Correio de Carajás

Parauapebas: Bombeiros treinam resgate em inundações

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
3 Visualizações

O Comando do 23º Grupamento do Coroo de Bombeiros (23º GBM), sediado em Parauapebas, realizou na manhã de hoje, sábado, 4, um treinamento para resgate de vítimas de inundações causadas pela chuva e por enchentes. Segundo o comandante da corporação, tenente Joselito Teixeira, o treinamento visa preparar os bombeiros para agir em ações dessa natureza, que serão comuns agora com a chegada do período chuvoso e também de enchentes dos rios na região de Carajás, área de atuação do 23º GBM.
O treinamento desta manhã foi realizado no lago da Nova Carajás, localizado na entrada de Parauapebas, com oito bombeiros, boa parte novatos, que estão passando por aperfeiçoamento nesse tipo de resgate. Ele explicou que as previsões apontam que o município deve ter enchente, por conta da subida do nível do Rio Parauapebas, que banha a cidade, e, por isso, a corporação está se preparando para agir com mais eficiência nas ocorrências que existirem.
O treinamento envolve o manuseio correto com o barco de resgate, deste a retirada do equipamento do quartel, transporte e uso na ação. O comandante observa que o 23º GBM conta atualmente com um barco de pequeno porte para resgate, ideal para atuar no Rio Parauapebas e outros rios da região de Carajás, que são estreitos e com corredeiras, e é importante que os militares saibam como manusear corretamente a embarcação, para evitar problemas que podem prejudicar um resgate em andamento.
“Recentemente tivemos a ocorrência de um afogamento fatal no Rio Parauapebas, que necessitou da atuação do Corpo de Bombeiros e reforçou a necessidade de mantermos nossa tropa o tempo todo treinada e condicionada ao meio líquido. Por isso estamos realizando esses treinamentos, com simulações reais, principalmente com os bombeiros novatos, que estão sendo aperfeiçoados nos mais diversos cenários de acidentes”, acrescentou o tenente.
Ele ressalta que os militares estão aprendendo como manusear a embarcação, fazer a aproximação correta e realizar o resgate. “Eles [bombeiros] estão aprendendo toda técnica de salvamento aquático”, detalhou o comandante, informando que o treinamento será realizado durante todo o mês de janeiro, a cada dois ou três dias. (Tina Santos- com informações de Ronaldo Modesto)

Comentários
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Mais

Músicos fecham acesso à ponte rodoferroviária com barreira

Músicos fecham acesso à ponte rodoferroviária com barreira

Conforme prometido previamente, a categoria dos músicos da noite de Marabá, que estão sem poder trabalhar há várias semanas, em…
Pará se destaca na Amazônia em transparência de dados ambientais

Pará se destaca na Amazônia em transparência de dados ambientais

O relatório “Transparência das informações ambientais na Amazônia Legal: o acesso à informação e a disponibilização de dados públicos”, lançado…
MEC abrirá em maio inscrições para bolsas remanescentes

MEC abrirá em maio inscrições para bolsas remanescentes

O Ministério da Educação (MEC) vai abrir, nos dias 3 e 4 de maio, as inscrições para as bolsas remanescentes…
Casa da Cultura de Canaã celebra o Mês do Índio

Casa da Cultura de Canaã celebra o Mês do Índio

A cultura paraense é marcada por forte influência indígena. A contribuição do povo mais antigo no solo brasileiro pode ser…
Pandemia de covid-19 "está longe de terminar", diz chefe da OMS

Pandemia de covid-19 "está longe de terminar", diz chefe da OMS

Confusão e negligência no combate à Covid-19 fazem com que a pandemia esteja longe de terminar, mas a situação pode…
MST programa ações em torno dos 25 anos do Massacre de Eldorado

MST programa ações em torno dos 25 anos do Massacre de Eldorado

Entre os dias 10 e 21 de abril, o Movimento Sem Terra (MST) tem ações afirmativas programadas em torno da…