Mairon, o “Felipão”, apesar de jovem, é acusado de ter matado pelo menos quatro pessoas/ Foto: reprodução
Ads

Um mandado de prisão expedido contra Mairon da Costa Fontes, conhecido como Felipão, foi cumprido na madrugada de sábado (10), por volta das 2 horas, em uma casa noturna da Folha 16, Nova Marabá. A decisão judicial é decorrente de uma investigação da Delegacia de Homicídios que aponta Mairon como o atirador que tirou a vida de Antônio Marcos Maia, em agosto do ano passado.

Ads

A Polícia Civil acredita que Antônio foi morto sem querer, por ter sido confundido com o verdadeiro alvo procurado por Mairon. Na tarde do dia 27, por volta das 14 horas, a vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo por um homem que estava em uma motocicleta, na esquina entre as ruas Sérvulo Brito e Sol Poente, no Bairro Cidade Nova.

Moradora da Vila Cruzeiro do Sul, a vítima estava hospedada em um hotel do bairro junto da esposa. Antônio chegou a ser socorrido, mas morreu em um hospital particular da cidade. Neste final de semana, sábado, a equipe da Polícia Civil que investigava a localização do acusado conseguiu identificá-la.

Os policiais foram até a boate e realizaram a prisão. Ao amanhecer, a equipe seguiu para a residência do homem, onde foi cumprido também o mandado de busca e apreensão. Mairon foi encaminhado ao sistema prisional de Marabá. Mais informações sobre este caso na edição de amanhã do Jornal Correio. (Luciana Marschall)

Ads