Correio de Carajás

Profissionais da noite se reúnem e Prefeitura protela definição

Cerca de 15 membros compareceram à Secult para a reunião que não aconteceu / Foto: Reprodução
Cerca de 15 membros compareceram à Secult para a reunião que não aconteceu / Foto: Reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Com a retração da chuva na manhã desta terça-feira (9), a categoria que atua na noite marabaense finalmente se reuniu, por volta das 10 horas, na entrada da Marabá Pioneira, porém, sem manifestação pelas ruas do núcleo, conforme havia sido combinado. Cerca de 15 membros da categoria se reuniram e concederam entrevista para a Reportagem da TV Correio.

O presidente da Associação de Bares, Conveniências, Casas Noturnas, Distribuidoras, Músicos e Similares, Jader Santos, estava presente e reforçou que a ideia é fazer com que o ofício enviado na quinta-feira (4), à Secretaria Municipal de Cultura (Secult), seja atendido.

Jader pede que a Prefeitura considere a proposta do ofício / Foto: TV Correio

No documento, a entidade pede que a verba destinada ao Carnaval de Marabá seja revertida em forma de auxílio emergencial para a categoria. “Como estamos impedidos de trabalhar, gostaríamos que a Secult destinasse essa verba – que não terá onde ser aplicada – para os profissionais que estão necessitados”, pediu Jader.

Leia mais:

O músico Clauber Soares, que também esteve presente à reunião, relata estar indignado com a falta de apoio à categoria, que movimenta o setor na cidade. “Só gostaríamos de um apoio do prefeito. Muitos ambientes noturnos são movimentados por nós, músicos, e seguimos os protocolos de higienização e distanciamento”, garantiu.

Os membros da Associação foram até a Secult, onde dialogaram com o secretário José Scherer no final desta manhã, ficando combinada uma nova reunião na sexta-feira (12). Segundo Jader, o secretário havia se comprometido em conversar com o prefeito, Tião Miranda, sobre a proposta do ofício.

Segundo ele, a Associação é composta por 80 músicos e artistas, 20 ambulantes, 25 garçons, 17 DJs e 30 empresas do ramo, entre bares e casas noturnas. (Zeus Bandeira e Weliton Moreira)

Comentários

Mais

Presidente do Incra exalta reforma agrária

Presidente do Incra exalta reforma agrária

Presidente do Incra exalta reforma agrária Em seu discurso no evento em Marabá, o presidente do Incra, Geraldo Melo Filho,…
Começa hoje a vacinação da  população sem prioridade

Começa hoje a vacinação da população sem prioridade

Um mutirão de dois dias vai marcar o momento tão esperado pelos marabaenses: o início da vacinação contra a covid-19…
Dose extra de vacina é insuficiente para imunizar a população

Dose extra de vacina é insuficiente para imunizar a população

A Secretaria Municipal de Saúde de Canaã dos Carajás recebeu do Governo do Estado 3.140 doses de vacina contra o…
Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

A administração pública de Parauapebas trabalha para resolver a situação dos indígenas venezuelanos da etnia Warao, que estão acampados há…
Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Logo após a execução do Hino Nacional, no Parque de Exposições, nesta sexta-feira, dia 18, o prefeito de Marabá, Tião…
Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

O Brasil estabeleceu um novo recorde nesta quinta-feira (17) ao aplicar 2.561.553 doses de vacinas contra a covid-19 em 24…