Correio de Carajás

Ministro da Cultura deve pedir demissão

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
1 Visualizações

O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, deverá colocar hoje (12) seu cargo à disposição. Sá Leitão cancelou o compromisso que teria no Rio de Janeiro. O ministro divulgou mais cedo uma nota oficial em que classificou como “equívoco” a decisão do governo, efetivada via medida provisória (MP), que transfere recursos da Cultura para o recém-criado Sistema Único de Segurança Pública (Susp).

A reação do ministro da Cultura pegou de surpresa seu colega de ministério Raul Jungmann (Segurança Pública). O Palácio do Planalto ainda não se manifestou sobre o episódio.

Em sua nota, Sá Leitão antecipa um breve balanço de sua administração. “Em quase um ano de trabalho, esta gestão revitalizou o MinC e implementou uma política pública de cultura eficiente e eficaz, de Estado e não apenas de governo, com resultados concretos para o setor e a sociedade, a despeito da exiguidade de recursos”, afirmou.

Leia mais:

Segundo o ministro, a MP assinada ontem (11) pelo presidente Michel Temer “põe em risco esta política e penaliza injustamente o setor cultural”. Ele prometeu lutar contra a proposta do governo no Congresso. “Esperamos que o Congresso Nacional modifique a MP. Trabalharemos incansavelmente por isso. Trata-se de um imperativo ético”, acrescentou.

As críticas de Sérgio Sá Leitão focam a MP 841, que criou o Fundo Nacional de Segurança Pública. Segundo ele, a medida reduz “drasticamente” a participação do Fundo Nacional de Cultura na receita das loterias federais. Ainda de acordo com os dados do ministro, o percentual, que era de 3%, poderá cair a partir de 2019 para 1% e 0,5%, dependendo do caso.

“Trata-se de uma decisão equivocada, que não tem o apoio do Ministério da Cultura”, disse. “Reduzir os recursos da política cultural é na verdade um incentivo à criminalidade, não o oposto. Mais cultura significa menos violência e mais desenvolvimento.”

Sérgio Sá reconheceu que o investimento em segurança pública é “crucial neste momento crítico que o país vive”. Mas ressaltou que o “combate à violência urbana não deve se dar em detrimento da cultura”.  (Agência Brasil)

Comentários
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Mais

Governo decreta situação de emergência no sul e sudeste paraense

Governo decreta situação de emergência no sul e sudeste paraense

Em virtude das fortes chuvas nas regiões sul e sudeste paraense, o Governador do Estado, Helder Barbalho, decretou nesta sexta-feira…
Confaz aprova parte da regulamentação da nova Lei do Gás

Confaz aprova parte da regulamentação da nova Lei do Gás

Os estados e o Distrito Federal aprovaram nesta quinta-feira (8) a uniformização e a simplificação das regras tributárias relacionadas ao…
Presidente do BC diz que alta da inflação é temporária

Presidente do BC diz que alta da inflação é temporária

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, disse hoje (9) que a alta da inflação que vem sendo…
Almirante Almir Garnier assume o comando da Marinha

Almirante Almir Garnier assume o comando da Marinha

O almirante Almir Garnier Santos assumiu nesta sexta-feira (9) o comando da Marinha após a saída do também almirante Ilques…
Solidariedade expulsa sumariamente o vereador Dr. Jairinho

Solidariedade expulsa sumariamente o vereador Dr. Jairinho

O partido Solidariedade decidiu, de forma sumária, expulsar o vereador Dr. Jairinho (RJ). O parlamentar foi preso na manhã desta quinta-feira…
Quebra de patente é tema de debate na Comissão

Quebra de patente é tema de debate na Comissão

Pesquisadores defenderam hoje (8) a quebra temporária de patente de vacinas contra a covid-19 para ampliar o acesso da população…