Correio de Carajás

João de Deus é preso em Anápolis acusado de estupro de vulnerável

ACUSADO DE CRIMES SEXUAIS

João de Deus após consulta médica em Aparecida de Goiânia — Foto: Renata Costa/TV Anhanguera
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Ele já foi condenado por outros crimes sexuais contra mulheres durante atendimentos espirituais. Segundo o MP, pedido foi baseado no temor da vítimas com o réu em prisão domiciliar.

João de Deus, acusado de uma série de abusos sexuais contra mulheres durante atendimentos espirituais foi preso nesta quinta-feira (26) em Anápolis, a 55 km de Goiânia. A prisão foi um pedido do Ministério Público. Ele já estava cumprindo pena em regime domiciliar.

O idoso sempre negou as acusações. A prisão é relativa à 15ª denúncia apresentada pelo MP contra o réu. O G1 entrou em contato com o advogado de defesa de João de Deus por mensagem de telefone e aguarda retorno.

João de Deus foi levado para a Central de Flagrantes de Anápolis. Ele deve ser encaminhado para o Núcleo de Custódia de Aparecida de Goiânia ainda nesta quinta-feira.

Leia mais:

De acordo com o Ministério Público, ao oferecer a última denúncia, foi feito um novo pedido de prisão contra ele pelo fato das vítimas se sentirem inseguras com ele cumprindo pena em regime domiciliar. Ainda de acordo com os promotores, a Justiça aceitou a denúncia, o tornando réu, e decretou a prisão.

Ele já esteve detido no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, entre dezembro de 2018 e março de 2020, mas, por causa da pandemia da Covid-19, foi autorizado a ficar em prisão domiciliar.

Relatos

 

No dia 7 de dezembro de 2018, mulheres começaram a denunciar que foram abusadas sexualmente por João de Deus durante atendimentos espirituais na casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia. Uma força-tarefa foi criada para investigar os crimes e mais de 300 denúncias foram recebidas.

João de Deus foi preso no dia 16 de dezembro daquele ano. Desde então, já foi condenado por posse ilegal de arma e crimes sexuais contra 10 mulheres. Cerca de outros dez processos ainda estão em análise na Justiça.

Condenações

 

As denúncias contra João de Deus começaram a vir à tona em dezembro de 2018. Ele já foi condenado por:

  • por posse ilegal de arma de fogo, pena de 4 anos em regime semiaberto, novembro de 2019;
  • por crimes sexuais cometidos contra quatro mulheres, condenado a 19 anos em regime fechado, em dezembro de 2019;
  • por crimes sexuais cometidos contra cinco mulheres, sentenciado a 40 anos em regime fechado, em janeiro de 2020;
  • por violação sexual mediante fraude, a dois anos e meio de reclusão, que podem ser cumpridos em regime aberto, em maio de 2021.

(Fonte:G1)

Comentários

Mais

Quinze presos são transferidos do Pará para unidades de segurança máxima de outros estados

Quinze presos são transferidos do Pará para unidades de segurança máxima de outros estados

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) transferiu nesta terça-feira (30) para unidades de segurança máxima do Sistema Penitenciário…
Polícia encontra carro que atropelou Mayquinho e motorista se apresenta minutos depois na Delegacia

Polícia encontra carro que atropelou Mayquinho e motorista se apresenta minutos depois na Delegacia

Alisson Henrique Ferreira Braz se entregou à polícia no início da noite desta terça-feira (30) após seu carro, um Chevrolet…
Viatura da PM que escoltava prova do Enem para Marabá tomba na BR-155

Viatura da PM que escoltava prova do Enem para Marabá tomba na BR-155

Três policiais militares viveram momentos de pânico após a viatura em que eles estavam colidir com um caminhão e capotar…
Envolvido em crimes que geraram quase R$ 7 milhões em prejuízos é preso em Parauapebas

Envolvido em crimes que geraram quase R$ 7 milhões em prejuízos é preso em Parauapebas

Um homem de 33 anos foi preso em Parauapebas, na última sexta-feira (26), em uma ação integrada entre policiais do…
Adolescente do Bela Vista está desaparecido desde domingo

Adolescente do Bela Vista está desaparecido desde domingo

Foi registrado nesta segunda-feira (29) um boletim de ocorrência por desaparecimento na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil. O desaparecido…
Acusada de pequenos delitos é morta a facadas no pescoço

Acusada de pequenos delitos é morta a facadas no pescoço

Na manhã de domingo (28) a polícia do município de Novo Repartimento foi acionada para atender a ocorrência de um…