Correio de Carajás

Os lanterninhas precisam se espertar!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Gavião e Itupiranga são, respectivamente, lanterna e vice lanterna do Parazão 2021. Os dois times são os únicos que ainda não pontuaram na competição e, caso o certame terminasse hoje, estariam devidamente rebaixados. Pois, conforme o regulamento do campeonato, são automaticamente rebaixados os dois piores colocados da fase de grupo.

Gavião está com arco e flecha quebrados

O Gavião marcou apenas 2 gols e já tomou 9 em apenas 3 partidas: ou seja, de meia em meia hora a bola passa pela meta fatal da zaga indígena. É a pior defesa da competição, até o momento. No ataque a situação é complexa também: o ataque precisa de um jogo e meio pra poder fazer um golzinho.

Leia mais:

Itupiranga não faz mal a ninguém

Por outro lado, o time do Itupiranga, que também está entre as piores defesas do Parazão, tem no ataque um de seus problemas. O time só balançou as redes uma vez e foi ainda na estreia, aos 35 minutos do primeiro tempo, quando perdeu de 3×1 para o Paragominas. De lá para cá, já foram mais de 250 minutos sem dar ao torcedor o gostinho de gritar “gol”.

na hora de fechar a casinha

Os números exibidos até o momento deixam claro para os dois times (principalmente para o Gavião) que está na hora de fechar a casinha. É preciso parar de tomar gol todo jogo. Do contrário, a tendência é a queda…infelizmente.

Grupo da (vida) morte

Muito tem se falado por aí que o Grupo C do Parazão é o grupo da morte, por ter quatro times bons, que estão no mesmo patamar (Águia, Castanhal, Independente e Paragominas). Mas olhando a coisa sob outro prisma, o grupo é bom. Explico: primeiro porque todos vão pontuar bem, então mesmo quem ficar em último dificilmente será rebaixado; segundo porque quem ficar em terceiro possivelmente pegará uma das duas vagas destinadas aos dois melhores terceiros, nas quartas de final. Além disso, o grupo não tem nem Remo, nem Paysandu, que certamente terminarão como primeiros de seus grupos deixando apenas uma vaga direta para os outros brigarem.

Gabigol, o que é que eu faço contigo?

Eu sou o maior fã do Gabigol que eu mesmo conheço, mas – poxa vida! – dessa vez foi demais. O cara é ídolo de crianças que torcem para vários times, ganha milhões com o tal “direito de imagem” e me aparece em um cassino, que já é ilegal em tempos normais, imagina agora, em plena pandemia. Diz que foi jantar… bom.

Saideira

Luto por Gilmar Fubá.

Comentários

Mais

Tóquio: único com chance de pódio, Fratus avança à semi dos 50m livre

Tóquio: único com chance de pódio, Fratus avança à semi dos 50m livre

O brasileiro Bruno Fratus disputará logo mais à noite a semifinal dos 50m livre da nataçõ na Olimpíada de Tóquio (Japão).…
Tóquio: Evandro e Bruno Schmidt avançam às oitavas no vôlei de praia

Tóquio: Evandro e Bruno Schmidt avançam às oitavas no vôlei de praia

A dupla brasileira de vôlei de praia Evandro e Bruno Schmidt venceu, de virada, nesta sexta-feira, os poloneses Bryl e Fijalek, com parciais de 19/21,…
Alison dos Santos brilha nas eliminatórias dos 400 m com barreiras

Alison dos Santos brilha nas eliminatórias dos 400 m com barreiras

No primeiro dia de disputas das provas do atletismo no Estádio Olímpico de Tóquio, Alison dos Santos garantiu vaga nas…
Baile de Favela: hit que embalou Rebeca Andrade na Olimpíada teve aumento de 40% em plataforma de streaming

Baile de Favela: hit que embalou Rebeca Andrade na Olimpíada teve aumento de 40% em plataforma de streaming

Foi ao som de Baile de Favela que Rebeca Andrade, de 22 anos, fez a apresentação que ajudou a garantir…
Abner Teixeira vence e garante primeira medalha do boxe em Tóquio

Abner Teixeira vence e garante primeira medalha do boxe em Tóquio

O Brasil já garantiu uma medalha no boxe nas Olimpíadas de Tóquio. Nesta sexta-feira, Abner Teixeira venceu Hussein Iashaish, da…
Olimpíada: Brasil bate EUA e se recupera no vôlei masculino

Olimpíada: Brasil bate EUA e se recupera no vôlei masculino

O Brasil derrotou os Estados Unidos por 3 sets a 1 (parciais de 30/32, 25/23, 25/21 e 25/20), na madrugada…