Correio de Carajás

Mix do domingão na praia: esportes, diversão e até picada de cobra

O sol é para todos na Praia do Tucunaré. E neste domingo, dia 9 de julho, milhares de pessoas estão no balneário mais badalado da região sudeste do Pará, que tem de tudo: peixe frito, panelada, pastel, salada de frutas no pote, tapete “voador”, cachaça e até cobra.

A Prefeitura de Marabá arregimentou várias secretarias para trabalhar neste veraneio: Esporte e Lazer, Urbanismo, Meio Ambiente, Segurança Institucional, Saúde, entre outras mantêm pessoal na praia para ajudar a disciplinar os espaços, comercialização de alimentos e ainda organizar as competições esportivas que iniciaram ontem, sábado, dia 8.

E por falar em esportes, também ontem, quatro jogos movimentaram a arena oficial da Prefeitura, na disputa de beach soccer. Hoje, domingo, outras seis partidas estão sendo disputadas, no masculino e feminino.

Leia mais:

Também está acontecendo neste domingo uma competição de pouso de pára-quedas. Pela manhã, três saltadores já cravaram suas notas e à tarde outros deverão realizar seus saltos, com alvo marcado na areia da praia próximo à arena de esportes.

A equipe da SEMMA (Secretaria Municipal de Meio Ambiente) está passando de barraca em barraca e com os vendedores ambulantes fazendo um trabalho de educação ambiental, para que orientem seus clientes a não lançarem lixo na areia nem dentro do Rio Tocantins. Além da orientação, eles entregam panfletos educativos e, ainda, sacolas plásticas para estimular a concentração de lixo em recipientes adequados. Um trator passa periodicamente recolhendo as sacolas para retirar da ilha e trazer para ser levado ao aterro sanitário.

A equipe do Departamento de Postura desenvolve um trabalho paralelo. Antecipadamente, foram cadastrados 149 vendedores ambulantes, além das cinco barracas tradicionais que comercializam alimentos. Quem não faz parte da lista oficial é orientado a procurar a sede da Postura durante a semana, com alerta de que no próximo final de semana não poderá vender produtos se não for cadastrado. “Só estamos apreendendo bebidas que estejam em garrafas de vidro, para evitar problemas de várias naturezas”, explica um dos fiscais da Postura.

O Corpo de Bombeiros fez uma demarcação dentro do rio, a 100 metros da praia, com boias, para evitar que motos náuticas, barcos, lanchas e rabetas provoquem acidentes com banhistas, como já ocorreu em anos anteriores.

Também estão presentes à Praia uma equipe da Polícia Militar, outra da Guarda Municipal e ainda da Marinha do Brasil. “Este ano, a praia está mais organizada pela Prefeitura. Esperamos que seja todo final de semana desse jeito, não apenas no primeiro. Os banhistas se sentem mais seguros e a gente trabalha com mais tranquilidade também”, disse a ambulante Ana Cláudia Pereira, que comercializa sorvetes e picolés.

Ainda na manhã deste domingo, uma cobra aparentemente não peçonhenta picou um banhista, mas ele foi atendido pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde com prontidão, mas não foi preciso tomar soro antiofídico porque o animal não foi classificado como “venenoso”. A cobra foi morta por populares.

Mas é importante frisar que não há histórico de cobras sendo encontradas na Praia do Tucunaré, e que este foi um episódio atípico. (Ulisses Pompeu)

O sol é para todos na Praia do Tucunaré. E neste domingo, dia 9 de julho, milhares de pessoas estão no balneário mais badalado da região sudeste do Pará, que tem de tudo: peixe frito, panelada, pastel, salada de frutas no pote, tapete “voador”, cachaça e até cobra.

A Prefeitura de Marabá arregimentou várias secretarias para trabalhar neste veraneio: Esporte e Lazer, Urbanismo, Meio Ambiente, Segurança Institucional, Saúde, entre outras mantêm pessoal na praia para ajudar a disciplinar os espaços, comercialização de alimentos e ainda organizar as competições esportivas que iniciaram ontem, sábado, dia 8.

E por falar em esportes, também ontem, quatro jogos movimentaram a arena oficial da Prefeitura, na disputa de beach soccer. Hoje, domingo, outras seis partidas estão sendo disputadas, no masculino e feminino.

Também está acontecendo neste domingo uma competição de pouso de pára-quedas. Pela manhã, três saltadores já cravaram suas notas e à tarde outros deverão realizar seus saltos, com alvo marcado na areia da praia próximo à arena de esportes.

A equipe da SEMMA (Secretaria Municipal de Meio Ambiente) está passando de barraca em barraca e com os vendedores ambulantes fazendo um trabalho de educação ambiental, para que orientem seus clientes a não lançarem lixo na areia nem dentro do Rio Tocantins. Além da orientação, eles entregam panfletos educativos e, ainda, sacolas plásticas para estimular a concentração de lixo em recipientes adequados. Um trator passa periodicamente recolhendo as sacolas para retirar da ilha e trazer para ser levado ao aterro sanitário.

A equipe do Departamento de Postura desenvolve um trabalho paralelo. Antecipadamente, foram cadastrados 149 vendedores ambulantes, além das cinco barracas tradicionais que comercializam alimentos. Quem não faz parte da lista oficial é orientado a procurar a sede da Postura durante a semana, com alerta de que no próximo final de semana não poderá vender produtos se não for cadastrado. “Só estamos apreendendo bebidas que estejam em garrafas de vidro, para evitar problemas de várias naturezas”, explica um dos fiscais da Postura.

O Corpo de Bombeiros fez uma demarcação dentro do rio, a 100 metros da praia, com boias, para evitar que motos náuticas, barcos, lanchas e rabetas provoquem acidentes com banhistas, como já ocorreu em anos anteriores.

Também estão presentes à Praia uma equipe da Polícia Militar, outra da Guarda Municipal e ainda da Marinha do Brasil. “Este ano, a praia está mais organizada pela Prefeitura. Esperamos que seja todo final de semana desse jeito, não apenas no primeiro. Os banhistas se sentem mais seguros e a gente trabalha com mais tranquilidade também”, disse a ambulante Ana Cláudia Pereira, que comercializa sorvetes e picolés.

Ainda na manhã deste domingo, uma cobra aparentemente não peçonhenta picou um banhista, mas ele foi atendido pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde com prontidão, mas não foi preciso tomar soro antiofídico porque o animal não foi classificado como “venenoso”. A cobra foi morta por populares.

Mas é importante frisar que não há histórico de cobras sendo encontradas na Praia do Tucunaré, e que este foi um episódio atípico. (Ulisses Pompeu)

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.