Foto: Reuters

O Real Madrid confirmou na tarde desta segunda-feira a notícia que muitos torcedores aguardavam: Zinedine Zidane está de volta. O francês foi anunciado como novo treinador, assinando um contrato até junho de 2022. Ele retorna nove meses depois de sua despedida, para substituir Santiago Solari, e concederá entrevista coletiva às 16h (de Brasília) para falar sobre o acerto.

[pro_ad_display_adzone id="528"]

O argentino foi sacado do comando da equipe menos de uma semana depois da eliminação merengue nas oitavas de final da Liga dos Campeões, após derrota por 4 a 1 diante do Ajax. Apesar de tirá-lo do comando da equipe principal, a diretoria ofereceu um novo cargo (não revelado) a Solari dentro do clube.

A mudança no comando do time já era especulada desde a última terça-feira, uma vez que a queda na Champions praticamente encerrou a temporada merengue, após duas derrotas para o Barcelona em pleno Santiago Bernabéu. Fora da Copa do Rei e com chances bem reduzidas no Campeonato Espanhol, o Real precisaria de uma “reconstrução”, na opinião da diretoria, que optou por não esperar o fim da temporada.

– O Real Madrid agradece pelo trabalho de Santiago Solari e pelo compromisso e lealdade que ele sempre demonstrou a esta casa – disse o clube, através do comunicado.

Santiago Solari caiu após eliminação do Real Madrid diante do Ajax — Foto: Efe
Santiago Solari caiu após eliminação do Real Madrid diante do Ajax — Foto: Efe

A saída de Solari, desta forma, era uma possibilidade mais que badalada independente do resultado diante do Valladolid, no último domingo. E a reunião semanal da diretoria do Real Madrid, que sempre ocorre às segundas, sacramentou sua saída depois de menos de cinco meses à frente da equipe. Ele havia assumido o time no fim de outubro, como interino, depois da demissão de Julen Lopetegui, e foi efetivado em novembro.

Com a mudança, o Real Madrid vai para o terceiro técnico diferente na temporada 2018/19 – uma das mais caóticas de sua história. Após a saída de Cristiano Ronaldo e Zidane na última janela de verão europeu, o elenco que conquistou o tricampeonato europeu não conseguiu mostrar bom desempenho e iniciou a liga espanhola longe da disputa pelo título, o que levou à demissão de Lopetegui. Solari fez a equipe crescer e avançar na Copa do Rei e na Liga dos Campeões, mas em duas semanas, a crise voltou a bater à porta.

Zidane, ídolo como jogador e técnico

No anúncio, o Real Madrid destacou os feitos de Zidane, tanto em campo com a camisa merengue quanto à beira do gramado com seu terno impecável. Como treinador, foram dois anos e meio em que conquistou três Ligas dos Campeões em sequência, a última delas em maio passado em Kiev.

Zidane levou o Real Madrid ao 13º título europeu no ano passado em Kiev — Foto: Reuters
Zidane levou o Real Madrid ao 13º título europeu no ano passado em Kiev — Foto: Reuters

Foram 104 vitórias em 149 jogos no comando da equipe, além de alguns recordes quebrados. Ele possui, por exemplo, o melhor aproveitamento de um treinador à frente da equipe em seus primeiros 70 jogos (51 vitórias, 14 empates e 5 derrotas) e ainda estabeleceu a maior invencibilidade no futebol espanhol (40 jogos sem perder).

– A história do Real Madrid e Zidane andam de mãos dadas. Herói da nona conquista (de Champions) com seu gol inesquecível em Glasgow (palco da final de 2002), permaneceu ligado ao Real Madrid após sua aposentadoria. Auxiliar da equipe que venceu a décima, seguiu, em seguida, para liderar o Castilla até 4 de janeiro de 2016, quando foi escolhido treinador da equipe principal, posição que ocupou até 31 de maio de 2018 – disse a nota oficial do anúncio.

“Em menos de três temporadas alcançou um feito que ninguém conseguiu: tornar-se o único técnico da história a conquistar três Copas da Europa consecutivas”, completou o Real Madrid.

Títulos de Zidane como treinador

  • 3 Ligas dos Campeões
  • 2 Mundiais de Clubes
  • 2 Supercopas da Europa
  • 1 Campeonato Espanhol
  • 1 Supercopa da Espanha

Títulos como jogador do Real Madrid

  • 1 Liga dos Campeões
  • 1 Mundial de Clubes
  • 1 Supercopa da Europa
  • 1 Campeonato Espanhol
  • 2 Supercopas da Espanha

(Fonte:G1)

[pro_ad_display_adzone id="530"]