Correio de Carajás

Preso acusado de matar ex com tiro de espingarda

Um homem acusado de matar a ex-namorada com tiro de espingarda foi preso cinco dias após o crime, em tese, caracterizado como feminicídio. Francisco Silva Alves, o “Chiquinho”, de 28 anos, foi recolhido na segunda-feira (11), em operação desencadeada pela Polícia Civil. A vítima, Marilan Pereira da Silva, de 24 anos, foi morta na sexta-feira (8), na Colônia 70, região da Agropec, área rural de Santa Maria das Barreiras, no sul do Pará.

Marilan foi baleada e não resistiu

Segundo testemunhas, a mulher teria ido a uma fazenda, onde “Chiquinho” estava trabalhando, na companhia de um irmão buscar a filha pequena que havia sido levada pelo ex-companheiro. Na ocasião, ele teria se recusado a entregar a criança para a mãe e durante uma discussão acabou baleando a ex. Ela não resistiu e morreu no local.

Conforme a Superintendência Regional do Araguaia de Polícia Civil, a prisão do acusado se trata de culminância de mandado de prisão temporária expedito pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Conceição do Araguaia, região sul paraense. O acusado foi preso em Redenção, na mesma região, e após as formalidades legais foi conduzido para o presídio local, onde permanece custodiado à disposição da justiça. Ele deverá ser submetido a julgamento.

Leia mais:

Também na segunda-feira (11), em Redenção, foi dado cumprimento a um mandado de prisão preventiva, da Comarca de Vitória do Xingu, sudoeste do estado, em desfavor de Douglas Mousinho Meneses, acusado do assassinato do padrasto Edson Miranda da Vaz. O crime ocorreu na área rural do município em 11 de junho desse ano. Ele também foi levado para o presídio de Redenção. (Delmiro Silva)

Comentários