Correio de Carajás

Parauapebas: Cemitério da Saudade deve atingir lotação no próximo mês

Fotos: Ronaldo Modesto
Fotos: Ronaldo Modesto
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Entre 30 e 40 sepultamentos ainda deverão ser realizados até que a capacidade máxima do Cemitério da Saudade, localizado na Rodovia Faruk Salmen, Bairro Vila Rica, em Parauapebas, seja alcançada. A informação é do auxiliar administrativo responsável pelo cemitério, Juvenal de Lima Freire, que prevê a lotação já para o mês de fevereiro. “Até o dia 15 e 20 deveremos passar para o outro lado”, afirma.

Juvenal afirma que 74 pessoas já foram sepultadas em janeiro

Ele se refere ao terreno em frente, na outra margem da rodovia, legalizado pela Prefeitura Municipal para ser utilizado como campo-santo. O nome da nova área ainda não foi definida, mas Juvenal gostaria que desse a ideia de continuidade do primeiro. “Gostaria que fosse Jardim da Saudade 2, assim este ficaria como Jardim da Saudade 1”, comenta.

De acordo com o administrador, o cemitério atual tem aproximadamente 13 mil pessoas sepultadas, entre crianças, jovens, adultos e idosos. A média mensal é de 60 sepultamentos, mas a pandemia do novo coronavírus mudou este cenário. “Agora em janeiro já fora 74”, informa, acrescentando que o perfil dos mortos também passou a ser diferente.

Leia mais:

Se antes a maior parte dos enterros era de jovens, na faixa de 15 e 25 anos, vítimas de traumas como acidentes ou homicídios, atualmente as pessoas com idades mais avançadas lideram os sepultamentos, principalmente em decorrência da covid-19.

A área onde a maior parte dos enterros vai passar a ocorrer é grande, conforme o administrador, e inicialmente será um cemitério comum, mas há também a intenção de se construir um vertical, no qual os corpos são depositados em gavetas. Ele acredita, entretanto, que isso gerará outra taxa para os familiares, em decorrência da manutenção exigida.

Com a lotação, acrescenta, o atual cemitério não encerra definitivamente os sepultamentos. “Muita gente fez gaveta em cima ou ao lado do ente querido e vai continuar funcionando sepultamento neste modelo”, garante. Juvenal lembra, ainda, que o local permanece aberto para as visitas.

“Quero informar que às vezes vem gente fazer visita e não sabe onde está o falecido, mas temos funcionário aqui pra localizar. Pode vir diretamente ao escritório, mas lembrando que se chegar em horário de sepultamento é complicado o atendimento. Também pode ser agendada essa vinda e a gente localiza”. O administrador disponibiliza o próprio número de telefone para este contato: (94) 98152-7777.  (Luciana Marschall – com informações de Ronaldo Modesto)

Comentários

Mais

Índice reúne dados sobre a inclusão de brasileiros com deficiência

Índice reúne dados sobre a inclusão de brasileiros com deficiência

Passados 11 anos desde a realização do último censo nacional, o Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural, uma associação sem…
Anvisa aprova indicação de baricitinibe para covid-19

Anvisa aprova indicação de baricitinibe para covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou na noite desta sexta-feira que aprovou a indicação do medicamento baricitinibe para…
Pará registra 587.922 casos de Covid-19 e 16.578 mortes pela doença

Pará registra 587.922 casos de Covid-19 e 16.578 mortes pela doença

O Pará contabilizou mais 51 casos de Covid-19 e 4 mortes causadas pela doença. Segundo o boletim divulgado pela Secretaria…
“Forma Pará” recepciona calouros de Jacundá e Itupiranga

“Forma Pará” recepciona calouros de Jacundá e Itupiranga

“O Forma Pará, antes de qualquer coisa, é um programa que cuida de pessoas. E vocês também serão profissionais que…
Família de adolescente morto por “Trem da Alegria” não recebeu apoio financeiro da empresa

Família de adolescente morto por “Trem da Alegria” não recebeu apoio financeiro da empresa

A família do adolescente Marcos Henrique dos Santos, de 14 anos, que foi morto na noite desta quinta-feira (16), no…
Covid-19: Fiocruz libera mais 700 mil doses da vacina AstraZeneca

Covid-19: Fiocruz libera mais 700 mil doses da vacina AstraZeneca

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) liberou, nesta sexta-feira (17), mais 700 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra covid-19, produzida no…