Correio de Carajás

Homicida que matou e incendiou vítima é preso

Foto: Polícia Civil
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Polícia Civil do Estado do Pará, por meio da Delegacia de Polícia de Tucumã, cumpriu Mandado de Prisão Preventiva contra Danilo Saldanha Soares. Ele é apontado como autor de um homicídio qualificado ocorrido no município de Parauapebas. Danilo é acusado de matar uma pessoa e atear fogo no corpo da vítima.

Esse crime do qual Danilo é acusado aconteceu em 3 de fevereiro deste ano. Na época, o jornal CORREIO já publicou a identificação do acusado, que agora foi finalmente preso pouco mais de um mês depois. A vítima do bárbaro assassinato foi o mototaxista Maurivam Coimbra de Sousa, de 38 anos.

O homicídio aconteceu depois de uma briga em um bar localizado em um loteamento chamado Vale das Águas, nas margens da Rodovia PA-275, dentro do município de Parauapebas, mas já na fronteira com Curionópolis. O mototaxista foi amarrado à própria moto e arrastado por mais de 500 metros, onde teve o corpo queimado junto com o veículo.

Leia mais:

De acordo com o relato de testemunhas ouvidas pela Polícia Civil, a vítima e o acusado estavam no bar e por razões até agora não bem explicadas, começaram a discutir. Depois passaram para agressão física e Danilo conseguiu golpear Maurivam, que desmaiou.

O mototaxista Maurivam foi incendiado junto com a moto por Danilo

Ainda segundo testemunhas, enquanto a vítima ficou desmaiada no chão do bar, Danilo foi até a casa dele, não muito distante dali, onde pegou uma corda, voltou ao bar, amarrou o mototaxista na própria moto e saiu arrastando até uma área de campo, em plena tarde de domingo e ninguém fez nada. Ao chegar em um local ermo, o psicopata ateou fogo na vítima e na motocicleta, uma cena digna de filme de terror.

O corpo da vítima foi encontrado por uma guarnição da Polícia Militar. Segundo o soldado Amorim, após serem informados sobre o homicídio ocorrido no bar daquela localidade, eles seguiram para lá. “Após tomarmos conhecimento do fato, viemos ao local averiguar. Depois de muita procura, encontramos o corpo e a moto ambos carbonizados”, detalha o policial.

Ainda conforme o soldado Amorim, “aparentemente, a vítima, após ser morta com um golpe na cabeça, foi arrastada para longe do bar. Existem rastros no caminho desde o bar até aqui, prova que a vítima foi arrastada até o local onde foi queimada”.

Na época do crime, a reportagem do Jornal CORREIO, conversou com a dona do bar onde tudo ocorreu. Maria do Bombardo Alves, de 38 anos, disse que o mototaxista jogou uma lata de cerveja no rosto de Danilo. Daí teria começado a contenda entre os dois que mais tarde terminou em barbárie.

Ainda segundo a comerciante, quem primeiro chegou ao bar foi Maurivam e depois Danilo. Ela diz que não viu quando os dois começaram a se estranhar, mas sabe que por algum motivo Maurivam arremessou a latinha contra Danilo, mal sabia ele que estava se metendo em uma confusão com um verdadeiro monstro.

Maria do Bombardo fez questão de frisar que a briga não terminou exatamente dentro do bar dela, mas sim no meio da rua, em frente ao estabelecimento. “Quando eles começaram a discutir, eu mandei eles irem embora. Eles saíram e começaram a briga lá fora”, conta a mulher, que afirma não ter visto quando Danilo arrastou o mototaxista, porque estava dentro do bar atendendo clientes.

FACÇÃO CRIMINOSA

Além desse bárbaro crime, Danilo também é acusado de ser membro da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) e é apontado como o responsável por inúmeros roubos nas cidades de Tucumã e também de Ourilândia do Norte. Vale dizer que a guerra entre o PCC e o Comando Vermelho estão colocando um ingrediente a mais na já conturbada cena policial de Parauapebas e adjacências. Mortes, inclusive com decapitações, estão deixando os moradores

A equipe policial responsável pela prisão do acusado foi composta pelo delegado Rafhael Machado e os investigadores Vasconcelos e Moreira e o escrivão Douglas Xavier. O mandado diz respeito ao homicídio de fevereiro, já a ligação dele ao PCC está sendo investigada cuidadosamente.

De acordo com informações do Tribunal de Justiça do Pará, em fevereiro do ano passado, Danilo foi denunciado por furto qualificado na cidade de Parauapebas e dois meses depois ele foi preso em flagrante pelo mesmo tipo de crime, na Serra dos Carajás, também em Parauapebas.

Danilo deve ser encaminhado nesta quinta-feira aos cuidados da Superintendência do Sistema Penal, após prestar depoimento ao delegado responsável pela sua prisão. (Chagas Filho com colaboração de Tina Santos e Ronaldo Modesto)

Comentários

Mais

Um morto e um ferido no Vale do Sol

Um morto e um ferido no Vale do Sol

Dois homens foram vitimados, e um deles não resistiu aos tiros e morreu. Os acusados são dois homens que estavam…
Acidente deixa motociclista morto e carona ferido

Acidente deixa motociclista morto e carona ferido

Um acidente envolvendo um caminhão e uma moto vitimou Jefferson Azevedo, de 32 anos, na madrugada desta quarta-feira (22) na…
Chacina de Parauapebas: preso chegará ao município nesta quarta

Chacina de Parauapebas: preso chegará ao município nesta quarta

Deve chegar ao município de Parauapebas nesta quarta-feira (22) Marcone de Jesus da Silva, suspeito de envolvimento na chacina que…
PRF apreende 32,9m³ de madeira transportada ilegalmente

PRF apreende 32,9m³ de madeira transportada ilegalmente

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu um caminhão no Km 906 da BR-230 que transportava oito toras com cerca de 32,9…
Marido denuncia a companheira por arma escondida em colchão

Marido denuncia a companheira por arma escondida em colchão

Uma arma de uso exclusivo da Polícia Militar do Pará foi encontrada escondida num colchão. O caso ocorreu nesta terça-feira,…
Jovem é executado com três tiros enquanto trabalhava em lanchonete

Jovem é executado com três tiros enquanto trabalhava em lanchonete

Um jovem foi executado com três tiros por dois homens numa moto enquanto trabalhava em uma hamburgueria. O caso ocorreu…