Correio de Carajás

Quatro homens estão desaparecidos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Até a noite de ontem (13) permanecia o mistério sobre o desparecimento de quatro homens residentes em Tucuruí, sendo três da mesma família. Eles sumiram na segunda-feira, dia 9, quando viajaram para Marabá. São eles Elden Guimarães Rodrigues, Edvaldo Guimarães Rodrigues, Ruan Carlos Rodrigues da Silva e Leivaldo Braga da Silva, que deixaram Tucuruí com destino a Marabá em um veículo Ford KA. Um carro com essas mesmas características (mas sem placa) foi encontrado queimado na Rodovia Transamazônica, à altura da localidade de Cajazeiras, município de Itupiranga.

Chama atenção o fato de que um deles, Edivaldo Guimarães Rodrigues, vinha sendo investigado por envolvimento no assassinato do prefeito de Tucuruí, Jones William da Silva Galvão, morto em 25 de julho deste ano, segundo informou Sandra Brandão Rodrigues, esposa de Elden, que registrou ocorrência por meio da Delegacia Virtual da Polícia Civil do Pará.

Conforme informações prestadas por familiares, os quatro desaparecidos são comerciantes em Tucuruí e Elden teria vindo a Marabá para receber o pagamento de uma carregadeira que vendeu para um empresário local. Na terça-feira (10), por volta de 15h, Elden teria ligado para Tucuruí, avisando que estavam retornando para sua cidade, mas nunca apareceram em casa. Desde então, os celulares dos quatro estão desligados.

Leia mais:

Segundo informou a Polícia Rodoviária Estadual, o carro em questão não passou de volta na barreira da PA-150 em Jacundá. O que indica que os quatro não retornaram a Tucuruí pela rodovia, na tarde de terça-feira. No início da tarde desta sexta-feira (13), o provável carro em que eles andavam foi encontrado incendiado.

Também na noite de ontem circularam rumores de que os quatro haviam sido encontrados mortos carbonizados dentro do carro, mas esta informação não chegou a ser confirmada pelo Instituto Médico Legal (IML), responsável pela remoção e necropsia de vítimas de morte violenta.

Saiba Mais

Desde que o prefeito Jones William foi assassinado, em plena luz do dia, quando vistoriava obras, uma pessoa já chegou a ser presa, acusada de participação no crime, mas as investigações continuam no sentido de identificar todos os envolvidos no crime.

(Chagas Filho)

Até a noite de ontem (13) permanecia o mistério sobre o desparecimento de quatro homens residentes em Tucuruí, sendo três da mesma família. Eles sumiram na segunda-feira, dia 9, quando viajaram para Marabá. São eles Elden Guimarães Rodrigues, Edvaldo Guimarães Rodrigues, Ruan Carlos Rodrigues da Silva e Leivaldo Braga da Silva, que deixaram Tucuruí com destino a Marabá em um veículo Ford KA. Um carro com essas mesmas características (mas sem placa) foi encontrado queimado na Rodovia Transamazônica, à altura da localidade de Cajazeiras, município de Itupiranga.

Chama atenção o fato de que um deles, Edivaldo Guimarães Rodrigues, vinha sendo investigado por envolvimento no assassinato do prefeito de Tucuruí, Jones William da Silva Galvão, morto em 25 de julho deste ano, segundo informou Sandra Brandão Rodrigues, esposa de Elden, que registrou ocorrência por meio da Delegacia Virtual da Polícia Civil do Pará.

Conforme informações prestadas por familiares, os quatro desaparecidos são comerciantes em Tucuruí e Elden teria vindo a Marabá para receber o pagamento de uma carregadeira que vendeu para um empresário local. Na terça-feira (10), por volta de 15h, Elden teria ligado para Tucuruí, avisando que estavam retornando para sua cidade, mas nunca apareceram em casa. Desde então, os celulares dos quatro estão desligados.

Segundo informou a Polícia Rodoviária Estadual, o carro em questão não passou de volta na barreira da PA-150 em Jacundá. O que indica que os quatro não retornaram a Tucuruí pela rodovia, na tarde de terça-feira. No início da tarde desta sexta-feira (13), o provável carro em que eles andavam foi encontrado incendiado.

Também na noite de ontem circularam rumores de que os quatro haviam sido encontrados mortos carbonizados dentro do carro, mas esta informação não chegou a ser confirmada pelo Instituto Médico Legal (IML), responsável pela remoção e necropsia de vítimas de morte violenta.

Saiba Mais

Desde que o prefeito Jones William foi assassinado, em plena luz do dia, quando vistoriava obras, uma pessoa já chegou a ser presa, acusada de participação no crime, mas as investigações continuam no sentido de identificar todos os envolvidos no crime.

(Chagas Filho)

Comentários

Mais

Colisão de motos deixa dois mortos e um ferido no bairro Betânia

Colisão de motos deixa dois mortos e um ferido no bairro Betânia

Por volta das 15 horas deste sábado (17), uma colisão frontal entre duas motos no bairro Betânia, em Parauapebas, resultou…
Trio é detido por tráfico no bairro Altamira

Trio é detido por tráfico no bairro Altamira

Na noite desta sexta-feira (16), a policia autuou três jovens por tráfico de drogas no bairro Altamira, em Parauapebas. Viniciu…
Menor de idade é baleado no bairro Liberdade

Menor de idade é baleado no bairro Liberdade

Na noite desta sexta-feira (16), um menor de idade foi alvejado no antebraço em sua casa, no bairro Liberdade, em…
Dr. Jairinho é investigado por agressões a três crianças; entenda

Dr. Jairinho é investigado por agressões a três crianças; entenda

Com o novo depoimento de uma ex-namorada de Dr. Jairinho, Débora Melo Saraiva, já são três casos investigados pela polícia sobre crianças…
Drogas levam dois à cadeia em Marabá

Drogas levam dois à cadeia em Marabá

Os indivíduos Wagner Souza Andrade e Rodrigo Nascimento foram presos pela Polícia Militar por volta das 4h30 da madrugada desta…
Defensor marabaense alerta sobre “stalking”, que agora é crime

Defensor marabaense alerta sobre “stalking”, que agora é crime

No dia 1º de abril de 2021, entrou em vigor a Lei 14.132/2021, que inclui no Código Penal Brasileiro, o…