Correio de Carajás

Prefeitura de Marabá desvaloriza Praia do Tucunaré retirando arena esportiva

Descaso do município para com um dos principais pontos turísticos da cidade recebe crítica por todos os lados.

Barqueiros, rabeteiros, vendedores ambulantes, donos de restaurante e até os próprios turistas estão precisando se reinventar para poder curtir – e trabalhar – durante o verão marabaense 2022.

O mês de julho começou e o verão ainda não mostrou a que veio – e se depender da Prefeitura Municipal de Marabá – nem vai mostrar. Ainda bem que o povo marabaense apaixonado pela praia, e os turistas que por aqui aterrizam, não dependem do Poder Executivo pra curtir o verão. Mas quem depende dele para ganhar dinheiro está chiando e muito.

Seja na travessia de rabeta ou de barco, nos trechos isolados da praia ou nas barracas dos restaurantes, acampando ou indo pra passar o dia, a população tem aproveitado o Rio Tocantins e a praia mais famosa da cidade.

Leia mais:

Contudo, é fácil puxar na memória os áureos tempos – não muito distantes – em que o governo municipal celebrava o veraneio da cidade e oferecia uma razoável estrutura de serviços públicos na área de segurança, saúde, limpeza, esporte e cultura.

Ainda bem que por si só as belezas naturais dos rios Tocantins e Itacaiunas conseguem atrair centenas de turistas para Marabá durante o verão, mais precisamente no mês de julho.

A Praia do Tucunaré, localizada do outro lado do Rio Tocantins, em frente à cidade, é o principal ponto turístico dos veranistas. Porém, em 2022 o turista que chega ao local encontra uma praia vazia de atrações e serviços públicos básicos, como policiamento.

Se não fossem os donos de barracas e restaurantes, a praia estaria um verdadeiro deserto. E são eles, que mesmo sem nenhum tipo de treinamento, orientação ou apoio da prefeitura, que recebem os turistas de todo Brasil durante todo o verão. São eles que estão se “virando nos trinta” para oferecer aos que chegam na Praia do Tucunaré um serviço de qualidade, diversão para as crianças e atrações musicais.

Comentários