Correio de Carajás

IPC Marabá: Gasolina continua maior vilã

Foto: reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Mensalmente o Lainc (Laboratório de Inflação e Custo de Vida de Marabá) faz uma pesquisa com o objetivo de produzir e divulgar o Índice de Preço ao Consumidor (IPC) que é um indicador do custo de vida das famílias marabaenses. O Lainc é o laboratório da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Face/Ubifesspa) que trabalha em parceria com a Fundação Amazônica de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) e tem como alvo medir o comportamento dos preços em vários setores da economia na cidade e quais os efeitos no orçamento das famílias que recebem de um a cinco salário mínimos.

Marabá é a única cidade do interior paraense que tem o índice de preço medido mês a mês. A pesquisa calcula o comportamento dos grupos de despesas das famílias marabaenses para obter a inflação ou deflação de produtos e serviços consumidos, de acordo com os grupos de cada segmento da economia.

Na edição anterior, o jornal Correio iniciou uma série de matérias para esclarecer quais as influências do IPC Marabá no dia a dia do consumidor local, relacionando esses valores com o custo de vida das pessoas que mais sentem esse impacto.

Leia mais:

Vestuário e transportes

Os grupos Vestuário e Transportes apresentaram, entre agosto e setembro deste ano, comportamentos opostos na pesquisa, segundo o levantamento do Lainc. Enquanto o grupo Vestuário sofreu deflação, o grupo Transportes teve inflação considerável. Os dois juntos tiveram 18% e 41% de participação no orçamento, respectivamente.

Nos meses de agosto e setembro, o grupo Vestuário sofreu deflação de -2,52 e -1,27 respectivamente. Isso significa que itens como blusa, lingerie e bolsa pesaram para que houvesse deflação em agosto. Já em setembro, os itens roupa masculina, roupa feminina e tênis influenciaram consideravelmente na deflação.

A dona de casa Elisangela Lima, de 38 anos, diz ter percebido que não houve grandes diferenças nos preços das roupas do início do ano até aqui.  “Os preços estão praticamente os mesmos de dois anos pra cá”. Elisangela é mãe de duas filhas de 10 e 14 anos e compra roupa sempre que precisa. “roupas para as meninas, eu não vi tanta diferença do ano passado pra esse ano.”

Vilões

Enquanto o grupo Vestuário sofreu deflação, a pesquisa aponta resultado oposto para o grupo Transporte que foi o que mais contribuiu para a inflação no índice geral. No mês de agosto, o Lainc constatou 1,94 positivo para o grupo Transportes. Os vilões foram a gasolina, o diesel e o pneu. Em setembro a inflação desse grupo, de 4,30, foi consideravelmente maior; a mais alta entre os grupos nos dois meses. Os itens de maior peso para essa variação positiva foram novamente a gasolina e o diesel. Além desses, o preço da motocicleta também contribuiu para que houvesse a inflação.

Entre os consumidores, o combustível é um dos itens que mais afeta no orçamento da família marabaense. Alex Santos é motorista de um aplicativo de transporte há 10 meses e diz sentir no bolso a variação no preço da gasolina. “Se eu ganhar uma receita de dois mil reais, metade é pra gasolina”, disse, ressaltando que o combustível no Pará é mais caro que nos demais estados. “Mesmo que a inflação seja a mesma”.

Segundo o Lainc a variação positiva para o grupo Transporte em agosto se deve à elevação no preço do diesel e da gasolina na região. Além disso, a alta da inflação no mês de setembro foi precipitada pelo reajuste anunciado pela Petrobras para a gasolina. (Adriana Oliveira)

 

 

Mais

Companhia de Trânsito de Tucuruí destrói mais de 100 kadrons

Companhia de Trânsito de Tucuruí destrói mais de 100 kadrons

Como parte da programação do Maio Amarelo, mês dedicado à segurança no trânsito, a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano…
É falso tuíte afirmando que Pazuello viajou para os EUA com passaporte diplomático

É falso tuíte afirmando que Pazuello viajou para os EUA com passaporte diplomático

Falso É falso o tuíte que afirma que o general Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, tenha recebido um passaporte diplomático…
EUA autorizam vacina da Pfizer para faixa etária de 12 a 15 anos

EUA autorizam vacina da Pfizer para faixa etária de 12 a 15 anos

A Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos Estados Unidos autorizou a vacina contra covid-19 da Pfizer e da parceira…
Quase 9% das mulheres sofreram alguma violência sexual, diz IBGE

Quase 9% das mulheres sofreram alguma violência sexual, diz IBGE

Pelo menos 8,9% das mulheres brasileiras já sofreram algum tipo de violência sexual na vida, segundo dados da Pesquisa Nacional da Saúde…
Pagamentos com cartões crescem 17% no primeiro trimestre

Pagamentos com cartões crescem 17% no primeiro trimestre

As transações por cartões (crédito e débito) registraram um aumento de 17,3% nos valores movimentados no primeiro trimestre deste ano…
Cadáveres não foram violados no Cemitério da Saudade, em Marabá

Cadáveres não foram violados no Cemitério da Saudade, em Marabá

Circulou nas redes sociais na manhã desta terça-feira (11) a foto de um caixão aberto, que possivelmente seria no Cemitério…