Correio de Carajás

Parauapebas: Quarteto é preso por matar anta

os quatro foram autuados por maus tratos a animal silvestre e porte de munição/ Foto: Ronaldo Modesto
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Na tarde de ontem, sexta-feira (5), a Polícia Militar prendeu quatro elementos em uma barreira de rotina no município de Parauapebas. Acusados de matar uma anta, eles foram autuados por crime ambiental – maus tratos a animais silvestres – e por porte ilegal de munição de arma de fogo, segundo explicou o delegado Gabriel Henrique, da Polícia Civil.

Os acusados foram identificados como Francisco Rodrigues de Carvalho Filho, Geremias Gonçalves da Cruz, Joaquim Paulo Silva Ferreira e Wallison Gonçalves de Oliveira. Ouvidos pelo delegado Gabriel, eles disseram que a anta estava ferida por causa de uma briga com um cachorro da fazenda onde ela foi encontrada.

Diante da situação, os acusados alegam que achavam que o animal iria morrer, por isso resolveram abatê-lo. “Eu pergunto a você se eles têm bola de cristal pra saber que a anta ia morrer”, questiona o delegado, ao acrescentar que “tudo vai ser apurado melhor, mas eles vão ser autuados”.

Leia mais:

Ainda segundo o delegado Gabriel Henrique, no decorrer do inquérito o caseiro da propriedade rural também será ouvido, pois os acusados disseram que foram até a fazenda a convite deste.

Sobre a destinação da carne, o delegado disse que seria lançada no aterro sanitário, pois não pode ser doada em razão de não se ter conhecimento sobre a origem, porque não se sabe, por exemplo, quanto tempo ficou armazenada no calor.

Ainda de acordo com o delegado, os quatro acusados mudaram sua versão sobre a espingarda usada para abater o animal. Primeiro disseram que ficou na mata, depois – instruídos por advogado – afirmaram que não existia arma nenhuma, pois apenas os cartuchos foram encontrados junto com a carne no bagageiro do carro em que andavam. O quarteto não teve direito a pagamento de fiança porque a cumulação dos dois crimes não permite esse direito. (Chagas Filho – Com informações de Ronaldo Modesto)

 

Mais

Operação policial no Jacarezinho deixa pelo menos 25 mortos

Operação policial no Jacarezinho deixa pelo menos 25 mortos

Uma operação da Polícia Civil do RJ contra o tráfico de drogas no Jacarezinho, na Zona Norte do Rio, deixou 25…
Trotes atrapalham as ações da polícia em Marabá

Trotes atrapalham as ações da polícia em Marabá

Todos os dias a Polícia Militar de Marabá atende diversas ligações falsas, os chamados trotes. Muitas das vezes, a equipe…
PRF apreende 105 toneladas de minério ilegal em caminhão na BR-222

PRF apreende 105 toneladas de minério ilegal em caminhão na BR-222

Um caminhão que transportava 105 toneladas de minério ilegal foi apreendido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), no sudeste do Pará.…
Foragido da justiça é linchado por populares da Folha 16 após esfaquear homem

Foragido da justiça é linchado por populares da Folha 16 após esfaquear homem

Por volta das 16 horas desta quarta-feira, 5, um homem foi esfaqueado na Folha 16, no bairro Nova Marabá. A…
Mulher mata o marido com golpes de faca no Bairro Araguaia

Mulher mata o marido com golpes de faca no Bairro Araguaia

Uma discussão de casal terminou em tragédia na noite desta quarta-feira (5), no bairro Araguaia, em Marabá. Após receber um…
Foragido de Manaus é preso em Altamira

Foragido de Manaus é preso em Altamira

Alexandre Vargas de Souza, 26 anos de idade, era foragido do sistema judiciário do município de Manaus (AM). A descoberta…