Correio de Carajás

Quarteto roubava o Banpará e empresário de Parauapebas “lavava” o dinheiro

O empresário com as iniciais W.R.R.J preso nesta quarta-feira/Imagem: Mateus Cirilo
O empresário com as iniciais W.R.R.J preso nesta quarta-feira/Imagem: Mateus Cirilo
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A primeira fase da operação Clean Crib prendeu quatro pessoas suspeitas no envolvimento de crimes de lavagem de dinheiro, associação criminosa e furto qualificado de valores subtraídos de contas bancárias de correntistas do Banpará, na manhã desta quarta-feira (4), em Parauapebas.

Quatro pessoas foram presas na Operação Clean Crib/Imagem: Mateus Cirilo


O delegado Breno Ruffeil, titular da Divisão de Combate a Crimes Econômicos e Patrimoniais praticados por Meios Cibernéticos, disse à reportagem que também foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão. Foram apreendidos materiais eletrônicos, aparelhos telefônicos e aproximadamente R$ 30 mil.

“Além da investigação do crime cibernético, que foi invasão das contas bancárias e subtração de valores, a nossa divisão também apura a questão da lavagem de capitais, a partir do momento que os criminosos subtraem esses valores, eles têm que dar caráter licito a eles, então eles compram produtos para revender depois.

Leia mais:
O delegado Breno Ruffeil é responsável por investigar crimes cibernéticos


Ainda de acordo com o delegado, um empresário foi preso. Ele recebia os valores e realizava a lavagem. As outras três pessoas presas eram responsáveis por auxiliá-lo na movimentação financeira. A Polícia não divulgou os nomes dos envolvidos no crime.

Foto: Agência Pará

Segundo a polícia, as investigações iniciaram há cinco meses, e desde então, os criminosos subtraíram mais de 300 mil da conta de 10 correntistas. As investigações apontam que os criminosos criavam sites falsos para capturar dados de correntistas, eles então, acessavam a conta e realizavam transferências de valores para outras contas e este dinheiro era sacado ou era utilizado para fazer compras no intuito de mascarar a origem ilícita desse capital, informou o delegado.

A reportagem apurou até agora apenas as iniciais das quatro pessoas presas na operação: W.R.R.J, I.A.S, I.S.S e J.A.

(Theíza Cristhine e Ronaldo Modesto)

Mais

Foragido há 22 anos de Redenção é preso no Piauí

Foragido há 22 anos de Redenção é preso no Piauí

Foragido há 22 anos, o paraense José Luiz Maciel de Sousa, um dos presos da operação ‘Ação Integrada’, deflagrada nesta…
Mandado de prisão por furto em Marabá é cumprido em Parauapebas

Mandado de prisão por furto em Marabá é cumprido em Parauapebas

Na tarde desta quarta-feira (12), Thyago de Freitas Mulato, de 29 anos, foi preso em Parauapebas em cumprimento de mandado…
Jardim Canadá presencia homicídio no anoitecer

Jardim Canadá presencia homicídio no anoitecer

No fim da tarde desta quarta-feira (12), dois homens em uma Honda Biz prateada executaram Wellingthon Souza Ferreira, de 24…
Ponto de drogas é desarticulado pela Polícia Militar

Ponto de drogas é desarticulado pela Polícia Militar

A Polícia Militar desmobilizou um ponto de venda de entorpecentes ilícitos e prendeu Rubenique Batista Rodrigues, no Bairro da Infraero,…
Acusado de pistolagem é morto na Vila Santana

Acusado de pistolagem é morto na Vila Santana

Por volta das 10h30 da manhã de ontem, quarta-feira (12), Cleiton Lucena de Lima, de 40 anos, foi assassinado a…
Motorista com suspeita de embriaguez bate carro e deixa um ferido

Motorista com suspeita de embriaguez bate carro e deixa um ferido

Odair José Lopes, de 49 anos, conduzia um carro Fiat Uno, de cor azul e placas NYT-0909, quando colidiu contra…