Correio de Carajás

Mototaxista é executado a tiros

Marcos ainda foi socorrido pelo SAMU e levado ao Hospital Regional, mas não adiantou
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Entre as vítimas de morte violenta em Marabá no final de semana está o mototaxista Marcos Brito Passos, de 33 anos. Ele foi atingido com quatro tiros, no km 8, Vila São José, município de Marabá, no final da manhã do último dia 26. Marcos não suportou aos ferimentos e morreu no domingo (27), no Hospital Regional de Marabá. O corpo dele deu entrada no Instituto Médico Legal (IML) de Marabá exatamente às 11 horas da manhã.

Conforme o que foi apurado pela reportagem até o momento, os disparos atingiram a vítima no pescoço, no baço e também os rins. Marcos Brito passou por uma cirurgia ainda no sábado, no Hospital Regional, mas seu estado de saúde era considerado grave e ele acabou não resistindo. O atirador ainda não havia sido identificado pela polícia até ontem, segunda-feira (28).

De acordo com informações prestadas pelos familiares da vítima para a Polícia Militar, Marcos Brito teve uma ríspida discussão, por motivo ainda não esclarecido, com um homem em Marabá e, depois, foi embora para a Vila São José, onde morava, mas seu desafeto o seguiu o trajeto inteiro, até a chegada na vila. Ao perceber a presença do atirador, o mototaxista partiu em direção ao desafeto, mas não deu tempo de imobilizar o criminoso, que sacou da arma e atirou.

Leia mais:

Para facilitar sua fuga, o assassino havia deixado um veículo modelo Duster, de cor escura (provavelmente verde), funcionando um pouco afastado do local onde se encontrou com a vítima, dando a entender que premeditou a ação criminosa.

O mototaxista assassinado deixou uma viúva e filhos órfãos de pai / Foto: Divulgação

Como a vítima não morreu no local do crime e ainda chegou a ser socorrida por uma equipe de paramédicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), o caso não será investigado pelo Departamento de Homicídios, mas pela equipe que estava de plantão na 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil, no dia do atentado.

SAIBA MAIS

Este é o segundo baleamento ocorrido na Vila São José em 15 dias. O outro caso ocorreu no dia 13 deste mês, quando um criminoso desferiu quatro tiros em Onio Faustino Dantas Júnior, de 25 anos, conhecido como “Lucas”, por causa de um som automotivo em volume alto. Tanto neste caso como no caso de Marcos Brito, os assassinos ainda não foram identificados.

(Chagas Filho)

Mais

Tentativa de furto de dormentes é frustrada na ferrovia

Tentativa de furto de dormentes é frustrada na ferrovia

Nesta segunda feira (10), às 11horas, foi frustrada uma tentativa de furto de dormentes de aço dos trilhos da Estrada…
Homem morre eletrocutado ao tentar fazer ligação em poste

Homem morre eletrocutado ao tentar fazer ligação em poste

O Corpo de Bombeiros de Redenção resgatou nesta segunda-feira (10) o corpo de um homem que foi eletrocutado e ficou…
Motorista embriagado é flagrado pela PRF na BR-222

Motorista embriagado é flagrado pela PRF na BR-222

Um homem foi detido pela Polícia Rodoviária Federal na tarde de domingo (9) ao conduzir uma motocicleta visivelmente embriagado, na…
Briga entre mulheres termina com uma esfaqueada

Briga entre mulheres termina com uma esfaqueada

Uma confusão na Vila Brejo do Meio, zona rural de Marabá, terminou com uma mulher esfaqueada e outra presa na…
Homem é assassinado no Residencial Magalhães

Homem é assassinado no Residencial Magalhães

Permanecia sem identificação até ontem (10), na câmara fria do Instituto Médico Legal (IML), o corpo de um homem que…
Parauapebas supera Marabá em criminalidade

Parauapebas supera Marabá em criminalidade

Dados recentemente cedidos pela Diretoria de Informática, Manutenção e Estatística da Polícia Civil do Estado do Pará ao Correio de…