Correio de Carajás

Idosa e mais nove pacientes sofrem aguardando transferência para o Regional

Segundo relatos, há pacientes internados há 30 dias aguardando transferência / Fotos: Evangelista Rocha
Segundo relatos, há pacientes internados há 30 dias aguardando transferência / Fotos: Evangelista Rocha
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Terezinha Cavalcante Almeida, de 61 anos, sofreu um acidente de motocicleta no último dia 24 de outubro e fraturou o fêmur na parte superior próximo da articulação. Ela foi internada no Hospital Municipal de Marabá (HMM), onde aguarda ser transferida, há quase 10 dias, para o Hospital Regional Público do Sudeste Doutor Geraldo Veloso (HRSP) para realizar uma cirurgia. A demora preocupa os familiares da idosa.

A filha de Terezinha, Amanda Cayne Cavalcante, foi quem entrou em contato com a Rádio Correio FM para desabafar a situação de sua mãe. “Além dela estar em uma maca do pronto socorro, em condições impróprias para um ser humano, o acompanhante, que é o meu pai, João Maria da Silva Almeida, passa o dia em uma cadeira de plástico, e a noite se deita em um papelão no chão para descansar. Isso quando consegue descansar”, relatou Amanda.

As equipes de reportagem do Grupo Correio foram até o HMM para ouvir João Maria, que também descarregou sua revolta pelo tratamento recebido na casa de saúde. “Eu acho o espaço físico desse hospital desumano. Nós não conseguimos relaxar, pois é muito quente, eu passo o dia abanando minha esposa com um pedaço de papelão e, à noite, para descansar, eu deito no papelão. Ela sente dores, começa a gemer, então eu ‘pulo’ para fazer uma massagem no pé dela”, relata o marido.

Leia mais:
João ficou sabendo há dois dias que precisava atualizar o espelho da sua esposa no sistema de regulação

Além do drama vivido durante a permanência de Terezinha no HMM, João revela que só descobriu há dois dias que precisa diariamente solicitar um espelho de atualização da paciente para conseguir uma vaga no Hospital Regional. Porém, essa informação não havia sido repassada antes. “Eu fiquei sabendo que ela era a primeira na fila e por eu não ter feito essa atualização, colocaram outra pessoa no lugar da minha esposa. Ela está piorando e temo que possa ocorrer alguma coisa pior”, preocupa-se.

A Reportagem apurou que, além de Terezinha, há mais nove pacientes que também amargam a espera por uma vaga no Hospital Regional. Inclusive, na mesma ala que está a idosa, há outro ancião de 91 anos, também com uma fratura, aguardando há 30 dias pela transferência. Sobre o assunto, o Portal Correio procurou a Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), porém, até o fechamento desta matéria, não respondeu a solicitação de posicionamento.

Em relação ao relato de Amanda Cayne e João Maria, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marabá respondeu, em nota, que a paciente está recebendo todo o suporte necessário do Hospital Municipal. “No entanto, a paciente precisa de uma internação a nível terciário, no Hospital Regional, que pertence à rede estadual de saúde, ou em outro hospital, com especialista, o que foi solicitado desde o primeiro dia em que a paciente deu entrada no HMM”, complementa a nota.

Sobre os demais pacientes internados na casa de saúde, que também aguardam regulação ao HR, a nota da Prefeitura ressaltou que o HMM “não mede esforços para atender seus pacientes, que além da alta demanda de Marabá, atende todos os municípios do entorno de Carajás”, finaliza a nota. (Zeus Bandeira e Chagas Filho)

Na manhã desta terça-feira (3), a Assessoria de Comunicação da Sespa, enviou nota, às 10h34, informando que “a paciente já tem leito reservado para o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência”, em Belém. Às 12h45, a filha de Terezinha, Amanda Cayne, confirmou à Rádio Correio FM que sua mãe foi transferida.

Reportagem atualizada às 14h44.

Comentários

Mais

Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

A administração pública de Parauapebas trabalha para resolver a situação dos indígenas venezuelanos da etnia Warao, que estão acampados há…
Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Logo após a execução do Hino Nacional, no Parque de Exposições, nesta sexta-feira, dia 18, o prefeito de Marabá, Tião…
Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

O Brasil estabeleceu um novo recorde nesta quinta-feira (17) ao aplicar 2.561.553 doses de vacinas contra a covid-19 em 24…
Vereador de Marabá entrega título de Honra ao Mérito ao presidente Bolsonaro

Vereador de Marabá entrega título de Honra ao Mérito ao presidente Bolsonaro

Antes de iniciar seu discurso, o presidente Jair Bolsonaro convidou para o palco o vereador Fernando Henrique, de Marabá, e…
Em Marabá, Bolsonaro exalta “propriedade sagrada” e critica o MST

Em Marabá, Bolsonaro exalta “propriedade sagrada” e critica o MST

Festejado por apoiadores em Marabá, que estiveram aos milhares acompanhando seus passos desde o desembarque no aeroporto local, o presidente…
Parauapebas começa a vacinar pessoas sem comorbidades a partir de 50 anos

Parauapebas começa a vacinar pessoas sem comorbidades a partir de 50 anos

Neste sábado (19) todas as unidades de saúde das zonas urbana e rural de Parauapebas abrem das 9 às 17…