As cercas da fazenda foram destruídas/ Fotos: Divulgação
Ads

A Fazenda Santa Clara voltou ser ocupada por invasores na tarde de ontem, quinta-feira, 25. A propriedade vem sendo alvo de ocupações por grupos de posseiros desde 2016.

Ads

Localizada no município de Marabá, mas geograficamente mais próxima de Parauapebas, a fazenda foi ocupada e desocupada duas vezes só no ano passado. Este ano, em março, sofreu nova tentativa de invasão e, agora, voltou a ser ocupada.

Na manhã de hoje, sexta-feira, 26, representantes da propriedade, que pertence a Ana Cristina Ribeiro, se deslocaram para Marabá para registrar ocorrência e comunicar o caso à Delegacia de Conflitos Agrários (Deca). O grupo de invasores destruiu cerca e cancelas e está derrubando árvores e fazendo carvão dentro da fazenda.

Um funcionário da propriedade conseguiu fazer imagens dos invasores retirando sacos de carvão feitos de forma ilegal no local. A fazenda foi ocupada primeiramente por Integrantes do Movimento Sem Terra (MST).

No ano passado, ela foi desocupada duas vezes em operações realizadas pela Polícia Militar e Delegacia de Conflitos Agrários, em cumprimento a mandados de reintegração de posse.

Um dos donos da propriedade, Hamilton Ribeiro, pede às autoridades que tomem providências, porque ele teme que a qualquer hora aconteça algo mais grave no local. Ele observa que os funcionários já foram ameaçados e sofreram violência em ocupações da propriedade e agora vivem com medo.

Todos os funcionários, segundo ele, estão psicologicamente abalados e trabalham sobressaltados, temendo serem alvo de alguma agressão por parte dos invasores. Ele informa que o grupo que entrou na fazenda não tem nenhuma identificação, por isso não sabe se é ligado a algum movimento de luta pela terra.

Hamilton ressalta ainda que a propriedade possui mandado de segurança, impedindo que seja ocupada novamente. Por isso, pede que providências sejam tomadas para a retirara das pessoas que estão na área. (Tina Santos)

 

Ads