Correio de Carajás

Moradores do Tropical fazem protesto cobrando melhorias para o bairro

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Moradores do Bairro Tropical, em Parauapebas, realizaram na noite de ontem, terça-feira, 11, uma manifestação para chamar atenção da Secretaria Municipal de Obras (Semob) para a situação crítica em que estariam vivendo, com ruas esburacadas e agora cheias de lama por conta do período chuvoso. A manifestação foi feita na Avenida Castanheira, principal via do bairro, que apresenta trechos críticos com buracos e lama.

Revoltado com a situação, o comerciante Antônio Carlos, dono de um mercadinho na via, diz que a prefeitura teve um longo período de estiagem para realizar obras no local e não fez absolutamente nada. “Agora, com início das chuvas, veio uma equipe e jogou um barro e a situação só piorou, porque agora, além dos buracos, ficou esse lamaçal”, protesta, mostrando que em frente ao estabelecimento está quase intrafegável.

Condutores de veículos menores, como motos ou bicicletas, precisam ter cuidados redobrados para não escorregarem e caírem no lamaçal. Até a pé está difícil de andar.  A dona de casa Lidiane Santos, com a filha no colo, por pouco não cai com a criança ao escorregar na lama. “Isso aqui é um absurdo. Estados completamente abandonados. O que a gente ouve, principalmente em época de campanha, é promessa, mais nada. Mas vai vir outra campanha e esse povo vai voltar aqui no nosso bairro e já sabemos como é que vamos recebê-los”, avisou a mulher. 

Leia mais:

Segundo informações dos moradores, a Secretaria de Obras esteve no local, colocando barro em cima dos buracos, mas por conta das fortes chuvas que vêm castigando o município a situação piorou. “Não sei quem foi esse engenheiro que autorizou tapar buraco com barro em época de chuva. Ele devia passar por aqui para ver como ficou a rua, praticamente intrafegável”, criticou o autônomo Maciel Silva.

A Prefeitura Municipal de Parauapebas ainda não se manifestou sobre o protesto dos moradores, que ameaçam realizar nova manifestação, fechando a PA-160, se nada for feito para melhorar a situação. (Tina Santos)

Mais

Companhia de Trânsito de Tucuruí destrói mais de 100 kadrons

Companhia de Trânsito de Tucuruí destrói mais de 100 kadrons

Como parte da programação do Maio Amarelo, mês dedicado à segurança no trânsito, a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano…
É falso tuíte afirmando que Pazuello viajou para os EUA com passaporte diplomático

É falso tuíte afirmando que Pazuello viajou para os EUA com passaporte diplomático

Falso É falso o tuíte que afirma que o general Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, tenha recebido um passaporte diplomático…
EUA autorizam vacina da Pfizer para faixa etária de 12 a 15 anos

EUA autorizam vacina da Pfizer para faixa etária de 12 a 15 anos

A Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos Estados Unidos autorizou a vacina contra covid-19 da Pfizer e da parceira…
Quase 9% das mulheres sofreram alguma violência sexual, diz IBGE

Quase 9% das mulheres sofreram alguma violência sexual, diz IBGE

Pelo menos 8,9% das mulheres brasileiras já sofreram algum tipo de violência sexual na vida, segundo dados da Pesquisa Nacional da Saúde…
Pagamentos com cartões crescem 17% no primeiro trimestre

Pagamentos com cartões crescem 17% no primeiro trimestre

As transações por cartões (crédito e débito) registraram um aumento de 17,3% nos valores movimentados no primeiro trimestre deste ano…
Cadáveres não foram violados no Cemitério da Saudade, em Marabá

Cadáveres não foram violados no Cemitério da Saudade, em Marabá

Circulou nas redes sociais na manhã desta terça-feira (11) a foto de um caixão aberto, que possivelmente seria no Cemitério…