Correio de Carajás

Marabá tem 14 mil dependentes do Bolsa Família

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
61 Visualizações

De um ano para cá, o município de Marabá apresentou avanço nas estatísticas sociais praticamente imperceptível: 2.241 famílias se libertaram do Bolsa Família, seja por querer querendo, seja na marra em razão de benefícios cortados. A informação é do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). Na prática, essa redução impacta nas estatísticas locais de desenvolvimento social porque apontam que o município tem conseguido criar condições de sobrevivência às famílias carentes.

Há, no entanto, muito a ser feito haja vista ainda existirem 1.164 famílias beneficiárias que estariam em condições de extrema pobreza e certamente passando fome caso não existisse o Bolsa Família por meio de seus R$ 156,04 repassados, em média.

De junho de 2016 para cá, o número de beneficiários caiu de 16.172 para 13.931. O valor repassado pelo Governo Federal também foi reduzido de R$ 2,43 milhões para R$ 2,17 milhões. Ainda segundo o MDS, a cobertura do programa é de 64,81% em relação à estimativa de famílias pobres no município. A estimativa, aliás, é calculada com base nos dados do censo de 2010 realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) — portanto, distantes demais da atual realidade socioeconômica de Marabá, que, inclusive, está abaixo da meta de atendimento do programa.

Leia mais:

PENTE FINO

Para tentar se livrar do dispêndio de recursos, o Governo Federal está fechando o cerco contra fraudadores e mentirosos que tentam se beneficiar do dinheiro repassado aos pobres. A revisão cadastral é uma das táticas criadas para atualizar as informações do Bolsa Família, e das 14.350 famílias de Marabá convocadas a comprovar necessidade, um impressionante batalhão de 12.542 não compareceram. E, afirma o Ministério, “podem ter o benefício cancelado caso não cumpram o prazo para a atualização”. Essas famílias representam 90% do total de beneficiários do programa em Marabá.

Já no processo de averiguação cadastral são convocadas as famílias identificadas com informações divergentes entre o Cadastro Único e outras bases de dados do Governo Federal. Aqui no município, das 5.054 famílias chamadas este ano, 4.641 ainda não haviam atualizado o cadastro no primeiro semestre e correm o risco de ter o benefício cancelado caso não prestem as informações. Essas famílias representam 33% do total de beneficiários do programa.

Além de estar abaixo da meta, Marabá perde recursos (cerca de R$ 72 mil mensais) em razão de não atingir objetivos de condicionantes específicas das diretrizes do programa. (André Santos)

De um ano para cá, o município de Marabá apresentou avanço nas estatísticas sociais praticamente imperceptível: 2.241 famílias se libertaram do Bolsa Família, seja por querer querendo, seja na marra em razão de benefícios cortados. A informação é do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). Na prática, essa redução impacta nas estatísticas locais de desenvolvimento social porque apontam que o município tem conseguido criar condições de sobrevivência às famílias carentes.

Há, no entanto, muito a ser feito haja vista ainda existirem 1.164 famílias beneficiárias que estariam em condições de extrema pobreza e certamente passando fome caso não existisse o Bolsa Família por meio de seus R$ 156,04 repassados, em média.

De junho de 2016 para cá, o número de beneficiários caiu de 16.172 para 13.931. O valor repassado pelo Governo Federal também foi reduzido de R$ 2,43 milhões para R$ 2,17 milhões. Ainda segundo o MDS, a cobertura do programa é de 64,81% em relação à estimativa de famílias pobres no município. A estimativa, aliás, é calculada com base nos dados do censo de 2010 realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) — portanto, distantes demais da atual realidade socioeconômica de Marabá, que, inclusive, está abaixo da meta de atendimento do programa.

PENTE FINO

Para tentar se livrar do dispêndio de recursos, o Governo Federal está fechando o cerco contra fraudadores e mentirosos que tentam se beneficiar do dinheiro repassado aos pobres. A revisão cadastral é uma das táticas criadas para atualizar as informações do Bolsa Família, e das 14.350 famílias de Marabá convocadas a comprovar necessidade, um impressionante batalhão de 12.542 não compareceram. E, afirma o Ministério, “podem ter o benefício cancelado caso não cumpram o prazo para a atualização”. Essas famílias representam 90% do total de beneficiários do programa em Marabá.

Já no processo de averiguação cadastral são convocadas as famílias identificadas com informações divergentes entre o Cadastro Único e outras bases de dados do Governo Federal. Aqui no município, das 5.054 famílias chamadas este ano, 4.641 ainda não haviam atualizado o cadastro no primeiro semestre e correm o risco de ter o benefício cancelado caso não prestem as informações. Essas famílias representam 33% do total de beneficiários do programa.

Além de estar abaixo da meta, Marabá perde recursos (cerca de R$ 72 mil mensais) em razão de não atingir objetivos de condicionantes específicas das diretrizes do programa. (André Santos)

Comentários

Mais

Inscrições para Programa de Estágio foram prorrogadas até dia 21

Inscrições para Programa de Estágio foram prorrogadas até dia 21

O Grupo Equatorial Energia prorrogou até esta quarta-feira, dia 21, as inscrições para o processo seletivo do seu Programa de…
Mulher é atacada por dois pitbulls em Conceição do Araguaia

Mulher é atacada por dois pitbulls em Conceição do Araguaia

Uma mulher foi atacada por dois cachorros da raça pitbull em Conceição do Araguaia, no sul do Estado. O fato…
Políticas públicas garantem defesa de direitos dos Povos Indígenas no Pará

Políticas públicas garantem defesa de direitos dos Povos Indígenas no Pará

O técnico agrícola Raimundo Delival é extensionista rural da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) há…
Média de mortes em 2020 não foi menor que em 2019

Média de mortes em 2020 não foi menor que em 2019

Postagem do cantor Roger Moreira no Twitter usa dados antigos e incompletos de mortes por covid-19 no Brasil. Print do…
Casa da Cultura lança oficina virtual e gratuita de grafismo indígena

Casa da Cultura lança oficina virtual e gratuita de grafismo indígena

No Dia do Índio é comum as crianças chegarem da escola com o rosto pintado e um cocar na cabeça.…
Pará atinge o segundo lugar no ranking nacional de vacinação contra Covid-19

Pará atinge o segundo lugar no ranking nacional de vacinação contra Covid-19

O Pará já é o segundo estado que mais aplicou doses de vacinas contra a Covid-19 entregues pelo governo federal,…