Correio de Carajás

Morte Súbita

Coluna Dr. Nagilson

Coluna Dr. Nagilson

Nagilson Amoury

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Morte súbita cardíaca é uma emergência médica séria que põe em risco a vida. Durante uma parada cardíaca súbita, o funcionamento do coração é interrompido abruptamente sem nenhum aviso, fazendo com que a pessoa perca a consciência rapidamente.

      Quais os sinais do mal súbito mais comuns? Dor no peito, falta de ar, fraqueza, tontura, palpitações, desmaio, paralisia do rosto e da perna num dos lados do corpo, dificuldade para falar ou compreender a linguagem. O que devemos fazer para evitar o mal súbito: tenha o controle de seu peso.

     O coração quando bem cuidado é o principal responsável por uma vida longa e saudável. Os hábitos da sociedade moderna como a má alimentação, o sedentarismo, o estresse continuado e o uso excessivo de substâncias tóxicas como o tabaco e o álcool, levam ao aparecimento de patologias do aparelho cardiovascular.

Leia mais:

      Existe a possibilidade de o indivíduo já nascer com uma doença cardíaca (congênita), todavia, a maioria das afecções são adquiridas ao longo dos anos. As pessoas com predisposição para doenças crônico-degenerativas e dislipidemias devem ter cuidado redobrado para com sua saúde e seus hábitos de vida.

      Vícios como o tabagismo, o alcoolismo, a obesidade, o sedentarismo, as dislipidemias, as heranças genéticas, a hipertensão arterial não bem controlada, o diabetes, o excesso de sal de cozinha na dieta, o estresse continuado, são fatores de risco para o infarto agudo de miocárdio. O infarto não acontece da noite para o dia, ele é construído no dia a dia.

      A raça humana mesmo provida de inteligência está pagando um preço muito alto com as muitas vidas ceifadas ao longo dos anos. São perdas de entes queridos, vítimas de infartos fulminantes, acidentes vasculares cerebrais, sequelas cardiovasculares, tromboses e outras lesões cardíacas e vasculares. Muitas vezes expressas como arritmias e até mesmo a morte súbita.

      A morte súbita é a morte que ocorre repentinamente, sem previsão, sem sinais de trauma ou violência, em adultos ou crianças. Ocorre nas primeiras horas do dia, podendo acontecer nas primeiras 24 horas após o aparecimento de sintomas. Atinge tanto pessoas aparentemente saudáveis como doentes.

      Apesar de rara, a morte súbita é ainda inaceitável pelas pessoas e vista como uma quebra injusta do ciclo natural da vida, principalmente quando envolve atletas e jovens. Geralmente provocada por arritmias cardíacas, com significativa queda da função cardíaca, a qual leva a uma pressão sanguínea cerebral extremamente baixa e falta de oxigênio no cérebro, posteriormente morte cerebral.

      As arritmias cardíacas responsáveis são geralmente as taquicardias ventriculares seguidas de fibrilação ventricular e parada cardíaca. Causas frequentes são também os acidentes vasculares cerebrais graves tanto embólicos como hemorrágicos. A doença coronária é responsável por cerca de três quartos das mortes súbitas.

      A morte súbita está vinculada a alguns fatores de alerta que são: ocorrência de tonturas ou perda de consciência durante o exercício, história familiar de morte súbita, dor torácica ao esforço com palpitações associadas e eletrocardiograma anormal. É mais frequente nas primeiras horas do dia, sobretudo quando o paciente se levanta para dar início às suas atividades habituais de higiene.

      Esta passagem brusca do repouso do sono para a primeira atividade matinal é crítica nos pacientes que possuem uma cardiopatia prévia. As arritmias cardíacas são frequentes nesse momento do dia, assim como os sinais eletrocardiográficos de isquemia cardíaca, como se prova facilmente nos registos do ECG de 24 horas (Holter). Previna-se, na dúvida consulte sempre o seu cardiologista.

      Um dos fatores de risco para um ataque cardíaco é a obesidade, crie o hábito dos exercícios físicos, tenha controle sobre a hipertensão, diminua a quantidade de açúcar na dieta, diminua a quantidade de sal na alimentação.

* O autor é especialista em cirurgia geral e saúde digestiva.

Comentários

Vermes do Olho de Peixe

       Circulam nas redes sociais a notícia de uma doença que acomete os olhos de peixes de nossa região. O…

Fibromialgia

A fibromialgia é condição rara que se caracteriza por dor muscular generalizada, crônica (mais de três meses), mas que não…

Falta de sono

      O termo insônia pode ser utilizado em diferentes contextos, desde o distúrbio do sono específico até como sintoma relacionado…

Vida Saudável

Quando o assunto é qualidade de vida, há unanimidades entre médicos e especialistas das mais diversas áreas. “É preciso avaliar…

TERAPEUTICA HIPERBÁRICA

      A oxigenoterapia hiperbárica é utilizado em vários países como: Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Espanha, Inglaterra, Itália, França, Rússia, Japão,…

Medicina Nuclear

A medicina nuclear se baseia na administração, ao paciente, de pequeníssimas quantidades de materiais radioativos. Dessa forma, estes materiais são…