Correio de Carajás

MPPA pede fiscalização e controle de lotes urbanos para evitar queimadas

MPPA pede fiscalização e controle de lotes urbanos para evitar queimadas
Foto: reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Na última segunda-feira (2), o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) recomendou à Secretaria Municipal de Fazenda que encaminhe à Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) e ao Instituto de Planejamento e Pesquisa Urbana de Redenção (IPPUR), o cadastro de todos os lotes não edificados (terrenos vazios) na área urbana de Redenção. O MPPA pede que a Semma e o IPPUR, dentro de suas competências, adotem medidas necessárias para prevenir queimadas urbanas na região.

A recomendação foi feita pela 3° promotora de Justiça de Redenção, com atribuição na área de urbanismo e meio ambiente, Rosângela Estumano Hartmann. Conforme o pedido, o cadastro de todos os lotes não edificados na área urbana devem ser encaminhados no prazo de 30 dias, após o recebimento da medida extrajudicial.

Em resumo a recomendação dispõe, segundo a promotora, ‘’sobre a necessidade de cadastramento dos lotes urbanos não edificados para fins de controle e fiscalização de limpeza e manutenção periódica, nos termos do Código de Posturas do Município, visando impedir a prática nociva da queimada urbana’’.

Leia mais:

A partir das informações encaminhas pela Secretaria Municipal de Fazenda, a promotora também recomenda que a Semma e o 10° Grupamento Bombeiro Militar apresentem um plano conjunto de atuação para combater as queimadas urbana e rural no prazo de 30 dias.

Em um contexto de constantes queimadas no interior do Pará – provocadas por atos criminosos ou devido ao clima excessivamente seco – a promotora ressalta que o uso do fogo sem fiscalização de autoridades competente é configurado como infração administrativa, tal como dispõe a Lei n° 9.605/98 e o Decreto Federal n. 6.514/2008.

Em Redenção, com seus inúmeros terrenos baldios, também há problemas em períodos de chuvas. ‘’Esses terrenos (tomados pelo mato e alguns cheios de entulhos) se transformam em foco de vetores de doenças, como dengue e chikungunya, que, se não prevenidas, podem levar à epidemia, eventualmente com casos de óbito’’, afirma.

(Fonte: MPPA)

Mais

Companhia de Trânsito de Tucuruí destrói mais de 100 kadrons

Companhia de Trânsito de Tucuruí destrói mais de 100 kadrons

Como parte da programação do Maio Amarelo, mês dedicado à segurança no trânsito, a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano…
É falso tuíte afirmando que Pazuello viajou para os EUA com passaporte diplomático

É falso tuíte afirmando que Pazuello viajou para os EUA com passaporte diplomático

Falso É falso o tuíte que afirma que o general Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, tenha recebido um passaporte diplomático…
EUA autorizam vacina da Pfizer para faixa etária de 12 a 15 anos

EUA autorizam vacina da Pfizer para faixa etária de 12 a 15 anos

A Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos Estados Unidos autorizou a vacina contra covid-19 da Pfizer e da parceira…
Quase 9% das mulheres sofreram alguma violência sexual, diz IBGE

Quase 9% das mulheres sofreram alguma violência sexual, diz IBGE

Pelo menos 8,9% das mulheres brasileiras já sofreram algum tipo de violência sexual na vida, segundo dados da Pesquisa Nacional da Saúde…
Pagamentos com cartões crescem 17% no primeiro trimestre

Pagamentos com cartões crescem 17% no primeiro trimestre

As transações por cartões (crédito e débito) registraram um aumento de 17,3% nos valores movimentados no primeiro trimestre deste ano…
Cadáveres não foram violados no Cemitério da Saudade, em Marabá

Cadáveres não foram violados no Cemitério da Saudade, em Marabá

Circulou nas redes sociais na manhã desta terça-feira (11) a foto de um caixão aberto, que possivelmente seria no Cemitério…