Correio de Carajás

Órgãos municipais se reúnem para definir ações de combate às queimadas em Marabá

Foto: Paulo Sérgio

MEIO AMBIENTE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A Defesa Civil do Município realizou na manhã desta quarta-feira (2), uma reunião com vários órgãos ligados ao meio ambiente e segurança, com o intuito de elaborar um cronograma de trabalho e ações voltadas ao combate das queimadas urbanas.

Além da coordenação da Defesa Civil, a reunião contou com a presença de representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Exército e Corpo de Bombeiros. Foram pontuadas as ações, que serão executadas em parceria com os órgãos, durante o período de estiagem na região, compreendido entre junho e novembro.

“Novo ano, novas estratégias e aproveitar o que deu certo de anos anteriores. O objetivo é ampliar [as ações] e com apoio de todos os órgãos que fazem esse trabalho conjunto será importante para fazer o melhor no trabalho de combate às queimadas”, disse Rubens Sampaio, Secretário Municipal de Meio Ambiente.

Leia mais:

De acordo com Jairo Milhomem, coordenador da Defesa Civil, para as ações deste ano foram formadas duas equipes de brigadistas, que vão trabalhar no horário de 8 da manhã às 18h30, de segunda a domingo. Cada equipe será composta de 12 brigadistas. Além disso, esse ano será usado um drone para identificar os focos de incêndio e autuar o dono do terreno.

“Os focos já chegaram e muitas coisas do ano passado vão continuar, como os brigadistas, e também essa interação entre os órgãos, que vai estar mais alinhada, e junto com a Semma chegar até ao infrator, porque colocar fogo é crime”, disse Milhomem.

De acordo com Milhomem, as ações de combate aos focos de queimadas se deram, além da zona urbana, também na zona rural, um caso que ocorreu no IFPA Rural, e este ano vem sendo preparado uma melhor logística para o enfrentamento às queimadas.

“No ano passado, com o trabalho dos brigadistas, percebemos uma redução no número de queimadas. Este ano estamos com a intenção de ampliar o campo de ação, sempre trabalhando em apoio ao Corpo de Bombeiros, em que também utilizaremos uma estrutura melhor para atuar no combate às queimadas”, explicou Jairo Milhomem.

Em relação à estrutura e logística serão usados caminhões pipas da Semma e outros materiais de combate a incêndio. “A gente não consegue nada sozinho e essa reunião com os órgãos de combate às queimadas só tem um objetivo, que é melhorar a condição de vida da população, evitando as queimadas e consequentemente a fumaça e os problemas de saúde da população”, disse Major Felipe Galuzo, subcomandante do Corpo de Bombeiros em Marabá.

Comentários

Mais

Covid: Marabá inicia vacinação da população em geral no dia 19

Covid: Marabá inicia vacinação da população em geral no dia 19

A notícia mais esperada e sonhada pela população de Marabá finalmente foi confirmada na tarde desta quarta-feira (16) pela Prefeitura…
É falso que jogador dinamarquês tenha se vacinado antes de sofrer mal súbito

É falso que jogador dinamarquês tenha se vacinado antes de sofrer mal súbito

INVESTIGADO POR: VERIFICADO POR:   Leia mais: + Covid: Marabá inicia vacinação da população em geral no dia 19 + Estudo…
Estudo com hidroxicloroquina não comprova eficácia no ‘tratamento precoce’

Estudo com hidroxicloroquina não comprova eficácia no ‘tratamento precoce’

INVESTIGADO POR:  VERIFICADO POR:  É enganosa postagem no Twitter que associa um estudo pré-publicado, portanto sem revisão dos pares, com…
Produtores de citrus, na região, precisam se cadastrar na Adepará

Produtores de citrus, na região, precisam se cadastrar na Adepará

Com o objetivo de realizar um trabalho preventivo e obter dados dos produtores de citrus – laranja, limão e tangerina…
Ao contrário do que afirma post, ivermectina em altas doses pode causar até convulsão

Ao contrário do que afirma post, ivermectina em altas doses pode causar até convulsão

INVESTIGADO POR:  VERIFICADO POR: É enganosa postagem de médico no Twitter e no Instagram afirmando que a ivermectina é um…
Saiba quem não deve tomar a Sputnik V; Anvisa autorizou Pará a comprar vacina

Saiba quem não deve tomar a Sputnik V; Anvisa autorizou Pará a comprar vacina

A importação da vacina Sputnik V ao Pará, aprovada nessa terça-feira, 15, deverá ser realizada sob condições controladas. Por isso de acordo…