Correio de Carajás

Professores recorrem ao MP e Fórum para tentar receber retroativo

Professores ocuparam as escadas de acesso ao prédio do Ministério Público Estadual em Marabá/ Foto: Evangelista Rocha
Professores ocuparam as escadas de acesso ao prédio do Ministério Público Estadual em Marabá/ Foto: Evangelista Rocha
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Os professores da rede municipal de Marabá voltaram a se manifestar na manhã desta quinta (04), desta vez, em frente ao Ministério Público Estadual. A categoria vem solicitando, reiteradamente, o pagamento do retroativo do piso salarial e o enquadramento nos salários. Depois, foram ao Fórum da Comarca para apresentar sua pauta.

Joyce Cordeiro, coordenadora da Subsede de Marabá do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (Sintepp) explicou o motivo da ida ao MPE. “Estamos vindo agora aqui, já que a categoria está indignada. Por isso estamos realizando uma série de atos e paralizações. Já estivemos na Secretaria de Obras e não fomos recebidos pelo prefeito Tião Miranda. Agora, iremos entrar com uma ação para tentar garantir o bloqueio das contas da prefeitura, solicitando assim, uma representação do MP para a investigação das contas do Fundeb”, vociferou ela.

Dezenas de profissionais da educação se reuniram em frente ao MP, onde questionam a falta de diálogo por parte da prefeitura. “O governo não dialoga. Não designa alguém responsável para fazer uma negociação justa, plausível e tranquila”, diz Joyce.

Leia mais:

De acordo com a coordenação do Sintepp, uma das sugestões pautadas seria para o governo elaborar uma folha suplementar e pagar o restante do retroativo do piso, com o enquadramento no final de fevereiro. Além disso, também enviar para a Câmara Municipal o reajuste do nível médio, já que só houve aumento dos servidores do nível fundamental do município, sendo que servidores do nível médio já estão há 5 anos sem reajuste.

“Nós vivemos um ano atípico de pandemia, onde se reduziu os gastos de insumo, reduziu o consumo de energia elétrica nas escolas, os gastos com os servidores contratados – já que eles foram demitidos no dia 30 de junho – e agora o governo diz que não tem dinheiro para pagar o retroativo do piso”, lamenta Joyce.

Nota de Esclarecimento

A Prefeitura enviou a seguinte nota sobre o assunto: “Todas as informações sobre a segunda parte do pagamento referente ao retroativo já foram repassadas ao MP, além de toda prestação de contas com relação aos gastos referente ao novo Fundeb. Lembrando que a prestação de contas também será apresentada ao Conselho Municipal de Educação, órgão responsável pela mediação e aprovação de tais contas.

É importante ressaltar que todos os salários dos servidores da educação estão devidamente em dias, inclusive o mês de janeiro e o pagamento do sexto de férias, pagos juntamente com a folha no dia 28 de janeiro de 2021. O sindicato tem ciência absoluta de toda esta pauta. O educador tem diálogo amplo com todos os departamentos da Semed para dirimir quaisquer dúvidas. (Ana Mangas)

Comentários

Mais

Índice reúne dados sobre a inclusão de brasileiros com deficiência

Índice reúne dados sobre a inclusão de brasileiros com deficiência

Passados 11 anos desde a realização do último censo nacional, o Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural, uma associação sem…
Anvisa aprova indicação de baricitinibe para covid-19

Anvisa aprova indicação de baricitinibe para covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou na noite desta sexta-feira que aprovou a indicação do medicamento baricitinibe para…
Pará registra 587.922 casos de Covid-19 e 16.578 mortes pela doença

Pará registra 587.922 casos de Covid-19 e 16.578 mortes pela doença

O Pará contabilizou mais 51 casos de Covid-19 e 4 mortes causadas pela doença. Segundo o boletim divulgado pela Secretaria…
“Forma Pará” recepciona calouros de Jacundá e Itupiranga

“Forma Pará” recepciona calouros de Jacundá e Itupiranga

“O Forma Pará, antes de qualquer coisa, é um programa que cuida de pessoas. E vocês também serão profissionais que…
Família de adolescente morto por “Trem da Alegria” não recebeu apoio financeiro da empresa

Família de adolescente morto por “Trem da Alegria” não recebeu apoio financeiro da empresa

A família do adolescente Marcos Henrique dos Santos, de 14 anos, que foi morto na noite desta quinta-feira (16), no…
Covid-19: Fiocruz libera mais 700 mil doses da vacina AstraZeneca

Covid-19: Fiocruz libera mais 700 mil doses da vacina AstraZeneca

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) liberou, nesta sexta-feira (17), mais 700 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra covid-19, produzida no…