Correio de Carajás

Parauapebas: Semsa abre campanha “Janeiro Branco” sobre saúde mental

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Foi lançada na manhã dessa segunda-feira, 13, a campanha “Janeiro Branco”, que reforça os cuidados sobre a saúde mental. A campanha é realizada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), através do Departamento de Educação na Saúde e Humanização.

A programação é voltada para os funcionários da saúde, mas outras ações também serão realizadas para o público em geral ao longo do mês. Na abertura da campanha a psicóloga, Juliana Coimbra, ministrou uma palestra motivacional, com o tema “Quem cuida da mente, cuida da vida”.

Foto: Divulgação

Entre os dias 15 e 24 de janeiro, a equipe de Humanização realiza uma mobilização em todas as unidades de saúde, com rodas de conversa e palestras para os trabalhadores da saúde, com o objetivo de levar para esses profissionais a importância dos cuidados com a saúde mental.

Leia mais:

A programação do “Janeiro Branco”, que usa como símbolo um laço branco, encerra dia 27, com uma ação voltada ao público geral, em local e horário ainda a serem definidos pela organização do evento. A campanha foca a saúde mental, objetivando a prevenção ao adoecimento emocional.

A iniciativa pretende ainda evidenciar a importância de projetos estratégicos, políticas e iniciativas socioculturais, empenhadas em valorizar e em atender as demandas individuais e coletivas do servidor público de Parauapebas. Com isso, despertará a consciência sobre a importância do cuidado com a mente, com estratégias para que o adoecimento mental seja prevenido e combatido em todas as dimensões e espaços que o ser humano ocupa.

O Brasil está no 11º lugar do ranking de países mais ansiosos do mundo: são 13,2 milhões de pessoas com algum transtorno de ansiedade no País. A campanha “Janeiro Branco” foi criada em 2014, pelo psicólogo mineiro Leonardo Abrahão.

O objetivo é chamar atenção para a saúde mental e promover conhecimento e compreensão sobre temas como depressão, ansiedade e fobias. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma a cada quatro pessoas vai sofrer com algum transtorno mental durante a vida.

Só a depressão afeta mais de 300 milhões de pessoas em todo mundo, além de ser a principal causa de incapacidade. Mesmo assim, ainda de acordo com a OMS, os investimentos dos países no tratamento não correspondem à alta demanda.

Um dos principais focos da campanha — que conta com palestras, rodas de conversa, distribuição de folhetos informativos, entre outras ações em diferentes estados brasileiros — são os jovens. De acordo com os idealizadores, nos últimos três anos o número de atendimentos no SUS a jovens com depressão aumentou 118%.

A escolha do mês de janeiro não é por acaso. Segundo o criador da campanha, o período de fim de ano e início de um novo pode causar ou aumentar a ansiedade pela frustração de não ter cumprido metas ou anseio por mudanças.

Embora seja liderada por psicólogos e outros profissionais da área, a ideia é que, aos poucos, uma cultura da saúde mental seja fortalecida e disseminada na sociedade brasileira, com a quebra de preconceitos sobre o assunto. (Tina Santos)

Mais

Cadáveres não foram violados no Cemitério da Saudade, em Marabá

Cadáveres não foram violados no Cemitério da Saudade, em Marabá

Circulou nas redes sociais na manhã desta terça-feira (11) a foto de um caixão aberto, que possivelmente seria no Cemitério…
Servidores da Educação iniciam greve em frente à Semed

Servidores da Educação iniciam greve em frente à Semed

Servidores públicos tomaram a frente da Secretaria Municipal de Educação (Semed) de Marabá na manhã desta terça-feira (11) após a…
Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas

Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspensão imediata do uso da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca/Fiocruz…
Mais de 38 mil pessoas já participaram de contações de história durante a pandemia

Mais de 38 mil pessoas já participaram de contações de história durante a pandemia

A pandemia da covid-19 consolidou a internet como principal plataforma de entretenimento no Brasil. A rede está repleta de programações…
Operação fiscaliza bares e restaurantes em Marabá

Operação fiscaliza bares e restaurantes em Marabá

As forças de segurança seguem fiscalizando o cumprimento do Decreto Municipal nº 184/2021, que permite a reabertura de bares no…
Sintepp anuncia greve na educação de Marabá

Sintepp anuncia greve na educação de Marabá

Por meio de seu blog na Internet, a Subsede local do Sindicato dos Trabalhadores na Educação (Sintepp) anunciou, nesta segunda-feira,…