Correio de Carajás

MPPA realiza reunião em área disputada pela Vale e trabalhadores rurais

A Promotoria de Justiça Agrária de Marabá participou hoje, quinta-feira (6), de reunião no Município de Canaã do Carajás, na sede do Acampamento Planalto Serra Dourada, atendendo a convite dos moradores de vários acampamentos de trabalhadores rurais do Município. Todos têm em comum o fato de disputarem áreas com a empresa Vale.

O encontro contou com a presença da promotora de Justiça Agrária Jane Cleide Silva Souza, representantes da Comissão Pastoral da Terra e mais de 100 pessoas que moram na localidade. Estiveram presentes na reunião lideranças dos Acampamentos Planalto Serra Dourada, Rio do Sossego, Grotão do Mutum, e outros. Uma faixa parabenizava a iniciativa do Ministério Público de visitar os acampamentos.

Entre os assuntos pautados foi discutida a disputa da empresa Vale contra trabalhadores, pelo domínio e regularização de diversas áreas, muitas delas públicas. Outro ponto abordado foi a denúncia de que a Vale já seria detentora de mais de 50% da área do Município de Canaã do Carajás.

Leia mais:

“Uma das reivindicações da comunidade, que agrega mais de 300 famílias, é no sentido de que o Município de Canaã do Carajás disponibilize serviços de políticas públicas, como vacina e agentes comunitários, que são relegados, em razão da relação de poder do Município com a Vale”, relatou a promotora Agrária Jane Cleide.

Durante o encontro também foram apresentadas denúncias de que policiais militares e civis estariam prestando segurança privada para a empresa Vale. “Também foram debatidos mecanismos de parcerias pra escoamento da produção agrícola das famílias”, frisou Jane Cleide. (Ascom/MPPA)

 

A Promotoria de Justiça Agrária de Marabá participou hoje, quinta-feira (6), de reunião no Município de Canaã do Carajás, na sede do Acampamento Planalto Serra Dourada, atendendo a convite dos moradores de vários acampamentos de trabalhadores rurais do Município. Todos têm em comum o fato de disputarem áreas com a empresa Vale.

O encontro contou com a presença da promotora de Justiça Agrária Jane Cleide Silva Souza, representantes da Comissão Pastoral da Terra e mais de 100 pessoas que moram na localidade. Estiveram presentes na reunião lideranças dos Acampamentos Planalto Serra Dourada, Rio do Sossego, Grotão do Mutum, e outros. Uma faixa parabenizava a iniciativa do Ministério Público de visitar os acampamentos.

Entre os assuntos pautados foi discutida a disputa da empresa Vale contra trabalhadores, pelo domínio e regularização de diversas áreas, muitas delas públicas. Outro ponto abordado foi a denúncia de que a Vale já seria detentora de mais de 50% da área do Município de Canaã do Carajás.

“Uma das reivindicações da comunidade, que agrega mais de 300 famílias, é no sentido de que o Município de Canaã do Carajás disponibilize serviços de políticas públicas, como vacina e agentes comunitários, que são relegados, em razão da relação de poder do Município com a Vale”, relatou a promotora Agrária Jane Cleide.

Durante o encontro também foram apresentadas denúncias de que policiais militares e civis estariam prestando segurança privada para a empresa Vale. “Também foram debatidos mecanismos de parcerias pra escoamento da produção agrícola das famílias”, frisou Jane Cleide. (Ascom/MPPA)

 

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.