Roberto Umbelino nega as agressões, mas assume ter xingado a companheira
Ads

Roberto Umbelino Ribeiro Júnior, de 23 anos, foi transferido nesta manhã, terça-feira (30), para o Centro de Triagem Masculina de Marabá (CTMM), após ter sido autuado em flagrante por agressão à companheira. Ele foi preso pela Polícia Militar na Folha 34, Nova Marabá, na noite de ontem, segunda (20).

Ads

Conforme os militares registraram em boletim de ocorrência, na 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil, eles receberam o chamado na residência e chegando lá encontraram a vítima, responsável por fazer a ligação pedindo ajuda.

A mulher informou ter sido chutada e ter tido o cabelo puxado, além de ter sido chamada de vagabunda pelo companheiro. Ao ser interpelado, Roberto afirmou para os militares ter xingado a mulher, mas negou tê-la agredido fisicamente. Testemunhas, entretanto, confirmaram a versão da vítima.

Ele foi encaminhado para a delegacia, onde a mulher prestou depoimento declarou que os dois vivem juntos desde 2016 e têm uma filha de 2 anos. Segundo ela, na noite de ontem, ele chegou em casa já agressivo e passou a bater nela, tendo, inclusive, a ameaçado com um canivete na frente da filha do casal. Esta, acrescenta, não é a primeira agressão sofrida pelo homem, que costuma ser violento quando embriagado, diz a mulher.

Segundo o delegado Vinicius Cardoso das Neves, diretor da Seccional Urbana, o homem foi autuado em flagrante por lesão corporal, ameaça e crime contra a honra no âmbito da lei que reprime a violência doméstica, conhecida como Maria da Penha. (Luciana Marschall – com informações de Evangelista Rocha)

 

Ads