Correio de Carajás

Jacundá: MP move ação para que município informe a população sobre cirurgias eletivas do SUS

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Uma ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Estado (MPPA) requer à Justiça que obrigue o município de Jacundá a prestar informações claras aos pacientes que aguardam procedimentos para realizar cirurgias. A escolha dos pacientes tem sido feita de maneira aleatória e sem nenhum tipo de transparência.

De acordo com a ação movida pelo promotor de Justiça Sávio Ramom Batista, da Promotoria de Justiça de Jacundá, a falta de transparência durante a escolha das cirurgias, caracterizam como um dano moral e coletivo à população pois viola diretamente os direitos constitucionais à saúde. Ele ainda ressalta, que a não divulgação da ordem de espera das filas pode gerar equívocos durante a seleção e colocar como último, um paciente que antes era o primeiro.

“Não é tolerável e nem aceitável que os usuários do sistema único de saúde, do município de Jacundá não tenham acesso a informações sobre as cirurgias das quais necessitam. Os pacientes aguardam anos para realizar suas cirurgias, sem saber quando serão operados, e se aqueles de fato foram operados, já estavam na fila ou foram colocados lá por terceiros. Sem publicidade não há como a comunidade fiscalizar se a ordem de realizações de cirurgias está sendo respeitada”, considera o promotor.

Leia mais:

Uma recomendação já havia sido encaminhada à Secretaria de Saúde do Município, onde solicitava o acesso da população à lista de espera de cirurgias. A iniciativa permitiria acompanhar o andamento da fila de cirurgias e fiscalizar a ordem de espera. Apesar do MPPA prorrogar o prazo para receber a lista com os nomes dos pacientes, nenhuma providência por parte do órgão de saúde municipal foi tomada.

Quem tem dor, tem pressa

Outro abuso e violação de direitos sofrido pelos pacientes de Jacundá, são as suspensões de cirurgias que acontecem sem motivo aparente e não apresentam uma nova data para serem realizadas. Portanto, para garantir agilidade no andamento, a ação civil requer, liminarmente, a ampla e transparente divulgação da lista de cirurgias eletivas pela internet, assim a população poderá acompanhar o andamento da fila. 

Além disso, a Promotoria requer que os pacientes que tiverem suas cirurgias canceladas recebam uma notificação contendo o motivo do cancelamento e uma nova data para a cirurgia.

A partir da decisão liminar, a Prefeitura e a Secretaria de Saúde do Município têm um prazo de 10 dias para divulgar a lista e cumprir com as demais exigências. Caso não cumpra, o Ministério Público pede que seja determinada a prisão dos responsáveis legais, pelo descumprimento, pelo crime de desobediência e estes poderão ainda sofrer sanções por ato de improbidade administrativa.

Passados esses 10 dias e não cumprida a decisão, deve ainda ser promovido o bloqueio nas contas bancárias de titularidade da Prefeitura Municipal de Jacundá no valor de R$ 1 milhão, bem como fixada multa em caráter pessoal em desfavor do secretário de saúde e do prefeito.

(Fonte:MPPA)

Comentários

Mais

MPs recomendam proteção de indígenas contra covid-19 no sudeste do PA

MPs recomendam proteção de indígenas contra covid-19 no sudeste do PA

Em recomendações conjuntas, o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) requisitaram uma série…
A arte pra “rir, chorar e refletir” de Mandie Gil

A arte pra “rir, chorar e refletir” de Mandie Gil

Artes, maquiagens, receitas, discussões político-sociais, tutoriais, dicas, gatos…. tem um pouco de muito no perfil de Amanda Gil Cardoso de…
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

O salário mínimo em 2022 será de R$ 1.147 e não terá aumento acima da inflação, anunciou o Ministério da…
Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

A Petrobras anunciou hoje (15) aumentos de R$ 0,10 (3,7%) no preço do diesel e de R$ 0,05 (1,9%) no…
Linha Verde lança campanha “Abril Laranja”

Linha Verde lança campanha “Abril Laranja”

O programa Linha Verde aderiu à campanha “Abril Laranja”, que possui como objetivo conscientizar a população e prevenir o crime…
Sespa reforça necessidade de tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19

Sespa reforça necessidade de tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19

Para que a proteção à Covid-19 proporcionada pelas vacinas funcione como o previsto é necessário tomar as duas doses, tanto…