Correio de Carajás

Parauapebas: Bombeiros treinam resgate em inundações

Bombeiros fazem treinamento de salvamento em meio líquido no lago da Nova Carajás (foto: Ronaldo Modesto)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Comando do 23º Grupamento do Coroo de Bombeiros (23º GBM), sediado em Parauapebas, realizou na manhã de hoje, sábado, 4, um treinamento para resgate de vítimas de inundações causadas pela chuva e por enchentes. Segundo o comandante da corporação, tenente Joselito Teixeira, o treinamento visa preparar os bombeiros para agir em ações dessa natureza, que serão comuns agora com a chegada do período chuvoso e também de enchentes dos rios na região de Carajás, área de atuação do 23º GBM.
O treinamento desta manhã foi realizado no lago da Nova Carajás, localizado na entrada de Parauapebas, com oito bombeiros, boa parte novatos, que estão passando por aperfeiçoamento nesse tipo de resgate. Ele explicou que as previsões apontam que o município deve ter enchente, por conta da subida do nível do Rio Parauapebas, que banha a cidade, e, por isso, a corporação está se preparando para agir com mais eficiência nas ocorrências que existirem.
O treinamento envolve o manuseio correto com o barco de resgate, deste a retirada do equipamento do quartel, transporte e uso na ação. O comandante observa que o 23º GBM conta atualmente com um barco de pequeno porte para resgate, ideal para atuar no Rio Parauapebas e outros rios da região de Carajás, que são estreitos e com corredeiras, e é importante que os militares saibam como manusear corretamente a embarcação, para evitar problemas que podem prejudicar um resgate em andamento.
“Recentemente tivemos a ocorrência de um afogamento fatal no Rio Parauapebas, que necessitou da atuação do Corpo de Bombeiros e reforçou a necessidade de mantermos nossa tropa o tempo todo treinada e condicionada ao meio líquido. Por isso estamos realizando esses treinamentos, com simulações reais, principalmente com os bombeiros novatos, que estão sendo aperfeiçoados nos mais diversos cenários de acidentes”, acrescentou o tenente.
Ele ressalta que os militares estão aprendendo como manusear a embarcação, fazer a aproximação correta e realizar o resgate. “Eles [bombeiros] estão aprendendo toda técnica de salvamento aquático”, detalhou o comandante, informando que o treinamento será realizado durante todo o mês de janeiro, a cada dois ou três dias. (Tina Santos- com informações de Ronaldo Modesto)

Comentários

Mais

Efeito Olimpíadas? Busca por skate cresce mais de 600% no e-commerce

Efeito Olimpíadas? Busca por skate cresce mais de 600% no e-commerce

Os Jogos Olímpicos de Tóquio estão mexendo com as emoções dos brasileiros – e com o bolso. Quem diz isso são os…
Frase de Cármen Lúcia de 2018 é tirada de contexto para afirmar que Lula não poderá se candidatar em 2022

Frase de Cármen Lúcia de 2018 é tirada de contexto para afirmar que Lula não poderá se candidatar em 2022

Enganoso Montagem engana ao trazer parte de uma frase dita pela ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Cármen Lúcia, em…
Site engana ao afirmar que Anvisa ‘confessa ineficácia de máscaras’ contra a covid

Site engana ao afirmar que Anvisa ‘confessa ineficácia de máscaras’ contra a covid

Enganoso É enganosa a publicação em um site conservador brasileiro afirmando que “Anvisa confessa ineficácia de máscaras e diz se…
É enganoso o tuíte que acusa Bolsonaro de acabar com o Bolsa Atleta

É enganoso o tuíte que acusa Bolsonaro de acabar com o Bolsa Atleta

Enganoso É enganosa postagem que aponta para o fim do programa Bolsa Atleta no governo Bolsonaro em 2020. No ano…
Legislação contra violência doméstica fica mais dura para agressores

Legislação contra violência doméstica fica mais dura para agressores

O Diário Oficial da União traz hoje (29) a Lei 14.188/2021, que prevê que agressores sejam afastados imediatamente do lar ou do local de convivência com a mulher em casos de risco…
Anvisa alerta sobre casos raros de Guillain-Barré após vacinação

Anvisa alerta sobre casos raros de Guillain-Barré após vacinação

Casos raros de síndrome de Guillain-Barré (SGB) após a vacinação contra covid-19 têm sido relatados em diversos países, inclusive no…