Correio de Carajás

Isaquias Queiroz supera alemão e tcheco e é tricampeão mundial

Foto: reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Martin Fuksa parecia ser o grande adversário. Era o então bicampeão mundial do C1 500m, o cara que venceu tudo o que disputou ao longo da temporada. Mas o baiano Isaquias Queiroz se valeu do trabalho duro e de uma máxima repetida à exaustão pelo técnico Jesus Morlán: não se pode ganhar tudo. Isaquias foi superior quando realmente importou, na final do Campeonato Mundial de canoagem velocidade de Montemor-o-Velho, em Portugal, disputada nesta sexta-feira. Cravou 1m49s203 e provou que é quem manda nessa distância. Vencedor também em 2013 e 2014, ele agora é tricampeão mundial na prova.

Na disputa desta sexta, curiosamente, Sebastian Brendel, tricampeão olímpico no C1 1000m, foi a maior ameaça a Isaquias Queiroz. O alemão fez uma prova espetacular, colando no brasileiro nos metros finais, mas acabou na segunda colocação com 1m49s496. Fuksa observou tudo de perto e ficou em terceiro lugar (1m50s143).

– É sensacional ser campeão mundial . Ser o melhor do mundo é uma coisa que não tem preço. Desde 2014 eu não entrava no Mundial de C1 500. Agora voltei para dominar o meu lugar. Ser tricampeão mundial é muito bom, é consequência que os treinamentos foram bem feito. Estou muito feliz de ter ganhado do Brendel, ter ganhado do Fuksa.

Leia mais:

Isaquias Queiroz exibe a medalha de ouro com orgulho (Foto: Helena Rebello)
Isaquias Queiroz exibe a medalha de ouro com orgulho (Foto: Helena Rebello)

Isaquias controlou bem a prova. Até largou atrás de Fuksa e de Brendel, mas ao passar da marca de 250m pegou a dianteira e não mais largou. Brendel até tentou fazer esse sprint e terminou bem pertinho do baiano. O ouro e o tricampeonato mundial, contudo, eram do menino de Ubaitaba. Vale lembrar que a prova não integra o programa olímpico.

Com o ouro desta sexta, Isaquias chega a oito medalhas em Mundiais. Além dos três ouros no C1 500m (2013, 2014 e 2018), ele tem outro no C2 1000m, conquistado em 2015. As outras medalhas são de bronze: no C1 1000m em 2013 e 2017, no C1 200m em 2015 e no C2 200m, em 2014. Em Montemor-o-Velho, ele ainda pode ampliar a coleção. Está na final do C1 1000m e disputa neste sábado as baterias classificatórias do C2 500m.

– Eu quero me tornar aquela lenda viva, não só da canoagem, mas do esporte brasileiro. Mas para isso tenho muito o que aprender ainda, que ganhar ensinamentos do Jesus. Mas para me tornar esse atleta, como um Bernardinho é como treinador, um Thiago Pereira, um Cesar Cielo, preciso treinar muito. Tenho muitos anos pela frente, pois ainda sou um peixinho no meio dos tubarões. Mas com o tempo, com resultados e experiência, vou poder chegar na galeria dos melhores do Brasil.

Erlon e Maico vão para final B no C2 1000m: “A gente deu nosso melhor”

Erlon de Souza e Maico dos Santos após competirem na final B do C2 1000m do Mundial de canoagem velocidade (Foto: Helena Rebello)
Erlon de Souza e Maico dos Santos após competirem na final B do C2 1000m do Mundial de canoagem velocidade (Foto: Helena Rebello)

Parceiro de Isaquias Queiroz na conquista da prata olímpica da Rio 2016 no C2 1000m, Erlon de Souza remou no Mundial em Montemor-o-Velho ao lado do jovem Maico dos Santos nessa prova. A ideia era dar uma folga para Isaquias e ajudar o menino Maico a ter o direito de pleitear a Bolsa Pódio com a classificação para a final. E esse último objetivo, por muito pouco, não foi alcançado. Os dois terminaram a bateria semifinal na quarta colocação, com tempo de 3m37s135, e a vaga para a final A escapou por uma posição.

– A gente gostou muito do trabalho que foi feito, só que infelizmente veio um quarto lugar e a gente ficou fora da final A. Mas ficamos satisfeitos com o desempenho que a gente teve na água. A gente não ficou satisfeito com o resultado, mas com o desempenho, sim. A gente deu o nosso melhor, tentou trazer essa vaga para a final, só que, infelizmente, só para o próximo ano agora – explicou Erlon de Souza.

Erlon de Souza crê no crescimento de Maico dos Santos, ainda que a dupla titular do C2 1000m seja formada por ele e Isaquias:

– Foi uma estratégia muito boa. Foi um trabalho que a gente fez para o Rio de Janeiro e que deu certo. O Maico está vindo agora, o crescimento dele está excelente. Ele tem mostrado que ele pode sim representar o Brasil com boas colocações. Ano que vem a gente vai estar preparado sim. Isso me motiva mais para no ano que vem a gente buscar a vaga (olímpica) – falou.

Confira os resultados desta sexta-feira:

C2 1000m – Erlon de Souza/Maico dos Santos – 4º lugar na semifinal – 3m37s135 – Vaga na Final B
KL2 200m – Fernando Rufino – 43s865 – 6º lugar na final
KL3 200m – Giovane Vieira – 43s963 – 4º lugar na final
K1 1000m – Ana Paula Vergutz – 4m47s135 – 8º lugar na semifinal / fora da final
KL3 200m – Caio Ribeiro – 39s761 – 2º lugar na final
C2 1000m – Erlon de Souza/Maico dos Santos – 3º lugar na final B – 3m44s315
C1 500m – Isaquias Queiroz – 1º lugar na final – 1m49s203
K1 500m – Ana Paula Vergutz – 1m58s059 – 7º lugar na semifinal / fora da final

Veja a programação de sábado:

5h30 – Semifinais – C1 200m feminino – Valdenice Conceição
5h51 – Semifinais – K1 1000m masculino – Vagner Souta
6h41 – Finais – VL2 200m masculino – Luis Carlos Cardoso e Igor Alex
6h47 – Finais – VL2 200m feminino – Possivelmente Debora Benevides
6h59 – Finais – VL3 200m masculino – Caio Ribeiro
8h03 – Finais – K1 500m feminino – Possivelmente Ana Paula Vergutz
8h11 – Finais – C1 1000m masculino – Isaquias Queiroz
8h21 – Finais – K1 1000m masculino – Vagner Souta
8h37 – Finais – C1 200m feminino – Possivelmente Valdenice Conceição
11h – Baterias – K1 200m masculino – Edson Isaias
12h29 – Baterias – C2 500m masculino – Isaquias Queiroz/Erlon de Souza
13h30 – Semifinais – C2 500m feminino – Possivelmente Andrea Santos/Ângela Silva
14h – Semifinais – C2 500m masculino – Possivalmente Isaquias Queiroz/Erlon de Souza

(Fonte:G1)

Comentários

Mais

Eriksen usará desfibrilador após parada cardíaca em campo

Eriksen usará desfibrilador após parada cardíaca em campo

O dinamarquês Christian Eriksen usará um cardioversor desfibrilador implantável (CDI) após desmaiar em campo por causa de uma parada cardíaca…
Brasil goleia seleção peruana e segue 100% na Copa América

Brasil goleia seleção peruana e segue 100% na Copa América

Com gols do lateral Alex Sandro, do meia Everton Ribeiro e dos atacantes Neymar e Richarlison, o Brasil goleou a…
Delegação brasileira de judô terá 13 atletas na Olimpíada de Tóquio

Delegação brasileira de judô terá 13 atletas na Olimpíada de Tóquio

A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) anunciou no início da tarde desta quarta-feira (16) os 13 nomes que irão representar o…
Assim como CR7, Pogba também tira garrafa da mesa durante entrevista coletiva

Assim como CR7, Pogba também tira garrafa da mesa durante entrevista coletiva

Pogba, da França, repetiu gesto de Cristiano Ronaldo e retirou uma garrafa da mesa durante entrevista coletiva. Cristiano Ronaldo, astro português retirou uma…
Flamengo não vai liberar Pedro para Olimpíada; jogador já foi comunicado

Flamengo não vai liberar Pedro para Olimpíada; jogador já foi comunicado

O Flamengo já decidiu: Pedro não será liberado para disputar os Jogos Olímpicos pela seleção brasileira no Japão. O jogador…
Em dia de recorde de CR7, Portugal vence Hungria por 3 a 0

Em dia de recorde de CR7, Portugal vence Hungria por 3 a 0

Atual campeã da Eurocopa, a Seleção Portuguesa estreou com vitória por 3 a 0 no torneio, nesta terça-feira, contra a Hungria. A partida,…