Correio de Carajás

Parauapebas: Dupla é presa acusada de diversos assaltos

Tiago Costa e Ezequiel dos santos / Foto: Ronaldo Modesto
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Dois homens foram presos na manhã de hoje, segunda-feira, 25, pela Polícia Militar, acusados de realizar assaltos em Parauapebas. Ezequiel Silva dos Santos, o “Neguinho, de 32 anos, e Tiago Oliveira da Costa, o “Orelha de Macaco”, de 20 anos, são acusados de atacar ao menos três vítimas só no início desta manhã.

De acordo com o tenente Freitas, da Polícia Militar, Neguinho é foragido do Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes (Crama), de Marabá, desde 2016, onde estava preso acusado de assalto à mão armada. Já Tiago é de Marabá e afirma que ainda não tinha sido preso.

O tenente relata que sua guarnição estava em ronda e parou às proximidades do bambuzal, na PA-275, onde foi procurada por um homem, que relatou ter sido assaltado por dois indivíduos em uma moto Honda Biz (placa OBW-9701) e que ele estava rastreando o aparelho celular dele.

Leia mais:

“Nós seguimos até o local onde estava dando a localização do aparelho celular. Os meliantes pularam o muro de uma casa quando observaram a chegada da viatura, mas ambos foram capturados”, detalha o oficial.

Na revista feita na casa onde eles estavam, foram encontrados um revólver calibre 38, sete munições intactas, dois aparelhos celulares das vítimas, uma bolsa de mulher, 33,85 gramas de pedra de oxi e 6,65 gramas de maconha, além de documentos e carteiras porta-cédulas de vítimas.

Uma das vítimas, Gizael da Silva, de 37 anos, relatou que a dupla o assaltou e levou sua carteira porta-cédulas com todos os documentos e R$ 300,00 em dinheiro, assim como o telefone celular de um carteiro que estava conversando com ele. Ele afirma que era Tiago quem portava a arma de fogo e “Neguinho” estava pilotando a Biz.

DEFESA

Na delegacia, Tiago alegou que foi assaltar por estar passando necessidades junto com a família. Ele contou que trabalha em um açougue, mas não estava recebendo pagamento e sua filha estava passando fome, por isso resolveu assaltar.

Já Ezequiel admite que estava assaltando porque é o que faz da vida. “Estava por aí e é isso. Não tenho porque inventar historinhas para justificar o que faço”, declarou, assumindo que o revólver é dele.

Ele, no entanto, diz que a droga não é sua porque não é traficante e nem usuário.  Os dois já estão à disposição da Justiça. (Tina Santos – com informações de Ronaldo Modesto)

Comentários

Mais

Defensores de empresários e advogado falam sobre prisões em Parauapebas

Defensores de empresários e advogado falam sobre prisões em Parauapebas

Os advogados Geovane Oliveira Junior e Abraunienes Faustino de Sousa concederam entrevistas na tarde desta quarta-feira (23) se posicionando sobre…
Empresários e advogado são presos por prostituição de adolescentes em Parauapebas

Empresários e advogado são presos por prostituição de adolescentes em Parauapebas

A Polícia Civil cumpriu mandados de prisão contra os empresários Mauro de Souza Davi, o Marola, que atua na promoção…
Homem é preso por porte ilegal de arma e tráfico de drogas

Homem é preso por porte ilegal de arma e tráfico de drogas

Um homem foi preso por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de entorpecentes em Redenção, sul do Estado.…
PM é recebida a tiros após desarticular ponto de drogas em Marabá

PM é recebida a tiros após desarticular ponto de drogas em Marabá

A Polícia Militar de Marabá foi recebida a tiros por suspeitos de tráfico de drogas no início da noite de…
Moedas do Brasil Império são apreendidas pela PF no Pará

Moedas do Brasil Império são apreendidas pela PF no Pará

A Polícia Federal apreendeu na manhã desta quarta-feira (23) moedas datadas da época do Brasil Império que foram encontradas por…
MP Eleitoral pede ao TSE cassação do senador Zequinha Marinho

MP Eleitoral pede ao TSE cassação do senador Zequinha Marinho

O Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral) recorreu nesta segunda-feira (21) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília (DF), contra decisão…