Correio de Carajás

Parauapebas: PM presenteia 250 crianças do Cemap

Capitão Faustino: “É um dia ímpar, um dia muito feliz para o Batalhão" / Fotos: Ronaldo Modesto
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Pipoca, algodão doce, pula-pula e presentes foram as atrações para 250 crianças do Centro de Missões Amando o Próximo (Cemap) que participaram de uma ação de solidariedade na manhã desta sexta-feira (20), no 23º Batalhão de Polícia Militar, em Parauapebas.

Para o comandante interino da PM, capitão Faustino, trata-se de um dia muito feliz para o batalhão. “Hoje estamos ultrapassando 200 crianças atendidas e vamos avançar cada vez mais. Mas o que me deixa feliz é o apoio que nós temos não só do nosso comandante de Marabá, como o próprio comandante do batalhão. São pessoas ímpares ao apoio que nos dão”, comentou.

Francileia leva os três filhos para brincarem no Batalhão da PM

Conforme ele, a PM se sente agraciada em receber as crianças. “Essas crianças merecem um momento natalino, um momento festivo”, finalizou o capitão. Já a presidente do Cemap, Mel Nascimento, conta que este é o segundo ano que a entidade participa a convite do comandante.

Leia mais:

“Nós somos do Bairro Tropical, que é um bairro carente, e eles já conhecem o trabalho do Cemap. Isso significa muito porque a maioria das crianças é carente, certamente não teria brinquedo de fim de ano. Talvez eu, como presidente, também não alcançaria esse número de brinquedos através de doações. Para gente é o agir de Deus”, emociona-se Mel.  

Sob os olhares da mãe, Tayla brinca no pula-pula

Francileia Conceição é mãe da Safira, 3 anos, do Alan, 5 anos, e da Tauane, 7 anos. Pela primeira vez levou os filhos para a confraternização solidária. “É a primeira vez que estou vindo, estou achando ótimo porque o nosso bairro não tem tanta opção de estar levando as crianças. Como surgiu essa possibilidade eu resolvi trazer eles hoje”, comentou.

Com apenas 4 anos, Tayla Lima brincou muito no pula-pula e disse ser “uma dia muito feliz” para ela. A mãe da pequenina, Cristina Lima, considera que a ação é boa. “Eu estou achando muito legal, a gente fica só dentro de casa, tem que se divertir um pouquinho com as crianças”, reconhece. (Theíza Cristhine e Ronaldo Modesto)

Comentários

Mais

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Em isolamento social, as pessoas tendem a sentir falta de sair e do contato com a natureza, por isso, ter…
Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

O mundo chegou neste sábado (17) à triste marca de 3 milhões de mortes causadas pela Covid-19, em meio à…
Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

“Eu atuo no ramo de eventos, sou segurança, e em meio à pandemia o nosso trabalho parou. Atualmente, a banda…
Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Uma investigação feita com mais de 100 mil pessoas nos Estados Unidos demonstrou que não há relação entre o tipo sanguíneo…
Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

O garoto Angelo Miguel, pequeno ouvinte da nossa rádio, foi o grande ganhador da Promoção Aniversariante do Mês da Correio…
Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Há um ano que todo o Brasil vem enfrentando a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Sentimentos como incerteza e ansiedade…