Correio de Carajás

Homem é suspeito de matar dois agricultores e ocultar os corpos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A Polícia Civil de Parauapebas abriu inquérito para apurar um caso que, se confirmado, é digno de roteiro para filme de terror. O vilão desta história é José Batista de Almeida, de 41 anos, preso na noite de ontem, terça-feira (15), acusado de duplo homicídio e ocultação de cadáver na Vila de Palmares II, na zona rural da cidade.

José foi detido e apresentado na 20º Seccional Urbana de Polícia Civil pelos familiares de Gerson Brito dos Santos, de 48 anos, que está desaparecido desde 18 de janeiro deste ano. Desconfiados que algo havia acontecido com Gerson, os familiares chegaram a registrar um Boletim de Ocorrência no mês passado relatando o desaparecimento e as suspeitas que recaíam sobre José Batista.

De acordo com eles, Gerson morava em uma área de invasão, chamada Cedro, em Palmares II, foi quem levou o acusado para a comunidade para trabalhar em lavoura. Antes, José Batista trabalhava em Parauapebas como flanelinha. Passado um tempo que estava na localidade, o acusado apareceu na casa de Gerson com uma motosserra e a ofereceu em troca de três linhas de roça.

Leia mais:

A família não sabe se o negócio chegou a ser fechado, mas logo em seguida Gerson simplesmente desapareceu sem deixar rastros. José Batista então se apossou das terras dele. Desconfiada, a família de Gerson questionou o acusado sobre o paradeiro do desaparecido. Ele, no entanto, com tranquilidade contou que comprou as terras por R$ 5 mil e que Gerson havia se mudado para o município de Tucumã.  

Contudo, a família nunca acreditou nessa versão e, ontem, decidiu com a ajuda de vizinhos realizar uma operação pente fino na propriedade, vasculhando cada centímetro do terreno. No final da tarde, eles localizaram uma cova rasa e nela encontraram o crânio queimado de uma pessoa.

Tendo certeza que se tratava dos restos mortais de Gerson, eles agarraram José Batista e o levaram para a delegacia, juntamente com o crânio, o apresentando ao delegado Fabrycio Andrade. Na manhã de hoje, quarta-feira (16), o delegado realizou diligências na área, levando o suspeito para que este apontasse o suposto local onde teria cometido o crime. A Polícia Civil desconfiava que ele tivesse assassinado também outro agricultor, conhecido como Mineiro, também desaparecido e os familiares deste passaram a desconfiar do envolvimento de José.

Segundo a família de Mineiro, ele está desaparecido há cinco meses e José Batista também se apoderou dos cinco alqueires de terras dele, inclusive estava morando na casa da propriedade. Apresentando frieza, José Batista nega os crimes e diz que comprou tanto as terras de Gerson, como de Mineiro. O corpo do segundo desaparecido não foi localizado.

O delegado Fabrycio Andrade já solicitou a prisão preventiva dele à Justiça. O crânio foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para ser submetido ao exame de DNA e identificar se pertence a Gerson ou Mineiro. (Tina Santos)

A Polícia Civil de Parauapebas abriu inquérito para apurar um caso que, se confirmado, é digno de roteiro para filme de terror. O vilão desta história é José Batista de Almeida, de 41 anos, preso na noite de ontem, terça-feira (15), acusado de duplo homicídio e ocultação de cadáver na Vila de Palmares II, na zona rural da cidade.

José foi detido e apresentado na 20º Seccional Urbana de Polícia Civil pelos familiares de Gerson Brito dos Santos, de 48 anos, que está desaparecido desde 18 de janeiro deste ano. Desconfiados que algo havia acontecido com Gerson, os familiares chegaram a registrar um Boletim de Ocorrência no mês passado relatando o desaparecimento e as suspeitas que recaíam sobre José Batista.

De acordo com eles, Gerson morava em uma área de invasão, chamada Cedro, em Palmares II, foi quem levou o acusado para a comunidade para trabalhar em lavoura. Antes, José Batista trabalhava em Parauapebas como flanelinha. Passado um tempo que estava na localidade, o acusado apareceu na casa de Gerson com uma motosserra e a ofereceu em troca de três linhas de roça.

A família não sabe se o negócio chegou a ser fechado, mas logo em seguida Gerson simplesmente desapareceu sem deixar rastros. José Batista então se apossou das terras dele. Desconfiada, a família de Gerson questionou o acusado sobre o paradeiro do desaparecido. Ele, no entanto, com tranquilidade contou que comprou as terras por R$ 5 mil e que Gerson havia se mudado para o município de Tucumã.  

Contudo, a família nunca acreditou nessa versão e, ontem, decidiu com a ajuda de vizinhos realizar uma operação pente fino na propriedade, vasculhando cada centímetro do terreno. No final da tarde, eles localizaram uma cova rasa e nela encontraram o crânio queimado de uma pessoa.

Tendo certeza que se tratava dos restos mortais de Gerson, eles agarraram José Batista e o levaram para a delegacia, juntamente com o crânio, o apresentando ao delegado Fabrycio Andrade. Na manhã de hoje, quarta-feira (16), o delegado realizou diligências na área, levando o suspeito para que este apontasse o suposto local onde teria cometido o crime. A Polícia Civil desconfiava que ele tivesse assassinado também outro agricultor, conhecido como Mineiro, também desaparecido e os familiares deste passaram a desconfiar do envolvimento de José.

Segundo a família de Mineiro, ele está desaparecido há cinco meses e José Batista também se apoderou dos cinco alqueires de terras dele, inclusive estava morando na casa da propriedade. Apresentando frieza, José Batista nega os crimes e diz que comprou tanto as terras de Gerson, como de Mineiro. O corpo do segundo desaparecido não foi localizado.

O delegado Fabrycio Andrade já solicitou a prisão preventiva dele à Justiça. O crânio foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para ser submetido ao exame de DNA e identificar se pertence a Gerson ou Mineiro. (Tina Santos)

Comentários

Mais

Equipes da Sefa e Receita Federal apreendem quase 16 mil pares de calçados falsificados

Equipes da Sefa e Receita Federal apreendem quase 16 mil pares de calçados falsificados

Equipes da Receita Federal do Brasil e Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) apreenderam, no último dia 15, na unidade…
Filho adotivo de Flordelis diz que mãe sabia do assassinato do marido

Filho adotivo de Flordelis diz que mãe sabia do assassinato do marido

Ao depor hoje (19) no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, Lucas dos Santos de Souza, filho adotivo da…
Polícia de Parauapebas investiga se vídeo com ameaça está relacionado a homicídios

Polícia de Parauapebas investiga se vídeo com ameaça está relacionado a homicídios

Nesta segunda-feira (19) entrou em circulação via WhatsApp e outras redes sociais um vídeo no qual dois supostos membros do…
Polícia afirma que tem provas suficientes para concluir inquérito

Polícia afirma que tem provas suficientes para concluir inquérito

A Polícia Civil do RJ já tem provas suficientes para concluir o inquérito da morte do menino Henry Borel, independentemente de um novo…
Jovem vira escudo humano e bandidos o matam com 3 tiros em Redenção

Jovem vira escudo humano e bandidos o matam com 3 tiros em Redenção

Mais um crime com características de “acerto de contas” chocou a população de Redenção, no sul do Pará. Na noite…
Homem é assassinado no meio da rua no Bairro São Félix

Homem é assassinado no meio da rua no Bairro São Félix

Um homem, identificado como José Ribamar Oliveira, de 33 anos, foi morto a golpes de faca na madrugada de domingo…