Correio de Carajás

Marabá: Serpente dá susto em hospital e é resgatada por bombeiros

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Uma serpente de pouco mais de 2 metros deu um susto tremendo em alguns funcionários do Hospital Regional do Sudeste do Pará “Geraldo Veloso” na madrugada desta terça-feira (23). Felizmente era uma jiboia, espécie que não é peçonhenta. O animal estava num dos corredores do pátio externo do hospital e próximo de uma ala a que só têm acesso os funcionários da unidade, portanto longe do contato com pacientes internados ou visitantes. O Corpo de Bombeiros foi acionado ainda na madrugada e promoveu o correto resgate da cobra, recolhida para voltar ao seu habitat natural.

Questionada pelo CORREIO sobre a ocorrência, o HRSP respondeu com a seguinte nota: “A direção do Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso  informa que a equipe de Segurança localizou uma cobra na área externa da unidade, na madrugada desta terça-feira, 23. O Corpo de Bombeiros foi acionado e efetuou a retirada do animal. Cabe ressaltar que a cobra não peçonhenta, da família de jiboias, estava distante de todas as alas assistenciais e não ocasionou prejuízo assistencial”.

Saiba mais

Leia mais:

As jiboias (Boa constrictor) são serpentes da família Boidae, a família das espécies de serpentes constritoras. Existem cerca de onze subespécies dessa serpente, sendo duas encontradas no Brasil. As subespécies de jiboias estão distribuídas desde o norte da Argentina até o norte do México.

A jiboia é um réptil que pode atingir até quatro metros de comprimento, entretanto, geralmente não apresenta mais de dois metros. De uma maneira geral, as fêmeas distinguem-se por serem maiores que os machos. As jiboias perdem em tamanho, no nosso país, apenas para a sucuri, sendo considerada, portanto, a segunda maior espécie da fauna brasileira. É um animal classificado como de médio a grande porte.

A coloração das jiboias é bastante variada, a Boa constrictor amarali, por exemplo, é uma subespécie encontrada em nosso país e sua cor predominante é cinza ou marrom, podendo ser vistos indivíduos de coloração bastante escura, quase pretos. Já a Boa constrictor constrictor, também presente no Brasil, possui indivíduos com coloração desde o cinza claro até marrom bem escuro.

Essa serpente possui corpo robusto, com musculatura bem desenvolvida, a qual é fundamental para sua alimentação. A cabeça das jiboias, que possui formato de seta, é bem destacada do corpo, o qual é cilíndrico e comprimido lateralmente. (Da Redação)

Comentários

Mais

Presidente do Incra exalta reforma agrária

Presidente do Incra exalta reforma agrária

Presidente do Incra exalta reforma agrária Em seu discurso no evento em Marabá, o presidente do Incra, Geraldo Melo Filho,…
Começa hoje a vacinação da  população sem prioridade

Começa hoje a vacinação da população sem prioridade

Um mutirão de dois dias vai marcar o momento tão esperado pelos marabaenses: o início da vacinação contra a covid-19…
Dose extra de vacina é insuficiente para imunizar a população

Dose extra de vacina é insuficiente para imunizar a população

A Secretaria Municipal de Saúde de Canaã dos Carajás recebeu do Governo do Estado 3.140 doses de vacina contra o…
Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

A administração pública de Parauapebas trabalha para resolver a situação dos indígenas venezuelanos da etnia Warao, que estão acampados há…
Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Logo após a execução do Hino Nacional, no Parque de Exposições, nesta sexta-feira, dia 18, o prefeito de Marabá, Tião…
Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

O Brasil estabeleceu um novo recorde nesta quinta-feira (17) ao aplicar 2.561.553 doses de vacinas contra a covid-19 em 24…