Correio de Carajás

MPF de São Paulo denuncia Temer e filha por lavagem de dinheiro

Michel Temer é denunciado por lavagem de dinheiro pelo MPF em SP — Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo ofereceu nesta terça-feira (2) denúncia à Justiça contra o ex-presidente Michel Temer (MDB) e uma filha dele, Maristela Temer, pelo crime de lavagem de dinheiro, agravado por ser praticado por associação criminosa.

João Batista Lima Filho, o Coronel Lima, e a mulher dele, Maria Rita Fratezi, são acusados pelos mesmos crimes. A força-tarefa da Lava Jato afirma que a reforma da casa da Maristela Temer foi financiada com dinheiro desviado das obras da usina nuclear de Angra 3.

A denúncia é desdobramento do chamado inquérito dos portos, que investigou se o então presidente da República Michel Temer tinha favorecido empresas do setor portuário com a edição de um decreto.

Leia mais:

Ela ocorre 12 dias após o ex-presidente ser preso pela Lava Jato do Rio. Ele foi solto no dia 25 de março após decisão do desembargador Antonio Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região.

O caso estava no Supremo Tribunal Federal (STF) e foi remetido para São Paulo em janeiro, quando Temer deixou a Presidência e perdeu o foro privilegiado.

A casa de Maristela Temer tem 350 m² e fica no Alto de Pinheiros, um dos bairros mais valorizados da capital paulista. Em 2014, o imóvel passou por uma grande reforma.

Casa de filha de Michel Temer — Foto: Reprodução/JN
Casa de filha de Michel Temer — Foto: Reprodução/JN

Durante a Operação Patmos, em maio de 2017, a Polícia Federal (PF) encontrou planilhas, notas fiscais e documentos que indicam que o coronel Lima e a mulher dele cuidaram pessoalmente da reforma.

Durante meses, o delegado da PF Cleyber Malta Lopes ouviu prestadores de serviço e fornecedores de materiais para a obra. Eles afirmaram que os pagamentos eram feitos por Maria Rita Fratezi em dinheiro vivo, no canteiro de obra ou no caixa da Argeplan, a empresa de engenharia e arquitetura do coronel Lima.

Maristela Temer prestou depoimento para a polícia e negou que o pai tenha financiado a obra. Disse que era a responsável pela reforma e que teve ajuda financeira da mãe e que também fez um empréstimo bancário.

A PF avalia que a reforma custou pouco mais de R$ 1,6 milhão e é apontada como uma das principais provas do crime de lavagem de dinheiro praticado pelo ex-presidente.

Coronel Lima e sua mulher, Maria Rita Fratezi — Foto: TV Globo/Reprodução
Coronel Lima e sua mulher, Maria Rita Fratezi — Foto: TV Globo/Reprodução

(Fonte:G1)

Comentários

Mais

Ministro aponta erros de estados e diz que limitou vacinação de adolescentes por cautela

Ministro aponta erros de estados e diz que limitou vacinação de adolescentes por cautela

O ministro Marcelo Queiroga disse nesta quinta-feira (16) que a decisão de restringir a vacinação de adolescentes apenas aos grupos prioritários (deficiência…
Ministério estuda aproveitar créditos de cursos profissionalizantes

Ministério estuda aproveitar créditos de cursos profissionalizantes

O Ministério da Educação estuda permitir que estudantes formados em cursos técnico-profissionalizantes aproveitem os créditos acadêmicos caso decidam continuar os…
Ministério mantém previsão de crescimento da economia em 5,3% este ano

Ministério mantém previsão de crescimento da economia em 5,3% este ano

A Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia manteve a projeção para o crescimento da economia este ano…
Caçula põe irmão mais velho em enrascada

Caçula põe irmão mais velho em enrascada

Um curioso caso de receptação (adquirir mercadoria proveniente de roubo ou furto) foi registrado na Vila Carimã, zona rural de…
Transporte público volta a ser criticado na Câmara de Marabá

Transporte público volta a ser criticado na Câmara de Marabá

Serviço que afeta grande parte da população, o transporte público de Marabá está sempre em pauta nas discussões políticas da…
Ministro defende aumento “modesto e moderado” para Bolsa Família

Ministro defende aumento “modesto e moderado” para Bolsa Família

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu hoje (15) um aumento “necessário” no programa Bolsa Família, de assistência a famílias de baixa…