Correio de Carajás

Operação Alçapão: Prefeito de Curionópolis é afastado pela Justiça

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Acabou de ser confirmado pelo procurador de Justiça Nelson Medrado o afastamento do prefeito Adonei Aguiar (DEM), de Curionópolis, por suspeita de envolvimento em fraude de procedimentos licitatórios. O afastamento dele foi deferido pelo Poder Judiciário local e pelo Tribunal de Justiça do Estado do Pará, sob relatoria do desembargador Ronaldo Marques Valle.

Desde às 9h30, três equipes do Núcleo de Combate à Impobridade Administrativa e Corrupção, do Ministério Público do Estado do Pará, cumprem mandados de busca e apreensão na Prefeitura Municipal de Curionópolis, a 130 quilômetros de Marabá, na residência do prefeito Adonei Aguiar (DEM), localizada na Rua Cedro, e também em uma farmácia da cidade.

De acordo com o procurador que comanda a ação, na casa do prefeito foi apreendida documentação e dentre as apreensões está uma pasta contendo diversos cheques moradia, o que levantou suspeita de que haja outras irregularidades além das já investigadas. O prefeito não estava na residência. Medrado se comprometeu a prestar mais esclarecimentos ao fim das diligências. (Luciana Marschall)

Leia mais:

Acabou de ser confirmado pelo procurador de Justiça Nelson Medrado o afastamento do prefeito Adonei Aguiar (DEM), de Curionópolis, por suspeita de envolvimento em fraude de procedimentos licitatórios. O afastamento dele foi deferido pelo Poder Judiciário local e pelo Tribunal de Justiça do Estado do Pará, sob relatoria do desembargador Ronaldo Marques Valle.

Desde às 9h30, três equipes do Núcleo de Combate à Impobridade Administrativa e Corrupção, do Ministério Público do Estado do Pará, cumprem mandados de busca e apreensão na Prefeitura Municipal de Curionópolis, a 130 quilômetros de Marabá, na residência do prefeito Adonei Aguiar (DEM), localizada na Rua Cedro, e também em uma farmácia da cidade.

De acordo com o procurador que comanda a ação, na casa do prefeito foi apreendida documentação e dentre as apreensões está uma pasta contendo diversos cheques moradia, o que levantou suspeita de que haja outras irregularidades além das já investigadas. O prefeito não estava na residência. Medrado se comprometeu a prestar mais esclarecimentos ao fim das diligências. (Luciana Marschall)

Comentários

Mais

Câmara de Parauapebas recebe Projeto de Lei que cria 5 linhas de transporte turísticas

Câmara de Parauapebas recebe Projeto de Lei que cria 5 linhas de transporte turísticas

Na última quinta-feira (15), um projeto de lei foi enviado à Câmara dos Vereadores de Parauapebas pelo Gabinete do prefeito…
Portaria que destina verba a ações para gestantes é publicada no DOU

Portaria que destina verba a ações para gestantes é publicada no DOU

Uma portaria do Ministério da Saúde que prevê incentivo financeiro federal de custeio para desenvolvimento de ações estratégicas de apoio…
Entra em vigor lei do teste de paternidade em parentes de suposto pai

Entra em vigor lei do teste de paternidade em parentes de suposto pai

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que permite a realização do teste de paternidade em parentes próximos do suposto…
MST bloqueia estradas em manifestações no Dia Nacional da Reforma Agrária

MST bloqueia estradas em manifestações no Dia Nacional da Reforma Agrária

A manhã deste sábado (17) marcou o início de protestos por parte do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) e da…
General Silva e Luna é confirmado no comando da Petrobras

General Silva e Luna é confirmado no comando da Petrobras

O nome do general Joaquim Silva e Luna foi confirmado para o cargo de presidente da Petrobras. A informação foi…
Procedimentos para instalação da CPI serão divulgados na segunda

Procedimentos para instalação da CPI serão divulgados na segunda

A presidência do Senado divulgará na próxima segunda-feira (19) o cronograma da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia. Esse…