Correio de Carajás

Em novo decreto, Tião proíbe acesso a praias e balneários

Praia do Geladinho recebeu um grupo considerável de pessoas no último final de semana
Praia do Geladinho recebeu um grupo considerável de pessoas no último final de semana
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Um novo decreto acaba de ser assinado pelo prefeito Tião Miranda, de Marabá, relacionado à pandemia. Com o crescimento do número de casos e de óbitos provocados pelo novo coronavírus, o gestor municipal decretou, entre outras coisas, a proibição de acesso a praias, igarapés e balneários nos finais de semana e feriados.

O documento, que será publicado nesta sexta-feira, 29, mantém a proibição do consumo de bebida alcoólica em espaços públicos. E também recorda que é obrigatório o uso de máscara, bem como atentar para as recomendações gerais de higiene, com frequente higienização das mãos com água e sabão ou álcool a 70%, na entrada dos estabelecimentos comerciais.

No Artigo 4º, o Decreto adverte que somente o grupo de risco terá acesso aos supermercados nos horários de 7 horas às 9 horas.

Leia mais:

A fiscalização e monitoramento quanto ao cumprimento das medidas determinadas pelo novo decreto ficará a cargo da Vigilância Sanitária, com apoio dos órgãos de segurança municipal. “O não cumprimento das medidas estabelecidas neste Decreto será caracterizado como infração sanitária e acarretará em sanções, sob pena de cassação de Alvará de Funcionamento, respeitado o devido processo legal”, alerta o documento.

No Artigo 7º, o decreto ressalta que o infrator se sujeitará, igualmente, às medidas previstas no Código Penal, em especial Crime de Infração de medida sanitária preventiva, Art. 268 – Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa, com Pena de detenção, de um mês a um ano, e multa, assim como em crime de desobediência à ordem legal de funcionário público, com pena de detenção, de quinze dias a seis meses, e multa, de acordo com o artigo 330 do mesmo Código Penal.

O Decreto 159 entra em vigor na data de sua publicação (nesta sexta), com vigência pelo prazo de 15 dias, podendo ser prorrogado, de acordo com a eventual evolução epidemiológica da Covid-19 no município de Marabá.

Relembrando que o decreto anterior, determinando o fechamento em horário integral de bares, continua valendo. (Ulisses Pompeu)

Comentários

Mais

Projeto que cria linhas de ônibus turísticas em Parauapebas será votado nesta terça (22)

Projeto que cria linhas de ônibus turísticas em Parauapebas será votado nesta terça (22)

Consta na pauta da Sessão Ordinária desta terça-feira (22) da Câmara Municipal de Parauapebas o Projeto de Lei Nº 54…
"Não é sobre partidos", afirma Ivete Sangalo sobre 500 mil mortes; veja outras reações

"Não é sobre partidos", afirma Ivete Sangalo sobre 500 mil mortes; veja outras reações

O Brasil ultrapassou o número de 500 mil mortes por Covid-19 e a cantora Ivete Sangalo compartilhou uma postagem no Instagram lamentado…
Vacina contra covid não tem efeito magnético

Vacina contra covid não tem efeito magnético

INVESTIGADO POR:  VERIFICADO POR: É falso que a vacina contra a covid-19 deixe a pele “magnética”. Ao contrário do que…
Unidades judiciais de Carajás e do Araguaia têm nova etapa de retorno gradual

Unidades judiciais de Carajás e do Araguaia têm nova etapa de retorno gradual

A presidência do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) estabelece que as unidades administrativas e judiciárias integrantes da Regiões do…
Produção de abacaxi e mandioca se destaca na Região do PA Lajedo

Produção de abacaxi e mandioca se destaca na Região do PA Lajedo

Da casa do agricultor Jedeon Miranda de Andrade, 33 anos, à produção de abacaxi, percorremos quase dois quilômetros, passando primeiro…
Moradores próximos ao Ramal S11D protestam em ferrovia

Moradores próximos ao Ramal S11D protestam em ferrovia

Em manifestação pacífica ocorrida neste domingo (20), no quilômetro 18 da Estrada de Ferro Carajás, em trecho do Ramal S11D,…