Correio de Carajás

Parauapebas: Seis pessoas são presas pela PF por tráfico de ecstasy

Operação Bad Trip visa cumprir oito mandados de busca e apreensão e prisão temporária / Fotos: Divulgação
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (19) a operação “Bad Trip” em Parauapebas, com o objetivo de desarticular um grupo criminoso que realizava o tráfico ilícito de entorpecentes de droga sintéticametilenodioximetanfetamina, conhecida popularmente como ecstasy.

As investigações evoluíram para alcançar mais alvos após a PF ter realizado a prisão em flagrante de três pessoas, durante o recebimento de correspondência junto aos Correios no dia 12 de dezembro, no exato momento em que recebiam 200 comprimidos de ecstasy.

Hoje, estão sendo cumpridos oito mandados de busca e apreensão e prisão temporária deferidos pelo juízo da 2ª Vara Criminal de Parauapebas, após representação da PF, tendo até o momento sido efetuado a prisão de seis envolvidos – operação em curso –, apreensão de mídias e documentos, com a participação de 36 policiais federais na deflagração da operação.

Leia mais:

As investigações apuraram que todos os envolvidos atuavam de forma estável para obter e vender os entorpecentes sintéticos em festas “Rave”. Os investigados buscavam realizar e promover as festas eletrônicas, muito frequentadas por jovens e adolescentes da cidade de Parauapebas, e nestas realizar a venda de entorpecentes.

Os detidos serão encaminhados ao Sistema Prisional de Marabá. Com a conclusão das investigações, os detidos responderão pela prática de crime previsto no artigo Art. 33, sobre tráfico ilícito de entorpecentes, “caput” e art. 35 c/c 40 inc. V, sobre associação para tráfico ilícito de entorpecentes, da Lei 11.343/06, com penas que variam de cinco a 15 anos de reclusão, com aumento de um sexto a dois terços por se tratar de tráfico interestadual, cumulado com penas de três a 10 anos de reclusão pelo delito de associação ao tráfico ilícito de entorpecentes.

O nome da operação faz referência a uma “viagem ruim”, sendo que a expressão “viagem” é utilizada pelos usuários, em alusão ao efeito do entorpecente na sua utilização. A operação segue em andamento e o Portal Correio acompanha o caso. (Zeus Bandeira – Com informações da Polícia Federal)

Comentários

Mais

Motoqueiro bêbado provoca acidente na Folha 29

Motoqueiro bêbado provoca acidente na Folha 29

Após atravessar o canteiro central e tentar alcançar a pista, o condutor de uma motocicleta, Elias Alves de Almeida, de…
Motociclista morre ao bater moto em carro estacionado

Motociclista morre ao bater moto em carro estacionado

Uma fatalidade ceifou a vida do trabalhador rural Jorcelino Alves de Araújo, de 51 anos de idade, morador do município…
Adolescente é apreendido por matar desafeto no Bairro da Paz

Adolescente é apreendido por matar desafeto no Bairro da Paz

Entre os crimes registrados em Marabá está semana está o assassinato de Gabriel da Silva Ribeiro, de 24 anos. Ele…
Polícia faz caçada a um dos suspeitos de envolvimento na chacina de Parauapebas

Polícia faz caçada a um dos suspeitos de envolvimento na chacina de Parauapebas

Parauapebas presenciou, na última quarta-feira (15), uma cena de terror: cinco corpos foram encontrados Às proximidades do bairro Vila Nova,…
Moradores encontram corpo próximo à Folha 8

Moradores encontram corpo próximo à Folha 8

Moradores da Folha 8, Núcleo Nova Marabá, encontraram próximo ao Rio Tocantins um corpo, do sexo masculino, já em estado…
Colisão entre duas motos deixa um em estado grave

Colisão entre duas motos deixa um em estado grave

Após atravessar o canteiro central e tentar alcançar a pista, o condutor de uma motocicleta, de prenome Elias, se chocou…