Correio de Carajás

Professores recorrem ao MP e Fórum para tentar receber retroativo

Professores ocuparam as escadas de acesso ao prédio do Ministério Público Estadual em Marabá/ Foto: Evangelista Rocha
Professores ocuparam as escadas de acesso ao prédio do Ministério Público Estadual em Marabá/ Foto: Evangelista Rocha
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Os professores da rede municipal de Marabá voltaram a se manifestar na manhã desta quinta (04), desta vez, em frente ao Ministério Público Estadual. A categoria vem solicitando, reiteradamente, o pagamento do retroativo do piso salarial e o enquadramento nos salários. Depois, foram ao Fórum da Comarca para apresentar sua pauta.

Joyce Cordeiro, coordenadora da Subsede de Marabá do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (Sintepp) explicou o motivo da ida ao MPE. “Estamos vindo agora aqui, já que a categoria está indignada. Por isso estamos realizando uma série de atos e paralizações. Já estivemos na Secretaria de Obras e não fomos recebidos pelo prefeito Tião Miranda. Agora, iremos entrar com uma ação para tentar garantir o bloqueio das contas da prefeitura, solicitando assim, uma representação do MP para a investigação das contas do Fundeb”, vociferou ela.

Dezenas de profissionais da educação se reuniram em frente ao MP, onde questionam a falta de diálogo por parte da prefeitura. “O governo não dialoga. Não designa alguém responsável para fazer uma negociação justa, plausível e tranquila”, diz Joyce.

Leia mais:

De acordo com a coordenação do Sintepp, uma das sugestões pautadas seria para o governo elaborar uma folha suplementar e pagar o restante do retroativo do piso, com o enquadramento no final de fevereiro. Além disso, também enviar para a Câmara Municipal o reajuste do nível médio, já que só houve aumento dos servidores do nível fundamental do município, sendo que servidores do nível médio já estão há 5 anos sem reajuste.

“Nós vivemos um ano atípico de pandemia, onde se reduziu os gastos de insumo, reduziu o consumo de energia elétrica nas escolas, os gastos com os servidores contratados – já que eles foram demitidos no dia 30 de junho – e agora o governo diz que não tem dinheiro para pagar o retroativo do piso”, lamenta Joyce.

Nota de Esclarecimento

A Prefeitura enviou a seguinte nota sobre o assunto: “Todas as informações sobre a segunda parte do pagamento referente ao retroativo já foram repassadas ao MP, além de toda prestação de contas com relação aos gastos referente ao novo Fundeb. Lembrando que a prestação de contas também será apresentada ao Conselho Municipal de Educação, órgão responsável pela mediação e aprovação de tais contas.

É importante ressaltar que todos os salários dos servidores da educação estão devidamente em dias, inclusive o mês de janeiro e o pagamento do sexto de férias, pagos juntamente com a folha no dia 28 de janeiro de 2021. O sindicato tem ciência absoluta de toda esta pauta. O educador tem diálogo amplo com todos os departamentos da Semed para dirimir quaisquer dúvidas. (Ana Mangas)

Comentários

Mais

Pandemia afeta em cheio a maior festa popular de Marabá

Pandemia afeta em cheio a maior festa popular de Marabá

Pelo segundo ano consecutivo, não serão permitidos festejos juninos em Marabá, por causa da pandemia do coronavírus. A decisão foi…
Hemopa registra 6% de aumento no número de bolsas coletadas, entre abril e maio de 2021

Hemopa registra 6% de aumento no número de bolsas coletadas, entre abril e maio de 2021

O Luiz Gustavo tem seis anos e assim como muitos meninos da sua idade, adora jogar futebol. Mas a Beta…
Artista visual marabaense expõe obras oxidadas por grades de ferro

Artista visual marabaense expõe obras oxidadas por grades de ferro

A Fundação Casa da Cultura de Marabá recebe, a partir das 9 horas desta terça-feira, 15, a Exposição “Rendas de…
Tudo sobre foguete gigante da Nasa que vai levar astronautas à Lua e a Marte

Tudo sobre foguete gigante da Nasa que vai levar astronautas à Lua e a Marte

A Nasa tem planos de enviar um homem e uma mulher à superfície lunar ainda nesta década — será o…
Servidor da Cadeia de Parauapebas responde processo por disparo de arma

Servidor da Cadeia de Parauapebas responde processo por disparo de arma

O corregedor-geral penitenciário do Pará em exercício Vitor Ramos Eduardo instaurou Processo Administrativo Disciplinar visando apurar responsabilidade administrativa e funcional…
Posts exageram impacto da doação de máquinas israelenses que produzem água

Posts exageram impacto da doação de máquinas israelenses que produzem água

Imvestigado por: Verificado  por: Enganoso Posts enganam ao insinuar que, sob a gestão de Bolsonaro, o sertão brasileiro vai se…