Correio de Carajás

Padres se despedem das paróquias que lideravam

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Após as mudanças anunciadas pela Diocese de Marabá, os padres Ademir Gramelik e Aelson Vieira estão se despedindo das paróquias das quais foram titulares nos últimos anos. O primeiro foi homenageado pela comunidade no Santuário de Nossa Senhora de Nazaré no último domingo. O segundo receberá homenagem dos paroquianos na Catedral na missa que ocorre hoje (5), às 19h30. Nesta quarta-feira de cinzas, o bispo dom Vital Corbellini deve aproveitar a missa de abertura da Quaresma para apresentar o padre Ademir como novo responsável pela Paróquia de São Félix de Valois e como vigário da Catedral.

A missa de abertura do período da Quaresma tem início às 8 horas da manhã. “A Quaresma nos convoca à conversão da vida para assim cultivar o caminho do seguimento de Jesus Cristo rumo à Ressurreição”, diz informe da Diocese. Após a missa está prevista uma entrevista coletiva do bispo, como acontece todos os anos, em que ele divulgará o tema da Campanha da Fraternidade de 2019: “Fraternidade e políticas públicas”, tendo como lema: “Serás libertado pelo direito e pela justiça”.

O CORREIO apurou, embora isso não esteja descrito no convite, que será também o momento em que dom Vital vai aproveitar para apresentar à comunidade da Marabá Pioneira o padre Ademir como novo responsável pela Paróquia de São Félix de Valois, a mais antiga e mais importante da Diocese.

Leia mais:
Em ritmo de despedida, padre Aelson recebeu cumprimentos no domingo

MUDANÇAS

O CORREIO tornou públicas as mudanças no final de semana, em reportagem que explicava a decisão do bispo dom Vital Corbelini mexendo em três paróquias.

Depois de 18 anos à frente do Santuário de Nossa Senhora de Nazaré, o padre Ademir Gramelik foi transferido para assumir como titular da Paróquia de São Félix de Valois e, portanto, como vigário da Catedral. Já o padre Aelson Vieira, que estava nessa condição, irá assumir a Paróquia de São Pedro e São Paulo, em Canaã dos Carajás. O padre Peterson Guadalupe deixa Canaã para assumir o Santuário em Marabá.

Foi o próprio padre Ademir que confirmou ao CORREIO, quando perguntado sobre as mudanças. Ele disse ter recebido bem a decisão e vê como um novo e importante desafio na sua vida religiosa. Confirmou que deverá acontecer uma posse formal depois do segundo domingo da Quaresma, mas que na quarta-feira de cinzas já assume as funções. Também explicou que as mudanças não foram decisão isolada do bispo, mas emanadas do Conselho de Presbíteros da Diocese e as transferências estão previstas no Código de Direito Canônico.

Muitos fieis ainda se mostravam reticentes no sábado com as mudanças, apegados aos líderes religiosos que até então respondiam pelas igrejas. Padre Ademir, então, tem em seu histórico o erguimento do templo do santuário, com a beleza e grandiosidade que tem hoje na Folha 16, além do crescimento do Círio de Marabá ao longo dos últimos 15 anos, tornando-o um dos maiores do Pará.

Membro da comunidade na Folha 16, o comerciante Mauro Souza disse que Ademir vai fazer muita falta, mas em contrapartida a catedral vai ter um grande ganho com um padre experiente e que sempre estruturou as igrejas em que trabalhou e aumentou a frequência de fieis. “Fico feliz por um lado, dele estar assumindo as origens da Igreja Católica em Marabá, mas sinto a perda para a nossa comunidade. Torço que consiga, lá, o êxito que conseguiu aqui na Folha 16”, disse o amigo.

Paroquiano na Marabá Pioneira, Wilson Paixão, o Lapeta, disse que lá a mudança repentina deixou a todos perplexos e que a comunidade esperava ter sido ouvida sobre a perda do padre Aelson.

DESPEDIDAS

Como previsto, o padre Ademir, em sua última missa à frente da Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, foi homenageado no domingo (3) no Santuário. A missa foi finalizada em clima de muita comoção de todos ali presentes. A turma do Segue-me entoou canções em homenagem ao religioso, que se mostrou também bastante emocionado.

Já o padre Aelson, como ainda tem uma missa para presidir nesta terça-feira, na Catedral, deverá ser homenageado pelos paroquianos logo em seguida, com um coquetel que está sendo organizado pela comunidade. (Da Redação)

Anote

A missa de abertura da Quaresma é presidida pelo bispo diocesano, na Catedral, às 8 horas da manhã da quarta-feira de Cinzas. Marca também o lançamento da Campanha da Fraternidade.

Comentários

Mais

AQNO: CTA ganha embaixador informal, que fala abertamente sobre “posithividade”

AQNO: CTA ganha embaixador informal, que fala abertamente sobre “posithividade”

Chegar até aqui e falar abertamente sobre o HIV não foi um caminho fácil. As dificuldades, o medo, a insegurança,…
Butantan começa a negociar doses da CoronaVac com cinco estados

Butantan começa a negociar doses da CoronaVac com cinco estados

Após cumprir dois contratos que previam a entrega de 100 milhões de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde, o…
Sefa apreende 20 mil litros de diesel e 12 mil garrafas de cerveja

Sefa apreende 20 mil litros de diesel e 12 mil garrafas de cerveja

Fiscais da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), da Unidade de Mercadorias em Trânsito de Carajás, no sudeste do Pará,…
Fiocruz recebe lote de IFA para produção de vacinas

Fiocruz recebe lote de IFA para produção de vacinas

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) recebeu mais uma remessa de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA). O lote chegou ao Aeroporto Internacional…
Antônia Fontenelle é indiciada por crime de preconceito após usar termo 'paraibada'

Antônia Fontenelle é indiciada por crime de preconceito após usar termo 'paraibada'

A atriz e youtuber Antônia Fontenelle foi indiciada pela Polícia Civil da Paraíba pelo crime de preconceito após comentários xenofóbicos sobre o…
Nível do mar continua a subir em ritmo alarmante, alerta relatório

Nível do mar continua a subir em ritmo alarmante, alerta relatório

O nível dos oceanos continua a subir  em ritmo alarmante de 3,1 milímetros (mm) por ano, devido ao aquecimento global e…