Correio de Carajás

Mais um caixa eletrônico é alvo de assaltantes em Parauapebas

Uma semana após o ataque aos caixas eletrônicos do Banco do Brasil que ficam dentro da sede da Prefeitura de Parauapebas mais um caixa eletrônico foi alvo de criminoso na cidade. Desta vez, foi um caixa 24 horas que fica dentro de um supermercado, localizado na Avenida dos Ipês, no Bairro Cidade Jardim.

O ataque aconteceu por volta de 1h30 por dois homens que estavam encapuzados. Ao entrarem no estabelecimento eles retiraram os capuzes e levaram todo o dinheiro que estava dentro da máquina, valor ainda não divulgado, e fugiram. Segundo o sargento F. Menezes, da Polícia Militar, os policiais foram informados do ocorrido por volta de 7h40 por funcionários que, ao chegarem para trabalhar, se depararam com a cena do caixa completamente destruído.

O policial acredita que os assaltantes usaram um maçarico para abrir a lateral do equipamento e subtrair o dinheiro. Para ele, os criminosos são especialistas neste tipo de crime porque foram precisos na ação, não chamando a atenção de ninguém. “Eles não quebraram parede e não arrombaram porta. Entraram pelo telhado, fizeram o serviço e saíram pelo mesmo local”, frisa o policial.

Leia mais:

De acordo com o sargento, pelas imagens do sistema de segurança do supermercado, os bandidos levaram cerca de uma hora para concluir a ação. O gerente do supermercado, Valdenor de Sousa Oliveira, conta que os bandidos colocaram uma escada na lateral do estabelecimento, subiram no telhado, arrancaram algumas telhas e conseguiram entrar sem serem percebidos.

Depois usaram maçarico para abrir o caixa. No entanto, analisando a cena do crime parece que eles usaram também algum tipo de explosivo, porque algumas prateleiras foram derrubadas e diversas mercadorias ficaram espalhadas pelo chão. O gerente diz que há vigia, mas este não percebeu os criminosos entrarem no supermercado.

Os assaltantes não conseguiram ter acesso ao sistema de monitoramento com câmeras do supermercado e as imagens devem ajudar a polícia na identificação deles. (Tina Santos – com informações de Ronaldo Modesto)

Uma semana após o ataque aos caixas eletrônicos do Banco do Brasil que ficam dentro da sede da Prefeitura de Parauapebas mais um caixa eletrônico foi alvo de criminoso na cidade. Desta vez, foi um caixa 24 horas que fica dentro de um supermercado, localizado na Avenida dos Ipês, no Bairro Cidade Jardim.

O ataque aconteceu por volta de 1h30 por dois homens que estavam encapuzados. Ao entrarem no estabelecimento eles retiraram os capuzes e levaram todo o dinheiro que estava dentro da máquina, valor ainda não divulgado, e fugiram. Segundo o sargento F. Menezes, da Polícia Militar, os policiais foram informados do ocorrido por volta de 7h40 por funcionários que, ao chegarem para trabalhar, se depararam com a cena do caixa completamente destruído.

O policial acredita que os assaltantes usaram um maçarico para abrir a lateral do equipamento e subtrair o dinheiro. Para ele, os criminosos são especialistas neste tipo de crime porque foram precisos na ação, não chamando a atenção de ninguém. “Eles não quebraram parede e não arrombaram porta. Entraram pelo telhado, fizeram o serviço e saíram pelo mesmo local”, frisa o policial.

De acordo com o sargento, pelas imagens do sistema de segurança do supermercado, os bandidos levaram cerca de uma hora para concluir a ação. O gerente do supermercado, Valdenor de Sousa Oliveira, conta que os bandidos colocaram uma escada na lateral do estabelecimento, subiram no telhado, arrancaram algumas telhas e conseguiram entrar sem serem percebidos.

Depois usaram maçarico para abrir o caixa. No entanto, analisando a cena do crime parece que eles usaram também algum tipo de explosivo, porque algumas prateleiras foram derrubadas e diversas mercadorias ficaram espalhadas pelo chão. O gerente diz que há vigia, mas este não percebeu os criminosos entrarem no supermercado.

Os assaltantes não conseguiram ter acesso ao sistema de monitoramento com câmeras do supermercado e as imagens devem ajudar a polícia na identificação deles. (Tina Santos – com informações de Ronaldo Modesto)

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.