$1,171 bilhão, recorde histórico para o período. Com a pandemia de coronavírus, porém, a receita começou a cair. O ponto mais baixo aconteceu em maio deste ano, quando o ICMS arrecadou R$ 829 milhões.

Líbano e o Pará

Diante da tragédia da explosão esta semana em Beirute, capital do Líbano, e da grave situação social daquele país, a comunidade libanesa que vive no Pará está se unindo para levantar doações por meio de uma campanha solidária. A arrecadação é diretamente em dinheiro, que será enviado a familiares de paraenses e também à Cruz Vermelha. A campanha está sendo coordenada pelo cônsul honorário do Líbano no Estado do Pará, Makram Said. Uma conta-corrente foi disponibilizada para arrecadação de recursos para a ajuda.

Eletronorte

A Eletronorte foi designada como Agente Executor do Programa Mais Luz para Amazônia. Durante evento específico, o presidente Jair Bolsonaro disse que a chegada da energia solar na região não tem preço e que outros benefícios chegarão à região Norte. Lançado em fevereiro deste ano, o programa vai atender a população residente em regiões remotas dos estados que compõem a Amazônia Legal: Pará, Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Rondônia, Tocantins e Maranhão; e que ainda não têm acesso a esse serviço público.

Solar

A tecnologia utilizada será de painéis fotovoltaicos, que geram energia elétrica a partir de fonte renovável e podem ser instalados em comunidades que não tem acesso às redes de distribuição convencionais.

Repórter Correio

Covid no Pará Até esta sexta-feira, dia 7, de acordo com a Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa), eram…

Covid em Marabá

Covid em Marabá Os leitos de UTI seguem com 100% de ocupação em Marabá, ou seja, 50 em 50 existentes.…

Repórter Correio

Enchente Embora lentamente, o nível do Rio Tocantins voltou a apresentar baixa e ontem estava em 8,34 metros acima do…

Repórter Correio

Covid no Pará O balanço da Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa) divulgado nesta sexta-feira (30/4), sobre a covid-19…

Repórter Correio

Alok no Pará Tido como o DJ mais importante, conhecido e requisitado do mundo, o brasileiro Alok está no Pará.…

Repórter Correio

Triste estatística Ao longo do dia de ontem Parauapebas ultrapassou pela primeira vez Marabá no número de óbitos por covid-19:…