Correio de Carajás

Policiais que fizeram jovem desaparecer são denunciados

Policiais que “sumiram” com Matheus e sua moto foram denunciados pelo MP/ Foto: Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Por intermédio da 2ª promotoria de Justiça Militar, o Ministério Público do Estado do Pará, apresentou denúncia contra os cabos da Polícia Militar André Pinto da Silva, Dionatan João Neves Pantoja, Wagner Braga Almeida e Ismael Noia Vieira. Eles são acusados de tortura e sequestro ou cárcere privado cometido contra Matheus Gabriel da Silva Costa, 18 anos, no município de Xinguara. Ele está desaparecido desde o dia 3 de fevereiro.

De acordo com relato da mãe do rapaz, Zely Aparecida, passava pouco das 21h30 horas quando Matheus Gabriel pegou sua moto Honda CG Start, comprada após poupar quase dois anos de salário como funcionário de um posto de combustíveis, e avisou a mãe que ia jogar bola no setor Jardim Tropical, periferia de Xinguara. Foi a última vez que ela viu o filho. Ele foi abordado por uma guarnição da PM. Parte da abordagem foi filmada por câmeras de vídeo-monitoramento.

Na manhã de 5 de fevereiro, depois de 36 horas sem ver o filho, Zely Silva registrou na Delegacia de Polícia de Xinguara o desaparecimento dele. O boletim de ocorrência foi lavrado pelo delegado José Orimaldo Silva Farias. O amigo de Matheus, que voltou de carona com ele para casa naquele dia, disse em depoimento que, ao fechar o portão, viu o rapaz ser seguido de carro por policiais militares do 17º Batalhão da PM.

Leia mais:

Segundo a investigação, na viatura 1703 estavam os quatro policiais militares que agora foram denunciados. No inquérito, testemunhas afirmaram que Matheus teria sido abordado por volta das 23h30, espancado e colocado dentro da viatura. Ouvidos na Delegacia de Polícia Civil, os quatro PMs usaram o direito constitucional de permanecerem calados.

Uma moradora da região enviou dois áudios a uma amiga pelo WhatsApp em que é possível ouvir, ao longe, gritos desesperados. As gravações acompanham a seguinte mensagem: “Aqui do lado nesse beco mesmo. Vai bater no homem de estaca. Parece que roubou a casa de um policial em Rio Maria. O trem feio aqui do lado de fora. Misericórdia.” Os áudios e as mensagens foram juntados ao inquérito. Além de Matheus, o paradeiro da moto também é um mistério. (Da Redação)

Comentários

Mais

"Lata Velha" atropela “motovan” e criança fica em estado grave

"Lata Velha" atropela “motovan” e criança fica em estado grave

Um acidente entre uma caminhonete modelo F-4000 e um mototaxista com dois passageiros aconteceu por volta das 15 horas desta…
Depoimento: adolescente teria sido isca na morte de bombeiro

Depoimento: adolescente teria sido isca na morte de bombeiro

As investigações sobre o caso que levou à descoberta do “cemitério clandestino” em Ananindeua continuam. Dessa vez, mais um um…
Moradores do Infraero temem despejo

Moradores do Infraero temem despejo

Na manhã desta quarta-feira (16), moradores do Bairro Infraero (Núcleo Cidade Nova, Marabá) fizeram imagens de viaturas da Polícia Federal…
Militares salvam bebê que estava engasgado

Militares salvam bebê que estava engasgado

Em Tucuruí, no Sudeste do Estado, uma bebê recém-nascida foi salva na manhã de ontem, 15, por militares do 13°…
Traficante é preso com cocaína entre as nádegas

Traficante é preso com cocaína entre as nádegas

João Paulo Gonçalves dos Santos foi preso por tráfico de drogas, na Estrada VS-10, em trecho atrás de um supermercado,…
Caçadores são presos com carne de veado e por porte ilegal de arma de fogo

Caçadores são presos com carne de veado e por porte ilegal de arma de fogo

Dois homens foram presos por porte ilegal de armas de fogo e munições e crime contra a fauna, em Conceição…