Correio de Carajás

Prefeitura de Parauapebas lança “Barômetro da Sustentabilidade”

Aconteceu hoje (5), pela manhã, o lançamento do “Barômetro da Sustentabilidade” pela Prefeitura de Parauapebas, através da Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão (Seplan). O “Barômetro da Sustentabilidade” é uma metodologia de pesquisa, planejamento e monitoramento de 27 indicadores socioeconômicos que possibilitarão conhecer a realidade social e ambiental do município e seu nível de sustentabilidade.

É um projeto criado pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa), cujo objetivo é fornecer informações que sirvam de base para o planejamento de políticas públicas econômicas, sociais e ambientais em 143 municípios paraenses.

O lançamento do Barômetro foi no auditório da Prefeitura pelo diretor de Estudos de Pesquisas Ambientais da Fapespa, o geólogo Iloé de Azevedo, que em seguida proferiu uma rápida palestra e também explicou e tirou dúvidas das pessoas presentes sobre a metodologia da pesquisa. Nos indicadores apresentados, Parauapebas ocupa o nível intermediário em desenvolvimento econômico.

Leia mais:

Mas em desenvolvimento humano ainda apresenta indicadores preocupantes em alguns setores, como taxa ainda elevada de mortalidade infantil, gravidez da infância, trabalho infantil, roubos e homicídios. Parauapebas ainda apresenta índices insustentáveis de acesso à internet, evasão escolar, população em domicílios com banheiro e água encanada, foco de calor, mortalidade materna e leitos hospitalares.

Segundo o secretário de Planejamento, João Corrêa, o Barômetro é uma ferramenta que permite analisar de forma mais precisa a realidade social, humana, econômica e ambiental do município. Isso possibilitar traçar os projetos, ações e elaborar as políticas públicas necessárias para amenizar os problemas detectados na pesquisa. (Tina Santos)

Aconteceu hoje (5), pela manhã, o lançamento do “Barômetro da Sustentabilidade” pela Prefeitura de Parauapebas, através da Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão (Seplan). O “Barômetro da Sustentabilidade” é uma metodologia de pesquisa, planejamento e monitoramento de 27 indicadores socioeconômicos que possibilitarão conhecer a realidade social e ambiental do município e seu nível de sustentabilidade.

É um projeto criado pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa), cujo objetivo é fornecer informações que sirvam de base para o planejamento de políticas públicas econômicas, sociais e ambientais em 143 municípios paraenses.

O lançamento do Barômetro foi no auditório da Prefeitura pelo diretor de Estudos de Pesquisas Ambientais da Fapespa, o geólogo Iloé de Azevedo, que em seguida proferiu uma rápida palestra e também explicou e tirou dúvidas das pessoas presentes sobre a metodologia da pesquisa. Nos indicadores apresentados, Parauapebas ocupa o nível intermediário em desenvolvimento econômico.

Mas em desenvolvimento humano ainda apresenta indicadores preocupantes em alguns setores, como taxa ainda elevada de mortalidade infantil, gravidez da infância, trabalho infantil, roubos e homicídios. Parauapebas ainda apresenta índices insustentáveis de acesso à internet, evasão escolar, população em domicílios com banheiro e água encanada, foco de calor, mortalidade materna e leitos hospitalares.

Segundo o secretário de Planejamento, João Corrêa, o Barômetro é uma ferramenta que permite analisar de forma mais precisa a realidade social, humana, econômica e ambiental do município. Isso possibilitar traçar os projetos, ações e elaborar as políticas públicas necessárias para amenizar os problemas detectados na pesquisa. (Tina Santos)

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.