Correio de Carajás

Parauapebas: Chuvas elevam risco de deslizamento de encostas

Chuvas elevam nível de alerta de deslizamento em Parauapebas / Foto: Divulgação

Devido às chuvas que castigam Parauapebas desde o último fim de semana, a Defesa Civil do Município redobrou o estado de atenção para o risco de deslizamento de terra nas encostas de morros. A cidade é cercada por eles e há vários bairros oriundos de ocupação nas encostas ou no pé dos morros.

De acordo com o coordenado da Defesa Civil, Jales Santos, as chuvas contínuas, como vem acorrendo, são perigo nessas áreas porque encharcam o solo e pode haver deslizamento. Por conta disso, algumas famílias já foram notificadas a deixar as casas.

No Morro do Macaco, no Bairro Liberdade, só não aconteceu uma tragédia, segundo ele, porque a Defesa Civil agiu a tempo e alertou as famílias do risco de deslizamento. “Quando a terra deslizou, as famílias já tinham saído”, lembra.

Leia mais:

No local, 24 famílias foram notificadas a deixar suas casas. Segundo o coordenador, uma parte saiu, mas há aquelas que resistem e permanecem no local.

Rio Parauapebas está em nível de atenção

As chuvas também elevaram o nível de alerta de alagamento de áreas próximas a canais. Na última segunda-feira, 25, devido à chuva que caiu desde a madrugada e seguiu durante o dia, o Lago da Nova Carajás, que fica na entrada da cidade, transbordou e alagou ruas do Bairro Novo Brasil.

Apesar do nível do Rio Parauapebas ter baixado, Jales diz que a Defesa Civil segue com equipe mobilizada para qualquer emergência. Ele lembra que no início do mês o rio chegou a 11,48 metros, atingindo o nível de alerta e chegando a algumas casas.

Na manhã de hoje, quarta-feira, 27, o nível do rio amanheceu em 7,51 metros acima do nível normal, estando em estado de atenção. “Como segue chovendo, estamos com equipe mobilizada para atender qualquer emergência, seja alagamento, enchente ou deslizamento de terra”, garante o coordenador, observando que para as pessoas que não têm condições de pagar aluguel e não têm para onde ir, existe uma abrigo da prefeitura pronto para abrigá-las, em caso de necessidade de deixar suas casas.  (Tina Santos – com informações de Ronaldo Modesto)

Comentários

Mais

Levada Louca levou a melhor entre o grupo B

Levada Louca levou a melhor entre o grupo B

Diferentemente da dinâmica de última hora, adotada pela Liga Cultural de Marabá entre as equipes do grupo A após fala…
Ponte e Tecnored vão gerar 3.600 empregos em Marabá

Ponte e Tecnored vão gerar 3.600 empregos em Marabá

Durante reunião com representantes da Vale nesta quinta-feira, 30 de junho, os membros da Comissão Especial de Desenvolvimento Socioeconômico de…
Rádio Correio FM comemora 5 anos com blitz recheada de prêmios

Rádio Correio FM comemora 5 anos com blitz recheada de prêmios

O primeiro sábado de julho, 2, é tido como o pontapé inicial do verão amazônico em Marabá. Marcando a data,…
Anatel faz consulta pública para padronizar carregadores de celular

Anatel faz consulta pública para padronizar carregadores de celular

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) realiza consulta pública para definir requisitos técnicos para padronizar carregadores de telefones celulares no…
Brasil tinha 544 mil policiais militares, civis e bombeiros em 2020

Brasil tinha 544 mil policiais militares, civis e bombeiros em 2020

O Brasil contava com ao menos 480 mil policiais civis e militares na ativa, em 2020. A informação consta da…
Ex-prefeito de Cumaru é encontrado morto dentro de casa

Ex-prefeito de Cumaru é encontrado morto dentro de casa

O ex-prefeito, Ronaldo Aquino Bonfim, o “Bem-te-vi”, de 63 anos, foi encontrado morto dentro da própria casa, em Redenção, no…