Correio de Carajás

Plenária Municipal de Vigilância em Saúde debate o SUS

Em um mês, no próximo 24 de agosto, acontece em Marabá a 1ª Plenária Municipal de Vigilância em Saúde, convocada pelo Conselho Municipal de Saúde da cidade. Serão convidadas instituições, entidades e movimentos sociais ligados aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), além de entidades de trabalhadores de saúde, comunidade científica e entidades de gestores e prestadores de serviços de saúde conveniados ao SUS.

O tema da plenária será “Vigilância em Saúde: Direito, Conquista e Defesa de um SUS Público de Qualidade”. O regulamento e a comissão organizadora da ação foram aprovados pelo Conselho Municipal de Saúde e homologados pelo Secretário Municipal de Saúde de Marabá, Marcone Walvernaque Nunes Leite.

A etapa municipal está em concordância com a portaria que convoca a 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde, que acontece em Brasília, em novembro, organizada pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS).  O objetivo é estender as discussões em defesa do SUS e desenvolver ações para a construção de uma Política Nacional de Vigilância em Saúde.

Leia mais:

A conferência também vai debater a integração dos programas de todas as vigilâncias, dentre elas, epidemiológicas, sanitárias, em saúde ambiental, do trabalhador e dos laboratórios de saúde pública. Serão discutidas, ainda, as responsabilidades do Estado e dos governos com a Vigilância em Saúde.

Além das plenárias, ocorrem em todo o país oficinas, seminários e conferências livres para fortalecer o debate. A conferência nacional é precedida pelas etapas municipais ou macrorregionais, programadas para ocorrer até o final de 31 de agosto. As etapas estaduais ocorrem entre setembro e outubro. (Luciana Marschall)

 

Em um mês, no próximo 24 de agosto, acontece em Marabá a 1ª Plenária Municipal de Vigilância em Saúde, convocada pelo Conselho Municipal de Saúde da cidade. Serão convidadas instituições, entidades e movimentos sociais ligados aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), além de entidades de trabalhadores de saúde, comunidade científica e entidades de gestores e prestadores de serviços de saúde conveniados ao SUS.

O tema da plenária será “Vigilância em Saúde: Direito, Conquista e Defesa de um SUS Público de Qualidade”. O regulamento e a comissão organizadora da ação foram aprovados pelo Conselho Municipal de Saúde e homologados pelo Secretário Municipal de Saúde de Marabá, Marcone Walvernaque Nunes Leite.

A etapa municipal está em concordância com a portaria que convoca a 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde, que acontece em Brasília, em novembro, organizada pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS).  O objetivo é estender as discussões em defesa do SUS e desenvolver ações para a construção de uma Política Nacional de Vigilância em Saúde.

A conferência também vai debater a integração dos programas de todas as vigilâncias, dentre elas, epidemiológicas, sanitárias, em saúde ambiental, do trabalhador e dos laboratórios de saúde pública. Serão discutidas, ainda, as responsabilidades do Estado e dos governos com a Vigilância em Saúde.

Além das plenárias, ocorrem em todo o país oficinas, seminários e conferências livres para fortalecer o debate. A conferência nacional é precedida pelas etapas municipais ou macrorregionais, programadas para ocorrer até o final de 31 de agosto. As etapas estaduais ocorrem entre setembro e outubro. (Luciana Marschall)

 

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.